Escreva-me

198 comentários
1. ana  |  Fevereiro 16, 2009 at 6:22 pm
ola eu sou proprietária de uma beagle e ela e toda problemática estou tratando dela a mais de ano, e ela não cura, ela lambe excessivamente as patas nos meios dos dedos, e a vagina mais isso umas 50x ao dia e tem um bafo terrível, uma fome absurda, e vive vomitando, comendo grama ou seja sofre muito com seu estomago, suas fezes sempre cheias de pelos …. , ja tratei com fluoxetina, e lanzoprazol por algum tempo foram 8 meses e nada, ela vive acompanhada eu passo tempo em casa estudando e ela sempre dormindo, saio pra passear as vezes é meu erro sei- então em agosto de 2008 a levei a uma dermatologista aqui em Curitiba e ela me prescreveu prelone e ração hipoalérgica , só não deu em nada nem melhorou … não sei mais o que faço pois isso me incomoda e ninguém cura minha beagle achei que você como criadora poderia me dar uma dica do que fazer… eu estou longe e por aqui não temos especialistas em beagle (não que eu tenha achado ainda ) hoje vou a mais um dermatologista ver o que ele e fazer pela BIKA

2. ana  |  Fevereiro 16, 2009 at 6:24 pm
errata : iguinorar “como criadora” e sim como veterinario …

3. caninosegrandes08  |  Fevereiro 16, 2009 at 11:24 pm
Cara Ana:
A sua Bika sofre de um distúrbio compulsivo, que consiste em lamber-se incessantemente. O tratamento deste tipo de distúrbio exige muita disciplina por parte do dono. A Bika, deve ter, além de uma terapia médica, uma terapia comportamental. É frequente usarmos um fármaco denominado clomipramina para tentar que o animal ande menos ansioso. Os tratamentos com clomipramina são sempre longos, podendo mesmo ser a vida toda do animal. Tenta-se encontrar a dose mínima eficaz para o animal em questão. Qualquer que seja o tipo de tratamento médico, é essencial perceber o motivo de ansiedade do animal. Ela sempre foi assim? Ficou assim depois de algum acontecimento marcante? De qualquer maneira, uma terapia comportamental é de extrema importância. Pelo que percebi, no caso da Bika, trata-se de ansiedade de separação – quando a Ana se ausenta, ela começa o comportamento compulsivo. Há que reeducá-la nesse aspecto. Algumas medidas que a Ana pode tomar são: ignorá-la assim que chega a casa (só a cumprimenta quando ela parar o seu estado de excitação); simular saídas à rua (pega nas chaves de casa, no seu casaco e ande pela casa sem sair, para que ela se habitue a esse ritual). Estamos, obviamente, a falar de uma terapia que deve ser diária e rotineira.
Quando a pele da Bika estiver pior, opte por lhe dar banhos semanais com um champô anti-alérgico à base clorhexidina.
Quanto aos vómitos, esses são causados pelos pêlos que ingere. Pode, obviamente, optar por uma comida hipoalergénica, mas é fundamental tratar a causa primária.
Tratamentos para distúrbios compulsivos exigem sempre meses. Não desista. Sugiro que contacte o seu veterinário para mais informações acerca de terapia comportamental e médica.
Obrigada pelo seu contacto e vá dando notícias da Bika.
Carla Pedroso (médica veterinária)


4.  Ana silvio  |  Fevereiro 18, 2009 at 11:08 pm
Muito bom teu post sobre as lesões dermatologicas por repetição de lambedura e mordição. Tenho um problema desses ha anos com um Golden. Tomou Prozac e nem assim sua ansiedade baixou. Houve o trauma da separação, tive que muda-lo para uma casa de serra quando mudei para um apartamento. Embora os caseiros sejam cachorreiros e afetuosos o animal continua me esperando. Sabe até quando é fim de semana pelos preparativo e limpeza da casa. Exita-se por saber que provavelmente chegarei para passar uns dias. Da mesma forma percebe quando arrumo a maleta que vou tornar a deixa-lo. Prosta-se por dois dias e recomeça a se morder e reabrir feridas. Vive sobre tratamento de anti-fungicidas e antibioticos para tentar controlar infecções e ou novas feridas. Quando usa o protetor de cabeça para que as feridas diminuam ou cicatrizem, se estressa mais ainda. De fato, muito complicado esse assunto e solução.
Não sei o que é pior, traze-lo para dentro de um apto. sem espaço – foi criado em amplo terreno e agora vive quase num sitio – ou deixa-lo lá se mordendo.
Silvio


5. Marcela  |  Abril 16, 2009 at 12:08 am
Oi Carla, sou estudante de medicina veterinária e achei o máximo seu blog, se tiver algum tipo de envio de informações, mande pro meu e-mail.
abraço e sucesso.


6. André  |  Maio 10, 2009 at 10:22 pm
Viva Carla,
era só mesmo para felicitá-la pelo seu blogue, fundamentalmente, profissional. Parabéns.


7. Joana  |  Junho 5, 2009 at 4:44 am
Ola…
Sou dona de um dogue argentino tem 2 meses, ela anda ultimamente sempre a cozar-se e a morder-se eu ja pensei que pode ser uma alergia( a alergia a pulcas)..
Ela até ja tem feridas de tanto se cozar e morder, ja tive a ver se tinhapilcas mas nem uma como ela é toda branca da bem para ver se tem algum bicho ou nao, eu gostava de saber como posso fazer com que ela fique melhor o o que lhe devo chegar como ela ainda é muito nova nao lhe posso chegar o produto contra as pulgas.. Porque se nao ja lhe tinha chegado, como tambem nao lhe posso dar banho por ela se muito nova..
Se alguem me poder ajudar era muito bom…Obrigada


8. caninosegrandes08  |  Junho 5, 2009 at 12:59 pm
Cara Joana:
Perante o que me descreve seria importante a sua cadela fazer uma raspagem de pele para despistar a presença de ácaros que dão origem à sarna. Os cachorros são especialmente propensos a sarna, por isso esta seria a primeira hipótese a ponderar, uma vez que me diz que ela não tem pulgas. Perante uma situação de sarna é fundamental tirar a comichão ao animal para este não se auto-mutilar. Na maior parte das vezes optamos por banhar o animal com um champô especial à base de clor-hexidina (que é um anti-séptico para a pele). A frequencia dos banhos é normalmente elevada – um a dois banhos semanais. Se com os banhos o animal continuar a coçar-se violentamente, é necessário administrar-lhe fármacos que lhe tirem a comichão. Devemos aplicar um produto que mate o ácaro. Já existem no mercado produtos spot-on que aplica na zona do pescoço do animal, que eliminam os ácaros e também previnem as pulgas. Normalmente, num caso de sarna temos que aplicar o produto de 15 em 15 dias sempre separado do banho 48h.
Se não se confirmar a presença de ácaros teremos de pensar em patologias mais complexas nomeadamente alergias alimentares.
É fundamental que o leve ao veterinário para ser examinado, pois só assim podemos chegar a um diagnóstico definitivo e optar pelo tratamento mais eficaz.
As melhoras para a sua cadela.
Obrigada

9. fabiana  |  Junho 9, 2009 at 7:53 pm
ola, eu tenho uma cachorra que esta com dermatite alergica a picada de pulgas, eu levei ela na veterinaria e ela receitou o dermarcoten 20 mg, e o shampoo sanadog e o spray my pet, 250 ml. Eu gostaria de saber se pelo menos ela vai ter alguma melhora, ja que li sobre esse assunto que nao tem cura e sim um controle.E tb saber se esse spray que ela receitou e bom mesmo e se servira pra ajudar no tratamento, como eu tenho outro cahorro , como eu faço pra ele nao estar transmitindo pulga pra ela , afinal e ele que passa as pulgas e se ela tiver uma que seja ira se coçar.Que produtos usar nele para acabar com as pulgas. se puderem me ajudar agradeço. Obrigada.


10. fabiana  |  Junho 9, 2009 at 8:04 pm
ola sou eu de novo eu tb tenho uma gata e ela tem mania de beber agua na manguerinha do chuveiro, como faço pra ela parar com essa mania. mesmo tendo agua na vasilha ela insiste em beber agua no chuveiro.Queria tb saber se tem algum problema o fato dela comer ração de filhotes pq ela nao come raçao de gato adulto. No começo ela comia , mas depois começaram a comprar de filhotes ai ela acostumou e se compra a de adulto ela nao come direito.Gostaria de saber pq cães gostam de ração de gato?

11. caninosegrandes08  |  Junho 10, 2009 at 8:02 pm
Cara Fabiana:
O mais importante no tratamento da dermatite alérgica à picada da pulga é, sem dúvida alguma, o controle das pulgas, tanto no animal, como no meio ambiente onde ele vive. Os sprays para eliminação de pulgas funcionam muito bem a curto-prazo, eliminando todas as pulgas que o animal tem naquele preciso momento. No entanto, não evitam que o animal seja contaminado com mais pulgas. Por este motivo, é fundamental que aplique a todos os animais da casa um ectoparasiticida em spot on que, normalmente, duram cerca de 1 mês. Outro factor importante a controlar é a reprodução da pulga adulta: não nos podemos esquecer que uma pulga adulta pode colocar cerca de 50 ovos por dia. Deste modo, é fundamental utilizar fármacos que esterilizem a pulga adulta e, mais uma vez, efectuar esse tratamento a todos os animais da casa. Quanto ao champô parece-me bastante indicado tanto no tratamento da dermatite, como na sua prevenção. Faça banhos regulares ao seu cachorro, mesmo quando não tem dermatite. Atenção que os banhos devem ser sempre com um champô anti-alérgico como é o caso deste que me referiu. Assim, aconselho banhos semanais quando há dermatite e banhos mensais quando o animal tem a pele saudável. Quando ao fármaco dermacoten, que é um corticosteróide, aconselho o seu uso na fase inicial, quando o animal se coça muito. Se não lhe tiramos a comichão continuará a autotraumatizar-se.
Espero tê-la esclarecido e obrigada pelo seu contacto.
As melhoras para a sua cachorra.

12. caninosegrandes08  |  Junho 10, 2009 at 8:25 pm
Cara Fabiana:
Os gatos são animais de hábitos muito vincados e grande parte deles prefere beber água corrente em vez da água da vasilha. Pode tentar mudar a água da vasilha mais vezes ao dia ou impedir-lhe o acesso ao seu chuveiro. Em qualquer um dos casos, dificilmente lhe conseguirá tirar esse hábito.
Quanto à alimentação, é fundamental dar-lhe a ração indicada para a sua idade. As rações de gatinhos são mais ricas em termos proteicos e calóricos e um gato adulto não tem as mesmas necessidades de um gato jovem. Por isso, não ceda e coloque só comida de gato adulto. Pode não comer tão bem no início mas certamente que voltará a habituar-se. Não pode é dar-lhe alternativa à ração de adulto; pode mudar de marca mas sempre na gama de gato adulto.
Os cães gostam de ração de gato porque são mais palatáveis. Os gatos são habitualmente mais caprichosos para comerem, por isso as suas rações são formuladas de forma a serem mais palatáveis. Deve evitar que os cães a comam pois têm um teor proteico bastante mais elevado que as rações de cão, podendo ser, por ste motivo, prejudiciais para a função renal do cão. Uma forma de evitar que os cães comam ração de gato é colocando a tigela da comida do gato num local mais elevado, como por exemplo numa bancada da cozinha. O gato facilmente salta para a bancada e vai comer e o cão já não conseguirá ter acesso à tigela.
Obrigada pelo seu contacto.
Carla Pedroso (médica veterinária)

13. eneas chaves  |  Junho 10, 2009 at 8:33 pm
tenho um pit bul que fez 10 anos. praticamente um membro da familia. muito bem tratado e com um bom espaço pra andar. um quintal de 15×20 so pra ele e um quintal da casa em formato de L de 30 metros… nunca mordeu ninguem e reconheço q saimos pouco com ele pra dar voltas, pois ele é muito forte e puxa muito. em dezembro de 2008 ele deu duas convulsoes no mesmo dia, passou 15 a 20 dias deu outra, demos remedio pro figado pois achavamos q poderia ter sido desinfetante, fizemos limpeza no quintal e tiramos tudo o q poderia de alguma forma influir em sua saude. passou 5 meses sem ter, e dia 1 de junho ele teve outra e ontem dia 9 ele teve outra q ao se levantar parecia estar cego, mas depois q passa a convulsao vem o momento de desorientaçao e isso leva uns 5 minutos, a convulsao é rapida.. o que devo fazer??? qual medicamento devo dar a ele?? ele é de porte medio pra grande, tem 10 anos e esta pouco acima do peso…

14. caninosegrandes08  |  Junho 10, 2009 at 9:35 pm
Caro leitor:
Quando o animal tem convulsões é importante perceber exactamente a sua causa. Se as convulsões começaram nesta idade avançada descartamos de imediato a hipótese de epilepsia verdadeira, que aparece em animais jovens até aos 2 anos de idade. Perante isto, temos que descartar os problemas sistémicos e/ou metabólicos. Para isso o seu cão deverá fazer análises ao sangue. Nessas análises poderemos confirmar uma possível lesão no fígado causada por um tóxico. Se assim for, ele deverá fazer protectores hepáticos, uma alimentação específica para fígado e, nos casos mais graves antibióticos. Se as análises tiverem normais e não revelarem nenhum problema sistémico, deveremos começar a pensar em causas de sistema nervoso central. Entre as causas mais frequentes nos animais geriátricos estão os tumores. Atenção que só será possível confirmar este diagnóstico com um TAC à cabeça do animal e devemos sempre eliminar todas as possíveis causas sistémicas. Independentemente da causa, quando o animal tem uma convulsão deveremos sempre diminuir a sua duração. Para isso existem fármacos, nomeadamente diazepam, que se aplicam via rectal no momento da convulsão. O diazepam vai acalmá-lo imediatamente. Durante a convulsão nunca coloque as sua mãos na boca do animal, pois poderá ser mordido de forma inconsciente. As convulsões podem deixar sequelas se não forem travadas de imediato ou se o animal não responde ao diazepam. Consulte o seu veterinário para perceber exactamente a causa das convulsões e, assim, proporcionar-lhe o tratamento mais adequado.
As melhoras para o seu cão.
Obrigada.
Carla Pedroso (médica veterinária)


15. Miriam Junqueira  |  Junho 20, 2009 at 10:28 am
Tenho uma cadela da raça Golden Retriever . Desde bebe ela parece ser muito insegura. Agora com 3 anos começou a apresentar quadros : arrancar pelos e comê-los, coceiras que se transformam em machucados e, por último apareceram caroços pelo seu corpo ( nas costas , peito, barriga) Está sendo acompanhada pela veterinária, mas estou preocupada e gostaria de saber mais a respeito desses problemas. Aguardo retorno. Muito obrigada. Miriam


16. caninosegrandes08  |  Junho 21, 2009 at 11:04 am
Cara Miriam:
Antes de mais é importante avaliar se o problema da sua golden tem uma origem somente nervosa ou se também existe uma componente alérgica. Normalménté o arrancar pêlos e comê-los tem uma componente de stress muito grande. O animal, nestes casos, apresenta o quadro típico de ansiedade e fá-lo quando o dono não está presente. Este é, sem duvida alguma, um dos problemas mais difíceis de resolver – dermatite por lambedura ou “acral licking”. Nestes casos, o animal deverá receber terapia comportamental e tentar perceber qual a sua fonte de stress. Uma das formas de diminuir a sua ansiedade é ignorando-a, ou seja, se ela fica hiper-excitada quando a Miriam chega a casa ignore-a e só a cumprimente quando estiver calma. Este tipo de atitude deve ser rotina e fazer parte do seu dia-a-dia. Quando as dermatites por lambeduras já provocam lesões na pele é necessário retirar o prurido ao animal, limitar-lhe o acesso às lesões e tratar a infecção na pele se já existir. Uma das melhores formas de controlar o prurido é com banhos regulares com champôs à base de clorhexidina. Não tenha receio de banhá-la 1 a 2 vezes por semana quando começam a surgir os caroços no corpo. A pele acalmará e a comichão diminuirá. Contudo, se a comichão for muito forte, a maior parte das situações requer o uso de corticosteróides quer tópicos (pomadas e loções) quer sistémicos. Durante todo o período de tratamento a sua cadela não deve tocar nas lesões nem coçar-se; se necessário use um colar isabelino. Não se esqueça também de lhe fazer regularmente as prevenções das pulgas, pois uma pulga num animal com pele sensível pode desencadear todo um processo de alergias e dermatites.
As melhoras para a sua cadela e vá dando notícias.
Obrigada.
Carla Pedroso


17. sinval  |  Junho 24, 2009 at 1:50 pm
Olá!
Tenho um shih tzu de quatro anos, e a aproximadamente um ano venho tratando de um ferimento na pata que nunca cicatriza. Ele já passou por diversos veterinarios que não identificaram a causa da não cicatrização. Fiz biopsia e revelou uma dermatite profunda. Os remédios indicados pelos veterinários não fizeram efeito. Ele melhora e de repente aparece uma bolha de sangue que estoura e torna-se uma ferida. Não sei mais o que fazer.


18. caninosegrandes08  |  Junho 24, 2009 at 11:18 pm
Caro leitor:
A cicatrizaçao de um ferimento exige sempre que a infecção esteja completamente erradicada. Se o seu shitzu tem uma dermatite profunda deverá fazer um longo periodo (1 a 2 meses) de antibioterapia com um antibiótico específico para a pele. Só assim será possível obter uma boa cicatrização. O cão não pode ter acesso à ferida (pensos mudados regularmente e colares isabelinos são imprescindíveis). Por vezes, para facilitar a cicatrização, optamos por fazer uma redução cirúrgica após o tratamento de antibioterapia. O tratamento de lesões que não fecham exigem muito tempo e devemos certificar-nos de que o cão não tem obcessão pela lesão para não ir lá mexer. Não sei se será esse o seu caso.
As melhoras e espero notícias dele.
Obrigada,
Carla Pedroso


19. Ricardo & Taffy  |  Junho 29, 2009 at 1:54 pm
Olá! Parabéns pelo blog. Já está nos bookmarks :)


20. Regina Célia  |  Julho 8, 2009 at 5:29 pm
Minha gatinha siamesa esta IR, ficou no soro durante 5 dias e não está aceitando nenhum tipo de ração, comum ou renal, só peito de frango cozido e picadinho, mas muito pouquinho, equivalente a uns 3 grãos de ração. Estou desesperada pq não posso ver o sofrimento dela que para mim é como uma filha de 11 anos.
O que posso fazer para despertar o apetite dela para ração renal seca ou úmida que lhe será vital?


21. caninosegrandes08  |  Julho 10, 2009 at 8:44 am
Cara Regina:
Os gatos com IR têm habitualmente um apetite caprichoso. Seria importante saber se ela vomita ou não para podermos forçar comida. Se não vomita, podemos forçar atraves de seringas de alimentação. a dieta renal e administrar anti-ácidos (estes animais ficam com o estômago muito sensível devido aos níveis de ureiasanguínea). Se vomita temos que lhe administrar anti-vomitivos e anti-ácidos e tentar administrar pequenas porções várias vezes ao dia. Quanto às dietas renais, eu pessoalmente acho que, quando o animal está muito caprichoso, devemos oferecer-lhe o alimento que ele mais gosta, desde que não seja muito condimentado obviamente (peixe cozido, frango cozido, batata, arroz). Há recentemente no mercado um fármaco que diminui os níveis de fósforo circulantes (níveis elevados são tóxicos e diminuem o apetite do animal) auxiliando os gatos com IR. Aconselhe-se com o seu veterinário acerca deste fármaco. Nunca se esqueça que a alimentação forçada é fundamental para que a função renal comece a recuperar. Não podemos aguardar que o gato coma quantidades insignificantes de alimento, tem de ter uma ingestão calórica diária suficiente para o seu peso e idade. Obrigada e as melhoras,
Carla Pedroso

22. Ricardo & Taffy & Lucky  |  Julho 24, 2009 at 10:07 am
Cães como os meus, do grupo dos Galgos, têm a tendência para pequenas feridas e arranhadelas nas patas, sobretudo as traseiras, em choques com pedras, galhos de árvore, troncos no chão, etc. Há alguma pomada/produto que possa usar para ajudar a cicatrização dessas pequenas feridas?
Obrigado :)


23. caninosegrandes08  |  Julho 24, 2009 at 7:14 pm
Caro Ricardo:
Todas as pequenas feridas e arranhadelas devem ser tratadas com um antisséptico para a pele, nomeadamente produtos iodados ou à base de clorhexidina. A aplicar uma pomada pode utilizar uma que tenha anti-inflamatório e antibiótico para acelarar a cicatrização e evitar a infecção da ferida. Só deverá aplicar se a ferida tiver alguma profundidade. No caso das arranhadelas, na maior parte das vezes, não se justifica. Aconselhe-se com o seu médico veterinário sobre o produto a aplicar nos seus animais, pois existe uma grande variedade no mercado de pomadas e loções com essas propriedades.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

24. Flávia  |  Julho 30, 2009 at 3:27 pm
Boa tarde , infelizmente obtive diagnóstico de insuficiencia renal de meu cão de aproximendamente 13 anos , por orientação do veterinário comprei a ração da Royal mas ele não está aceitando , gostaria de saber se há outra alimentação que não de seja de proteína animal para substituir e melhorar a qualidade de vida, ele está muito triste e apático por favor se puder me ajudar aguardo ansiosa o mais breve possível. Grata
Flávia


25. caninosegrandes08  |  Julho 31, 2009 at 12:15 pm
Cara Flávia:
Os insuficientes renais são muito caprichosos para comer e quando não comem devemos forçar a alimentação. De qualquer modo, eu sou apologista de que um paciente insuficiente renal se não quer comer ração, devemos dar-lhe o que ele quer, pois a anorexia acaba por ser mais grave para o rim que a própria proteína animal. Pode então optar por fornecer-lhe carnes brancas não condimentadas, acompanhadas por arroz ou batata por exemplo. A alimentação deve ser o mais simples possível. Pode tentar misturar a alimentação caseira com a comida de lata da dieta renal por exemplo e vai diminuindo gradualmente a comida caseira e aumentando a quantidade da dieta renal. Se mesmo assim ele não comer, deverá forçar com uma seringa por exemplo. Será importante controlar o vómito se por acaso existir. As melhoras para o seu cão.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

26 Beatriz  |  Agosto 16, 2009 at 3:06 pm
Oii..
Sou estudante de M. veterinária e adorei o blog!!.. Muito interessante e usa uma linguagem simples, que até mesmo quem não atua na area compreende com facilidade. Se possivel gostaria de receber informaçoes.
Obrigada!


27. Dona Antónia  |  Agosto 17, 2009 at 11:49 pm
Cara Doutora,
Tenho uma pequena cadelita rotweiller que se envolveu com um animal que não consigo identificar a raça. Mas não me parece puro. No entanto tenho esperança que a sua relação tenha sido platónica e não se voltem a ver. Acha possível eu enviar uma foto do mesmo de forma à doutora me ajudar a comprovar a sua raça e quiçá verificar a sua pureza.
Gostaria de agradecer desde já a sua amabilidade e elogiar a sua qualidade profissional patente no blog excepcional que criou. Pode estar descansada que se tiver um problema canino ou grande dou-lhe uma apitadela.
Muito Obrigado e Bem Haja


28. caninosegrandes08  |  Agosto 18, 2009 at 10:50 am
Cara Antónia:
Muito obrigada pelo seu comentário. Pode concerteza enviar a foto que eu tentarei ajudá-la como puder. Fico a aguardar.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


29. Elisandra da Silva  |  Agosto 24, 2009 at 3:01 pm
Tenho uma cachorrinha basset , tem 14 Kg e 14 anos , ela esta com tumores nas glandulas mamarias, quero sabe o q posso fazer…pois na cidade onde moro não tem veterinario. obrigada


30. caninosegrandes08  |  Agosto 27, 2009 at 11:02 am
Cara Elisandra:
A sua cadela deveria ser examinada, o mais rapidamente possível, por um veterinário. Não existe nada que possa fazer para tratar os tumores mamários, a não ser a sua remoção cirúrgica. Previamente à remoção, deverá ser feito um Rx ao tórax para procurar eventuais metástases pulmonares, ou seja, devemos avaliar se o tumor poderá estar disseminado por outras partes do corpo. Se estiver, o prognóstico é bastante reservado.
Tente dirigir-se ao veterinário mais próximo de si, pois só assim poderemos saber se a situação da sua cadela é ou não grave.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


31. Ana Marques  |  Setembro 10, 2009 at 3:45 pm
O blog cresce a olhos vistos e está excelente! Um beijo meu e uma lambidela da sobrinha e paciente Puskas!

32. Dona Antónia  |  Setembro 20, 2009 at 6:12 pm
Boa tarde doutora,
gostaria de exprimir a minha felicidade de verificar que a sra doutora continua a encantar-nos com as suas crónicas semanais. Gostaria também de partilhar que o meu cão max está de boa saude, mais crescido e saudável, embora tenha aquela curvatura mais acentuada na coluna continua a fazer a sua vida normal. E dizer-lhe que eu nesta idade, como já não tenho vergonha nenhuma pedi ao meu neto para fazer um email divertido em nome do max, que envio em anexo para trocarmos correspondência. Bem haja doutora e obrigado pela paciência.


33. Ricardo & Taffy & Laki  |  Outubro 14, 2009 at 10:27 am
Olá :) Uma pergunta simples: o meu cachorrinho de 5 meses e meio está a trocar os dentes e neste momento tem 4 caninos em cima: dois novos e dois de leite. Os de leite ainda parecem firmes. Conheço um caso dum cão que mesmo depois de adulto ainda ficou com os caninos da dentição de leite. É motivo de preocupação? Obrigado


34. caninosegrandes08  |  Outubro 14, 2009 at 6:34 pm
Caro Ricardo:
Neste momento não é motivo para preocupação pois a dentiçao só estará completa por volta dos 7 meses. Contudo, há cães que fazem retenção de dentes de leite que, se persistirem devem ser removidos para evitar a formação tártaro adicional. Pode ver este tema mais detalhado na secção “boca” onde tem um artigo sobre retenção de dentes de leite em cachorros.
Obrigada
Carla Pedroso


35. Theófila Lucena  |  Outubro 23, 2009 at 10:45 pm
Olá.
Preciso de ajuda.
Moro no interior de PE, e aqui onde moro não há VEt, só na cidade vizinha.
A minha gatinha Ayla, de aproximandamente 7 meses, castrada (03/08/2009) tem apresentado respiração rápida. Quando corre, chega a parar e ficar de lingua de fora, como um cão, e notei que seu nariz, só suja de um lado. Aquela sujeirinha de nariz, tipo meleca sequinha…só há de um lado, sempre.
Hoje, o VEt da cidade vizinha esteve aqui. Olhou, auscultou e disse que o coração dela estava batendo normal. Pediu que eu a observasse e que caso surgisse secreção iria entrar com antibiotico.
Mas tenho medo. Ela nao para de respirar rápido e hoje não brincou. Ficou a maior parte do tempo deitada e só levantou para comer.
Tenho por essa gata em especial um carinho imenso, e não sei o que faria se ela morresse.
O VEt ainda sugeriu a possibilidade de bolas de pelos.
Por favot, pelo amor de Deus, me ajude. O que a minha gata pode ter? O que eu devo fazer?
Grata.
Urgente.


36. caninosegrandes08  |  Outubro 24, 2009 at 8:02 pm
Cara Theófila:
Sem ver a sua gata torna-se difícil avaliar a sua situação. Seria conveniente ela fazer uma radiografia ao tórax para tentar perceber qual o problema. Várias situações podem estar presentes nomeadamente pneumonia, bronquite asmática, pleuresia, edema pulmonar. Deve levá-la, o quanto antes, a um clínica onde lhe possam fazer exames complementares de diagnóstico para que a sua gata possa ser tratada. Deve evitar todas as situações que lhe possam causar stress e que lhe aumentem o ritmo respiratório. As melhoras para ela.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

37. fernanda saraiva  |  Outubro 29, 2009 at 10:38 pm
olá boa noite tenho uma cadelinha de raça indefenida que tem as tres variações da febre da carraça babesia, riquetsia, erlichia, já fez uma transfusão mas os ematógrafos estão a dexer estou super preocupada tenho medo de perder a minha maria pois fui buscala para a salvar da morte e agora tenho esta cruz por favor ela vai fazer uma pução a mudula para ver se há mais algum parasita por favor me digam se ela tem salvação o meu obrigado Fernanda Saraiva


38. caninosegrandes08  |  Outubro 30, 2009 at 11:09 am
Cara Fernanda:
Perante um caso destes e não avaliando pessoalmente a cadela é-me difícil dizer qual o prognóstico esperado. Obviamente que havendo vários tipos de parasitas, a situação torna-se mais grave, contudo varia muito de caso para caso. É fundamental que a sua cadela esteja a fazer medicação específica para eliminar os parasitas; só assim se torna possível ter algum sucesso com as transfusões de sangue, pois se os parasitas lá estiverem irão destruir o sangue novo. É também essencial que ela coma bem (se não quiser comer devem forçar a alimentação) e que faça bastante repouso. Infelizmente não poderei ajudá-la muito mais sem saber as especificidades do seu caso. As melhoras para a sua cadelinha.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


39. fernanda saraiva  |  Novembro 12, 2009 at 6:35 pm
olá mais uma vez venho por este meio dizer que a minha maria ja esta muito melhor da febre da carraça e agradecer o seu comentário pois ajudou-me muito fiquei mais esclarecida o meu obrigada fernanda saraiva

40. Laki, Taffy & Ricardo  |  Novembro 15, 2009 at 1:17 am
Boa noite. Qual é a possibilidade real dos nossos animais de estimação apanharem o virus da Gripe A – H1N1? Li várias coisas na internet mas fiquei sem perceber até que ponto nos devemos preocupar ou não. Obrigado.


41. caninosegrandes08  |  Novembro 16, 2009 at 11:34 pm
Caro Ricardo:
De facto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) já anunciou o vírus H1N1 em alguns cães e gatos, sendo contudo casos isolados, sem contágio para os humanos que estavam em contacto com esses animais. A OMS sugere que este novo vírus seja uma mutação do vírus dos suínos e dos humanos, infectando apenas os animais domésticos e não os humanos. No entanto, actualmente, não é ainda possível prever qual o verdadeiro risco para os nossos animais, uma vez que o vírus parece sofrer modificações muito rapidamente. De qualquer modo, recomenda-se uma vigilância constante dos nossos animais para poder identificar possíveis casos. Até ao momento esta é a única informação de que dispomos. Tentarei manter os leitores informados com as últimas notícias do H1N1 nos nossos animais.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


42. Fred  |  Novembro 18, 2009 at 5:34 am
Olá Dr. tenho uma cadela que tem 4 anos, so que de alguns dias pra ca, ela anda meio deprimida, não se alimenta direito sua ração e fica querendo comida caseira…. So que desde segunda passada (09/11/09) ela começou a comer papel higienico e tbm o papel higienico sujo de fezes que fica dentro da lixeirinha do banheiro, temos que deixar a porta do banheiro fechada pra ela não poder entrar e comer os papeis…. Gostaria de saber se isso é um tipo de depressão, ou se ela passa por algum disturbio e se é necessario um tratamento com um especialista ou eu posso leva-la em um veterinario que o mesmo vai poder me ajudar?
Gostaria de uma dica, antes de leva-la ao veterinario.
Obrigado


43. caninosegrandes08  |  Novembro 19, 2009 at 9:14 pm
Caro Fred:
Pelo que me descreve, a sua cadela sofre de um apetite caprichoso e não de falta de apetite. A coprofagia (tema já abordado neste blog), ou seja, o ingerir fezes, tem normalmente uma causa comportamental, quando se trata de um cão adulto. No entanto, será importante saber que tipo de ração ela faz para podermos avaliar se existe algum desequilíbrio nutricional na sua alimentação, que justifique a coprofagia. Poderá tentar mudar de ração, optando por uma de fácil digestão e não se esqueça de fechar sempre a porta do wc para que a sua cadela não tenha sequer hipótese de ingerir as fezes. Não se esqueça também dedesparasitá-la contra vermes intestinais após a ingestão de fezes. Não me parece que seja algum tipo de depressão, mas sim um desequilíbrio nutricional ou uma forma de chamar a atenção dos donos. Contacte o veterinário dela assim que possível para o seu problema seja resolvido.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


44. Fernanda Ferreira  |  Novembro 20, 2009 at 4:25 pm
Olá
Tenho um pastor alemão com 4 meses, e aos dois meses foi-lhe diagnosticado um mega esófago, após as refeições vomitava e estava sempre com fome e muito sôfrego a comer. Agora dou-lhe 5 refeições por dia, uso uma ração rica em proteínas e come num plano inclinado (num escadote). Tem vindo a melhorar das regurgitações mas continua com sofreguidão e magro (12Kg).
Será que há mais alguma coisa que eu possa fazer?


45. caninosegrandes08  |  Novembro 20, 2009 at 8:28 pm
Cara Fernanda:
Um dos grandes problemas dos animais com megaesófago é manter o seu suporte nutricional de forma adequada, devido à sua incapacidade de conduzir a comida para o tracto gastro-intestinal para ser absorvida. Na maior parte dos casos de megaesófagos congénitos, além da alimentação num plano inclinado e da divisão da quantidade diária de comida por várias refeições, utilizamos fármacos que aceleram a motilidade do esófago facilitando assim a absorção dos alimentos pelo tracto digestivo. Não sei se o seu cachorro faz esse tipo de fármacos. Deve também utilizar sempre uma dieta hipercalórica para que o seu cão tenha um aporte nutricional adequado. Brevemente abordarei este tema no blog.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


46. Magali Cristina  |  Novembro 20, 2009 at 8:58 pm
Ola, por favor gostaria que me orientasse sobre o que acontece com o meu cachorro JUMBO (ele tem 4 anos), faz uma semana que apareceu um caroço como se fosse uma cachumba abaixo da orelha dele, e esse caroço esta descendo agora para o pescoço, ele fica com febre e eu dou dipirona, esta com dificuldade para engolir os alimentos e para beber agua. Ja emagreceu demais. Não consegue mexer o pescoço como se estivesse com torcicolo.
Fico muito triste fui na casa de ração e aplicaram uma injeção de antibiotico.
Por favor me informe que doença estranha é essa que apareceu no meu cachorro e como faço para melhorar e sumir esse caroço.
Obrigada no aguardo,
Magali


47. caninosegrandes08  |  Novembro 21, 2009 at 9:38 pm
Cara Magali:
O que me descreve pode ser uma infecção, nomeadamente um abcesso, no pescoço do seu cão. Deverá levá-lo imediatamente ao veterinário para ser examinado e medicado convenientemente. Provavelmente irá tomar antibiótico e anti-inflamatórios em comprimidos durante pelo menos uma semana. De qualquer modo, sem ser examinado será impossível fazer um diagnóstico definitivo do seu problema. Não espere que ele fique mais debilitado e leve-o de imediato ao seu veterinário – por vezes problemas simples podem tornar-se muito complicados se não agirmos de imediato.
Melhores cumprimentos e fico a aguardar notícias do seu cachorro,
Carla Pedroso


48. Fernanda Ferreira  |  Novembro 22, 2009 at 4:44 pm
Boa tarde Dr. Carla
Desde já agradeço a sua resposta.
No tocante à alimentação, dou-lhe ração da Ryoal Canin- Intestinal, neste momento come 250gr/ dia, dividida por 5 refeições. Quanto aos fármacos não está a fazer nada, mas gostaria de saber mais acerca desses fármacos.
Na outra mensagem, por lapso, não referi que o meu cachorro também tem a mania de comer fezes. Não sei se tem algo a ver com o problema ou não.
Irei estar atenta ao seu blog para me manter informada. Tudo o que eu quero é melhorar o mais possível a vida do meu cachorro.
Mais uma vez muito obrigada.
Os meus melhores cumprimentos
Fernanda Ferreira

49. caninosegrandes08  |  Novembro 23, 2009 at 1:33 am
Cara Fernanda:
Quanto à alimentação pode dar-lhe da mesma marca mas uma ração de cachorro, já que em termos calóricos é mais rica. Faça sempre uma mudança gradual na sua alimentação e esteja atenta para ver se a regurgitação não piora. Se piorar deverá voltar à intestinal. O facto dele comer fezes pode significar um défice proteico significativo, por isso deverá mesmo reforçar a sua alimentação em termos calóricos. Além do plano inclinado, pode sempre “dançar” um pouco com ele após as refeições – segure-lhe as patas dianteiras e dance suavemente para que a digestão se faça mais facilmente. Quanto aos fármacos, utilizamos, por vezes, a metaclopramida que acelera a motilidade gastro-intestinal e é muito bem tolerada pelos animais, além de funcionar também como anti-vomitivo. Se ele fizer frequentemente regurgitações há que ter cuidado para evitar as esofagites (inflamações do esófago) e, nesses casos, utilizamos como prevenção o sucralfate. Fale com o veterinário que acompanha o seu cachorro. Certamente ele poderá aconselhá-la acerca destes fármacos.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

50. Fernanda Ferreira  |  Novembro 23, 2009 at 4:29 pm
Boa tarde Drª Carla
Mais uma vez muito obrigada pela sua pronta resposta.
Estou certa de que os conselhos dados me irão ajudar muito a mim e ao meu cachorro.
Com os melhores cumprimentos,
Fernanda Ferreira


51. Enaira  |  Novembro 30, 2009 at 7:22 pm
Gosto do jeito que você explica , porque você não adere ao Movimento de Campanha Escolar de Posse Responsável. Estou tentando trazer pessoass para esse projeto, as crianças através do “magalhães” poderiam acessar muitos conteúdos importantes de cuidados com os animais, e assim mudar mentalidades, eles são a única forma de atingir as famílias.


52. caninosegrandes08  |  Dezembro 1, 2009 at 9:41 pm
Cara Enaira:
Muito obrigada pelo seu comentário.
Fale-me um pouco mais do projecto “Movimento de Campanha Escolar de Posse Responsável”.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


53. Fernanda Ferreira  |  Dezembro 16, 2009 at 4:22 pm
Boa tarde Dr. Carla:
Desde que descobri este site e entrei em contacto com a Dr., falando-lhe do meu cão que sofre de Megaesófago, sigo com toda a atenção os seus artigos.
Acabo de ler o último e uma vez que o tema é o Megaesófago, aproveito para informar que o meu cachorro apresenta melhoras significativas. Praticamente não tem regurgitações, já mudei de ração agora própria pastor alemão júnior da Royal Canin.
Continuo a dar de comer num plano inclinado, cinco vezes ao dia, amoleço a ração e no fim dou um pequeno passeio com ele.
Se tudo continuar bem vou tentar passar para quatro refeições.
Muito obrigada e até outro dia.
com os melhores cumprimentos.
Fernanda Ferreira

54. gledson  |  Janeiro 17, 2010 at 6:30 pm
Boa Tarde ,
Como posso identificar um abcesso em um cão, posso medicá-lo sem ir ao veterinário ?


55. caninosegrandes08  |  Janeiro 19, 2010 at 10:30 am
Caro leitor:
Os abcessos apresentam-se, habitualmente, como estruturas bem delimitadas, arredondadas e de textura variável. Não deve medicá-lo sem consultar o seu médico veterinário, pois exigem antibioterapia, por vezes conjugada com o uso de anti-inflamatórios. O veterinário deverá avaliar a gravidade do abcesso, eventualmente, puncioná-lo e por último medicá-lo.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


56. ODON ASSUMPÇÃO MACHADO  |  Janeiro 19, 2010 at 2:24 pm
Oi, Carla. Sou do Brasil e quero agradecer as informações sobre os otohematomas. Foi sucinto e muito esclarecedor. Felicidades, e continue com o blog.


57. Luciana  |  Janeiro 26, 2010 at 12:45 am
Olá, eu tenho uma cocker sprinter spaniel e ele, do nada, passou a não conseguir virar o pescoço para o lado esquerdo. Para olhar para cima, tinha que sentar. As costas dele ficaram levemente curvadas e não conseguia se mover sem choramingar. A região do pescoço e das costas parecem estar contraídas. Ele tem problema de hérnia de disco, mas os sintomas são diferentes. O que faço?


58. caninosegrandes08  |  Janeiro 27, 2010 at 9:52 pm
Cara Luciana:
O que me descreve é compatível com a hérnia de disco do seu cocker. Convém verificar se a hérnia evolui ou não. O tratamento consiste normalmente em analgésicos e anti-inflamatórios. Deverá consultar o seu médico veterinário para que ele possa fazer uma avaliação do seu cocker.
As melhoras,
Carla Pedroso


59. Jacqueline Passarelli  |  Fevereiro 8, 2010 at 1:02 pm
Adorei o seu espaço de informações super importantes a respeito da saúde dos cães. Tenho um bulldog inglês, (braquicéfalo), estou fazendo um checkup anual.
Ele tem 4 anos mas, aos 3 anos apareceu em um raio X que ele tinha um pulmão envelhecido, a veterinária receitou um anti-inflamatório Benflogin 50 mg. e Aminofilina 0,1 grs. e melhorou um pouco mas, ela não me explicou sobre o pulmão parecer velho, por favor gostaria de saber, ele está com o pulmão envelhecido ou é alguma doença respiratória?
Agora, ele teve duas convulsões no intervalo de apenas 2 hs., (está tomando Gardenal 40 mg.) ,mas a sua respiração piorou muito depois da convulsã. Vou levá-lo ao veterinário mas, queria me certificar com a sua opinião, se com esse episódio da convulsão, tudo em relação ao pulmão poderá piorar? E se, fazendo com os remédios os tratamentos ele poderá ter uma vida longa, a vida normal que um bulldog dura?
Por favor responda-me e desde já grata.
Jacque.


60. caninosegrandes08  |  Fevereiro 9, 2010 at 10:00 pm
Cara Jacqueline:
Muito obrigada pelo seu comentário. Quanto ao seu bulldog, é-me difícil fazer um diagnóstico desse tal “pulmão envelhecido” sem ver a sua radiografia. Os bulldogs fazem partem duma raça bastante predisposta a problemas respiratórios, mas não lhe posso precisar qual será o seu problema. Quanto às convulsões, não me parecem estar relacionadas com o pulmão envelhecido, no entanto só após um exame clínico pormenorizado e, eventualmente, exames complementares de diagnóstico, será possível chegar a alguma conclusão.
Assim que tiver mais dados, não hesite em enviar-me.
As melhoras para ele.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


61. Juliana Calçada  |  Fevereiro 18, 2010 at 1:19 am
Oi Carla, sou estudante de Medicina Veterinária e adorei seu blog, muito legal a atenção que tu dá a todas as dúvidas, parabéns!
Queria tirar uma dúvida. Eu tenho um pastor alemão que teve otohematoma, a orelha dele ficou enorme e doía muito, levamos no veterínário e ele fez uma cirurgia, fez um corte na orelha e enxeu de pontos. Logo depois o otohematoma voltou, e ele fez novamente a cirurgia e deu mais pontos, a orelha dele ficou toda murcha. Agora ele teve na outra orelha, mas não foi muito grande, foi numa parte pequena, e ele operou denovo, abrindo e dando mais pontos. Daí resolvi pesquisar porque meu pai, que é médico, ficou na duvida se não poderia ter feito só punção em vez de operar a orelha e ele ficar com a outra murcha também, e achamos no seu site que melhor é fazer punção mesmo, e se voltar fazer cirurgia. Daí ficamos na dúvida, o que o veterinário fez foi errado – ou quem sabe precipitado – e deveria ter feito antes a punção pra depois optar pela cirurgia?
Aguardo sua resposta,
Juliana.


62. caninosegrandes08  |  Fevereiro 19, 2010 at 10:07 pm
Cara Juliana:
Antes de mais, muito obrigada pelo seu comentário. Quanto ao seu pastor alemão com oto-hematoma, é-me difícil dizer, sem o observar, se a solução partiria logo por operá-lo. No entanto, e na minha experiência pessoal, opto por recorrer à cirurgia apenas quando já nenhum tratamento médico funciona. De qualquer forma, não posso de forma alguma dizer se o meu colega terá sido precipitado ou não sem ter observado o seu cão.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


63. Vânia  |  Fevereiro 25, 2010 at 12:57 pm
Bom Dia Drª Carla,
Recorro a senhora pois meu beagle “Hugo” a mais ou menos um ano começou lamber as patas e com isso cria-se bolhas quando apertada a bolha estoura e começa a sair muito sangue, e se não for estourada ele manca e a pata fica inchada. Levei a uma dermatologista que cogitou a possiilidade de hipertiroidismo que descartada através de exame de sangue, ele jé tomou por diversas vezes atibióticos e um remédio de manipumação que não me recordo a fórmula agora mas, que servia basicamente para a coseira, estou muito preocupada ele passa a maior parate do dia sozinho, antes e depois do trabalho saiocom ele e nos fins de semana procuro deixá-lo o menor tempo possível sozinho, ele come desde folhote a Premier comum ou ambientes internos, fiu aconselhada a fazer a troca para a Ambiental que é feita a base de carne de carneiro que é hipoalergenica. Gostaria de saber de isso é por ele ficar muito tempo sozinho e se há algum tratamento com florais ou homeopatia para que ele possa melhorar, além disso ele tem coseiras pelo corpo e apacerem uma bolhas como se fossem de água. Amo muito meu príncipe e sei que ele está incomodado,. Espero que possa nos ajudar .Obrigada


64. caninosegrandes08  |  Fevereiro 26, 2010 at 10:19 pm
Cara Vânia:
Gostaria de saber que exames o seu Hugo já efectuou. Fez raspagens de pele? Análises de sangue sem ser à hormona da tiróide? Gostaria que me enviasse o seu historial clínico completo para a poder ajudar. Obviamente que as rações hipoalergénicas ajudam, independentemente do problema de pele que ele tenha. Pode também optar por lhe dar banhos regulares (uma vez por semana) com um champô específico para peles alérgicas, pois acalmam muito o prurido que ele possa ter. Fico a aguardar o historial clínico do Hugo.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


65. Manuel Gonçalves  |  Março 8, 2010 at 12:23 am
Boa noite, eu tenho um cachorrinho Golden de tres meses e esta a começar a muda de dentes, esta com muita dificuldade em comer a ração, gostaria de saber que alternativas tenho para o puder alimentar.


66. caninosegrandes08  |  Março 9, 2010 at 10:22 pm
Caro Manuel:
Pode sempre optar por colocar um pouco de água morna na ração para a amolecer. Não se preocupe que ele, rapidamente, deixará de ter dificuldades na mastigação.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


67. line  |  Março 12, 2010 at 12:02 pm
Bom dia! tenho um cachorro que até então estava bem,mas comprei uma cama de cachorro nova e ele de derrepente esta cheio de irritação na pele o que fazer?


68. caninosegrandes08  |  Março 12, 2010 at 1:25 pm
Cara Line:
Deve retirar imediatamente a cama que comprou, pois o seu cachorro faz alergia a esse material. Opte por uma cama de plástico que, normalmente, causam menos alergias. Quando ele fica com irritação na pele pode sempre dar-lhe um banho com um champô hipoalergénico para acalmar a pele. Nunca se esqueça de secá-lo muito bem.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


69. Cláudia Seabra  |  Março 12, 2010 at 2:50 pm
Tenho um Gato com 8 anos, o Basalto, que há cerca de um ano teve uma lipidose hepática. Notei que ele andava triste e que tinha emagrecido e fui logo ao veterinário. Esteve a ser alimentado com um tubo e rapidamente melhorou. Na altura, comecei a dar-lhe umas latinhas de ração húmida para além da seca e actualmente ele como duas dessas latas por dia. Está muito gordo, mas não consigo reduzir a sua alimentação porque tenho medo que volte a ficar doente…o que hei-de fazer?


70. caninosegrandes08  |  Março 14, 2010 at 10:33 pm
Cara Cláudia:
A alteração na alimentação do seu gato deverá ser sempre gradual. É importante saber se ele come alguma ração especial para o problema de fígado que teve. Se está com uma ração normal opte por lhe dar uma dieta hipocalórica que cria um efeito de saciedade no Basalto, evitando que ele peça mais comida. Claro que deverá estar sempre atenta e verificar se o Basalto gosta da comida ou não, para evitar que ele faça jejuns prolongados. Actualmente existe no mercado uma variedade enorme de dietas hipocalóricas que poderá escolher para o Basalto. Deverá também diminuir a quantidade de comida húmida e aumentar a quantidade de comida seca, pois esta última cria um maior efeito de saciedade. Não tenha receio de o pôr a dieta – a obesidade é um factor de risco para a lipidose hepática, por isso é fundamental pô-lo num regime de perda de peso.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

71. ALEXANDRE BARRETO  |  Março 18, 2010 at 5:51 pm
olá tenho um labrador,Aigon, e o problema q estou enfrentando é com as alergias que se transformam em grandes feridas que ele lambe o tempo todo. Já estive em 03 veterinários diferentes mas ñ tive solução. Tratei com antibióticos (cefalexina), frontline, aroeira, agora vou passar spray antipruriginoso. Ele tem uma história de vida meio louca. Quando ganhei-o, estava sozinho numa cobertura em Ipanema. Tava com 10 meses na época. Hoje tá com 2 anos e é muito querido por todos. Porém passa a maior parte do dia sozinho, pois temos que trabalhar. desde já agradeço a atenção e parabenizo a iniciativa


72. caninosegrandes08  |  Março 20, 2010 at 8:40 pm
Caro Alexandre:
As alergias são sempre um problema difícil de resolver nos nossos animais de companhia. Têm normalmente uma componente ambiental e alimentar. É fundamental controlar a componente alimentar com uma dieta hipoalergénica e depois tentar perceber quais as componentes ambientais que podem estar por detrás do problema. Claro que, na maior parte das vezes, descobrir os alergenos ambientais é extremamente complicado. Antes demais, é essencial um bom desparasitante externo, pois um animal atópico, como é o caso do Aigon, não pode em situação alguma apanhar pulgas. Um outro factor fundamental são os banhos – a melhor forma de tratar problemas de pele, sejam pequenos pruridos ou lesões extensas é através do uso de champôs apropriados. Aconselho sempre banhos regulares (duas vezes por semana durante um mês, passando depois para um único banho semanal durante mais um mês e fazendo uma manutenção constante com um banho quinzenal). O champô deve ser à base de anti-sépticos como por exemplo a clorhexidina – nunca usar produtos agressivos. Se ele passa muito tempo sozinho e se fere, a única solução é colocar-lhe um colar isabelino na fase do prurido constante.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


73. adriana  |  Março 21, 2010 at 8:14 pm
tenho uma cachorra sem raça definida de nome Nina , a algum tempo ela começou apresentar um tremor na coxa traseira do lado direito , e também percebi um leve mancar ,levei ao veterinário ,ele receitou citoneurim,mais um remédio para dores musculares , mais um ani inflamatório , não deu resultado ,pediu uma bateria de exames de samgue , (hemograma, fígado,rim,reumatismo ,etc),segundo ele ela está com nível de plaquetas e leucócitos baixos , receitou três injeções para melhorar as defesas do organismo ,que segundo ele estão em baixa e um atinbiotico por 24 dias , pois acha que pode ser a doença do carrapato, o que tem haver ela mancar com essa doença de carrapato ?
em tempo ela tem 10 anos e é de tamanho médio pesa +- 30 kgs.
obrigada
Adriana


74. caninosegrandes08  |  Março 24, 2010 at 8:45 pm
Cara Adriana:
Um dos sintomas da febre da carraça, que pode estar presente nalguns animais, é a dor articular e isso pode ser suficiente para ela claudicar do membro posterior direito. Como tem sido a evolução dela? Tem coxeado mais durante o tratamento?
Fico a aguardar notícias da sua Nina.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


75. Juliana Calçada  |  Março 25, 2010 at 10:53 pm
Obrigada. Agora outra dúvida, eu tenho uma cadelinha Daschund que é muito complicada para comer, já demos tudo o que é tipo de ração pra ela, mas ela não come. Às vezes passa mais de dia sem comer. Temos dado agora ração com lata, que ela come melhor, mas mesmo assim, tem dias que não come muito. Agora quando ela sente cheiro de comida, ela quer porque quer comer, isso que a gente não costuma dar, só muito de vez em quando. Tu terias alguma dica para fazer ela se interessar mais por ração? Porque já tentamos de tudo, e tem épocas que ela fica magrinha.


76. caninosegrandes08  |  Março 26, 2010 at 8:53 pm
Cara Juliana:
O segredo para os animais começarem a comer ração está em deixá-los ter alguma fome. A Juliana não pode ceder à tentação de lhe dar da sua comida quando vê que ela não come durante um ou dois dias. Tem que a deixar ter fome, pois, caso contrário, ela estará sempre à espera do seu “petisco”. O facto dela se interessar por comida humana significa que não há nenhuma falta de apetite associada e trata-se pura e simplesmente de gulodice. Pode ir reduzindo progressivamente a quantidade de comida de lata que mistura à comida seca ou optar por deixar a ração seca e esperar que ela tenha fome, demore um dia, dois dias ou mais. Não pode de maneira nenhuma cair no erro de lhe dar outra comida, mesmo que isso implique alguma perda de peso. Vai ver que ao fim de algum tempo ela habitua-se a comer só ração. Que idade tem ela? Normalmente as mudanças de hábitos alimentares são mais fáceis nos animais mais jovens, de qualquer maneira não deve desistir.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


77. adriana  |  Março 29, 2010 at 11:07 am
oi Carla obrigada por me responder , mas ela não melhora e parece sentir dor e fraqueza nas patas traseiras , já a levei em um segundo veterinário ele disse que clinicamente ela está bem ,mas hoje por exemplo ela acordou mancando bastante ,parece que ela tem dificuldade até para se abaixar para fazer xixi , vou ver se consigo algum lugar que possa fazer uma radiografia ,pois não sei mais o que fazer ela continua esperta e se alimentando bem , mas tem alguma coisa que a incomoda posso ver isso nos olhos dela , no mais a mantenho informada.
Obrigada novamente
Adriana


78. Juliana Calçada  |  Março 29, 2010 at 5:38 pm
Ela tem 1 ano e meio! Obrigada pela dica! É que eu ficava meio receosa de deixar ela com fome, e ela já é mais magrinha naturalmente. Mas obrigada, vou ir diminuindo a lata e tentando dar só ração.


79. Isabel  |  Abril 22, 2010 at 2:55 pm
o meu gato tem gengivite, ja o levei ao veterinário e tomou uma vacina de cortisona, tendo que a repetir passado 3 meses.. mas à uma semana que o gato se baba muito, e fica com um cheiro desagradavel, pois lambe-se e a baba espalha-se no pêlo. Devo preocupar-me, ou será do seu problema de gengivite?


80. caninosegrandes08  |  Abril 22, 2010 at 4:31 pm
Cara Isabel:
A hipersiália (babar excessivo) pode ser um sinal de dor na boca e, consequentemente, gengivite. No entanto, existem outras patologias que também podem ter este sintoma. Quando o seu gato começa a ter hipersiália deve levá-lo de imediato ao seu médico veterinário, para que este possa chegar a um diagnóstico definitivo o quanto antes. A gengivite provoca uma dor intensa no animal, levando-o mesmo a deixar de comer. É um problema, na grande maioria dos casos crónico, por isso mesmo deve estar sempre atenta aos sintomas do seu gato.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


81. MAGDA DURKES  |  Abril 22, 2010 at 6:34 pm
OLÁ DRA, BOA TARDE
TENHO UM LHASA DE 5 ANOS QUE TEM COM DIAGNOSTICO DERMATITE ATOPICA.NÃO SEI MAIS O QUE FAZER OU USAR .PEÇO AGORA UMA LUZ…ELE É LLINDO DRA….TODO BRANCO…DE GRANDE PORTE…SE LAMBE E AS FERIDAS NA PATAS NÃO SARAM E NEM AS DAS AXILAS….ESTA SEMPRE IRRITADAS.PEÇO AJUDA.UM ABRAÇO
MAGDA DURKES


82. caninosegrandes08  |  Abril 23, 2010 at 1:49 pm
Cara Magda:
A dermatite atópica é um dos problemas dermatológicos dos nossos animais de companhia, de mais difícil tratamento e controlo sintomatológico. Não sei que tratamentos o seu cão já fez, mas em todos os casos, os banhos são fundamentais para o controlo das recaídas. Os champôs usados não devem conter produtos agressivos para a pele. Muitas vezes utilizamos champôs com uma concentração de clorhexidina elevada, que ajudam a manter a pele limpa e livre de infecção. A frequência dos banhos varia conforme a gravidade do problema, mas em muitos casos optamos por um a dois banhos semanais , numa fase inicial, quando o animal se apresenta com sintomas graves. Pode também aplicar loções nos locais de maior inflamação. Obviamente que cada caso é um caso, e sem ver o animal em questão é impossível estabelecer um plano de tratamento adequado. Controlar a alimentação também é crucial nestes casos – o animal deve ingerir, unica e exclusivamente, uma ração hipoalergénica – pois a grande maioria apresenta simultaneamente alergias alimentares. Consulte o seu médico veterinário e exponha-lhe o caso do seu lhasa para que o tratamento possa surtir efeito. Não pode esquecer que a atopia é uma doença crónica, o seu animal nunca estará totalmente curado, mas com o tratamento adequado poderemos diminuir, significativamente, o número de recidivas. Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


83. Vivian  |  Abril 24, 2010 at 11:24 pm
Cara Carla, há algum tempo venho pesquisando na internet sobre os sintomas do meu cachorrinho e achei o seu site um dos mais completos e esclarecedores que encontrei, Por isso tomei a liberdade de pedir orientação. Tenho 2 Yorkyshires de 1 ano e meio e um deles, o Kiko, há mais ou menos 3 meses começou com um quadro gastro intestinal estranho. Começou com prostação e inapetência e evoluiu para diarréia e vômitos intensos. levei ele ao veterinario, que fez exame de fezes e hematologia mas não conseguiu identificar infecção. Por via das duvidas tratamos como infecção bacteriana, trocamos a ração que come (eukanuba) por ID hills para gastrite e em mais ou menos 5 dia estava bem e voltou a cmer sua ração. Uns 15 dias depois apresentou o mesmo quadro. Dessa vez tratamos como giardiase e em poucos dias estava bem. Mais 20 dias depois outra vez… exame de fezes, sangue, eco e RX abdominal tudo OK. Há 1 mês o veterinário resolveu então tentar trocar a ração dele, tirar biscoitos, bifinhos e qualquer outra coisa e deixar apenas com a Hills de proteina de ovo. melhorou bastante, mas pelo menos 2 vezes por semana acorda com inapetencia, com ruídos hidroaéreos muito aumentados (ás vezes acordo de manhã com o barulho da barriga dele!!!), sai ao jardim , come grama, vomita e no dia seguinte volta a comer normal. Ele é vacinado em dia, vermifugado com Drontal a cada 3 meses, não come nada que não seja para cães. O seu irmãozinho, Cookie, nunca tem nada, o que nos faz pensar que não é nada infeccioso. Já faz 1 mês que está em essa dieta especial e continua tendo esses mal estares de 2 a 3 vezes por semana. Ou seja, de 7 dias numa semana, pode ficar sem comer até 3!!! Insisto com meu veterinário que isso não é normal, mas ele diz para esperarmos um pouco mais, Mas eu acho que ele não sabe mais o que fazer e eu não paro de torrar a paciência dele. Você tem alguma sugestão pra me dar? Alguma patologia a ser investigada, algo que passou e não demos conta????
Desde já, Obrigada!!!!
Vivian


84. caninosegrandes08  |  Abril 25, 2010 at 2:06 pm
Cara Vivian:
Aparentemente o seu Kiko apresenta um caso de sensibilidade gastro-intestinal acentuada. Tendo ele feito a grande maioria dos exames, e sendo um animal jovem, inclinamo-nos para um problema de intolerância alimentar. No entanto, podemos sempre efectuar uma endóscopia e /ou colonóscopia com biópsia, para nos certificarmos que não haverá mais nenhum problema “escondido”. Se tudo estiver bem, o plano será descobrir que alimentação o seu cão deve comer para que não faça uma fermentação excessiva. Se me diz que ele 2 vezes por semana apresenta sintomas, certamente que ainda não encontrou a ração ideal para o seu cão. É fundamental que ele não coma mais nada além da ração, pois só assim conseguimos perceber, se a intolerância alimentar é à ração ou aos “extras” que ingere. E quando falo de “extras” falo mesmo de tudo, seja relva, migalhas, biscoitos, restos de comida, o que fôr, tudo mesmo!!! Tente mudar de marca de ração ou mesmo de tipo de ração. Por exemplo, as dietas hipoalergénicas costumam funcionar muito bem nos casos mais complicados de intolerância gastro-intestianl. Muitas vezes, o animal terá que comer esse tipo de dieta durante toda a vida, pois o intestino está de tal maneira sensível, que qualquer mudança pode significar um desastre completo. Tente por exemplo fazer durante 2 meses uma comida hipoalergénica e depois faça uma transição muito gradual para uma comida para trato gastro-intestinal sensível. Veja como ele se porta. Quando fizer as dietas nunca faça menos que 2 meses, para que o organismo dele consiga voltar ao normal e não a uma normalidade aparente. O facto do irmão não apresentar sintomas, apenas nos diz que o kiko será mesmo muito sensível. Vá dando notícias.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


85. Paulo  |  Maio 3, 2010 at 8:53 pm
olá, eu tenho um casal de rotweiller, minha cadela desde pequena sempre teve o costume de ficar lambendo as patas. Mesmo usando o colar ela consegue tal façanha. Já tentei administrar Passiflora, sem suscesso. Quando novos, os dois brincavam muito, mesmo pq eles tem menos de um ano de diferença, e mesmo neste periodo e com aulas de adestramento (que eles adoravam) ela nunca parou de lamber a pata.
Mas antes nao era frequente, qndo começava a incomodar ela parava de lamber. E ficava um bom período sem repetir a auto-multilaçao. Mas agora tem sido frequente, e como se nao bastasse as patas ela tb estava lambendo as tetas, Bom faz 3 meses que nao tiro o colar, pois se o faço, é quase que instantaneo ela ja começa a lamber as patas. Ela é extramamente brincalhona adora correr pelo quintal. O macho eu castrei e agora ele quase nao brinca com ela, mesmo pq ele desenvolveu um problema neurológico logo após a castraçao (5 dias) e esta com a cordenaçao motora extremamente abalada tem dificuldades para se locomover as vezes cai sozinho enquanto caminha. Já foi feito vários exames nele, ele tomou por um ano citoneurim 5000 4 drageas ao dia. Após este tratamento foi feita uma aplicaçao de corticoide na medula . Mas nao vi resultado. Nas radiografias nada foi detectado. Foi descartada a hipotese de cinomose e a única resposta que obtive no hospital veterinario da unirp aqui de sao jose do rio preto-sp é que o problema é neurológico e nao tem cura.
Abraços


86. caninosegrandes08  |  Maio 4, 2010 at 2:15 pm
Caro Paulo:
Em relação à cadela, o que me descreve parece ser a típica dermatite por lambedura. Muitas vezes, os animais têm que usar colares ou açaimes até as feridas estarem totalmente saradas e o pêlo no local estar totalmente crescido. Seria importante saber porque começou esta auto-mutilação. Pode ser por ansiedade, por passar muito tempo sozinha, por stress…Enfim, existem várias causas para este problema. Nos casos mais graves, podemos mesmo ter que usar ansiolíticos, para diminuir a carga de ansiedade do animal.
Quanto ao macho, não lhe consigo, obviamente, dizer o que tem sem o observar. Inúmeros problemas neurológicos podem surgir nos nossos aniamsi, e só com um exame neurológico detalhado e,eventualmente, TAC e RM, é possível chegar a um diagnóstico definitivo.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


87. Marcia Delgado Capobiango  |  Maio 10, 2010 at 3:33 pm
Bom dia,
achei muito interessante seu blog e gostaria de tirar umas duvidas.
Tenho um maltês de um ano e 8meses que está apresentando entre as unhas e a pele de onde nasce as unhas um vermelhidão, parecendo uma micose. Usei quadriderme humano para aliviar a coceira, mas não curou. Passei a usar agua oxigenada 3% deu uma melhorada, mas não curou. O que faço?
Aproveitando, hoje est5á fazendo 8 dias em que encontrei uma cadelinha vira lata, estava na praia com fome, tremendo, muito magra e cheia de pulgas e carrapatos. Leveia-a a um pet e deram banho anti-pulga e Capstar e coloquei Fiprolex. Disseram-me que não havia problema de levá-la para minha casa, pois meu caozinho é vacinado. Tive um principio de infestação de carrapato em mi8mnha casa, que já foi controlado e agora ela está se coçando muito o dorso, coxa, virilhas, base do rabo. Corro para verificar, todas as vezes e não vejo nada. Não está perdendo pelo, não está vermelho, sua pele está limpinha. Dou a Premier junior para ela.
Antecipadamente agradeço


88. caninosegrandes08  |  Maio 10, 2010 at 6:23 pm
Cara Márcia:
Quanto ao maltês, vários problemas podem surgir a nível das patas. Só observando, poderemos chegar a algum tipo de conclusão. Consulte o seu médico veterinário assistente, para que possa ter um diagnóstico definitivo. Por vezes é necessário fazer colheita de pêlo ou mesmo raspagem de pele para conseguirmos concluir alguma coisa.
Quanto à cadela que encontrou, se ela não está a perder o pêlo e se a pele está limpa, não será certamente nada de grave. Experimente dar-lhe banho com um champô anti-alérgico de boa qualidade mais frequentemente. Muitas vezes, conseguimos controlar o prurido exagerado apenas com banhos mais frequentes. Mas escolha sempre um bom champô.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


89. Marisa  |  Maio 11, 2010 at 10:27 am
Meu Cachorro (Basset de 14 anos) se coça muito, esfregando o queixo no tapete. E aparentemente não há nada.
o que poderia ser???


90. caninosegrandes08  |  Maio 11, 2010 at 11:28 pm
Cara Marisa:
Sem mais sintomas é-me difícil dizer o que poderá ser sem o observar. Por vezes, os animais têm acne no queixo, apresentando a pele mais gordurosa nessa local, alguma vermelhidão com pequenas pápulas ou não, e prurido intenso. No caso do acne, aplicamos loções que contêm antibiótico e anti-inflamatórios por períodos de cerca de 1 semana. De qualquer forma, sem ser visto, é impossível chegar a um diagnóstico definitivo. Consulte o seu médico veterinário assistente.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


91. Suellen  |  Maio 12, 2010 at 8:17 pm
Olá, por favor me ajude! Tenho um cão de 06 anos, sem raça definida, uma mistura de poodle com cookie, todas as vezes em que saio para passear com ele, ele não para de fazer coco, é o tempo todo, fica forçando, as vezes fica até escorrendo pelas pernas, e ele puxa muito também. Será que esse distúrbio do coco tem cura?


92. caninosegrandes08  |  Maio 13, 2010 at 2:35 pm
Cara Suellen:
É importante que o seu cão seja observado por um médico veterinário para que se possa perceber que tipo de distúrbio é esse que ele apresenta. Acha que ele é incontinente? Ou seja, acha que ele não consegue controlar quando quer defecar? Ou pura e simplesmente, faz grandes quantidades de fezes? Se as fezes não são moldadas deveria antes de mais fazer-lhe uma dieta intestinal para tentar normalizar a consistência das fezes. De qualquer maneira, é importante perceber se existe incontinência fecal ou não. Dê-me mais informação.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


93. Heloisa Helena  |  Maio 16, 2010 at 3:18 pm
Em 2006 perdi minha pastora branca de 8 meses de idade para uma suposta sinomose. Digo suposta porque ele havia tomado todas as vacinas e eu tenho mais 6 cães que não ficaram doentes. Depois que ela morreu me disseram que era algo no fígado e que dava para ser tratado. Eu e minha mãe estamos procurando saber do que ela morreu e até não sabemos, mas eu estava lendo uma matéria na revista veja edição 2164, ano 43 n°19, sobre a medicina de animais e vi algo que me chamou a atenção. O pastor alemão Rock que foi diagnosticado com cauda eqüina. Resolvi pesquisar, pois o principal problema da Madonna, minha pastora, era a dificuldade com as patas traseiras, que viviam caindo, uma vez eu estava passeando com ela e suas patas traseiras paralisaram, ela caiu no meio da rua e demorou um bom a tempo para voltar a andar. E ela tinha convulsões. Se vc puder me ajudar, pode ser que ela tenha tido cauda eqüina? Grata Heloisa Helena


94. caninosegrandes08  |  Maio 16, 2010 at 6:42 pm
Cara Heloísa:
É-me difícil dizer qual foi o problema da sua cadela sem ver os eventuais examens que possa ter feito. A cinomose, raramente atinge aniamis bem vacinados, no entanto, é possível que isso suceda, basta o animal não ter uma boa resposta vacinal em termos de anticorpos. Não lhe sei dizer se se tratou de um problema neurológico ou viral . Ela fez algum tipo de exames complemetares de diagnóstico? Aguardo mais informações.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


95. Antonio Luiz  |  Maio 17, 2010 at 3:18 am
Estou com um problema com a gata da minha irmã. Ela tem umas três semanas apresenta sintomas bem parecidos com o de uma gripe: espirros, falta de apetite, dificuldade para respírar e um grande inchaço na rariz , porém esse inchaço varia de tamanho, em momentos ele esta maior e em momentos menor.
Assim que detectamos o problema levamos ela ao veterinário, que só de olhar disse que se tratava de uma pneumonia e receitou amoxicilina. Demos a medicação e a gata teve uma piora, ela começou a se esconder nos cantos. Ligamos então para a veterinaria que disee que teria-mos que tirar um raio-x torácico e facial, tiramos e não voltamos na veterinaria pois não gostamos do tratamento dado ao caso e chegamos à decisão de leva-la ao centro de zoonose (fiocruz no Rj).
estou mandando esse e-mail pois estou pesquisando algo parecido com outros gatos pois não encontro nenhuma doença que tenhão exatamente estes sintomas. Achei aqui nesse site doenças que tem sintomas parecidos como o FIV e o PIF mas nenhum dos dois apresentam sinal de inchaço no nariz. Gostaria de saber se os Srs tem algum tipo de informação com algum caso parecido para que nós tenhamos uma idéia pois estamos completamesnte perdidos, a gata so se alimenta de soro com lata de carne da wiskas misturada e colocada forçadamente com uma seringa sem agulha.
Aparentemente ela transmitiu a doença para outra gata que vive no mesmo quintal com ela. A gata Vive em uma casa com quintal grama e possívelmente alguns bichos peçonhetos, apesar de não ser de sua personalidade ir a caça.
gostaria de qualquer tipo de ajuda. Qualquer informação será importante, deixo claro que de qualquer forma levaremos ela a algum profissional e que queremos a informação somente para apresentar ao mesmo possibildades de doenças para descobrirmos juntos uma solução.
Desde já agradeço a atenção
Antonio luiz
21 78949891
motoflaes@hotmail.com


96. Antonio Luiz  |  Maio 17, 2010 at 3:20 am
gostaria de informar que a gata esta em questão tem em média 3 ou quatro anos. não sabemos sua idade ao certo pois ela foi tirada da rua.


97. caninosegrandes08  |  Maio 17, 2010 at 10:52 am
Caro António:
Se a sua gata foi apanhada da rua, deverá fazer os testes do FIV (vírus da imunodeficiência felina) e do FeLV (vírus da leucose felina) pois são doenças contagiosas que se transmitem de gato para gato e que deprimem fortemente o sistema imunitário do animal. Independentemente do problema que a sua gata tenha, se tiver uma destas duas doenças, a resolução do problema primário pode estar dificultada por ter uma deficiência em termos de sistema imunitário. Se for uma simples constipação, poderá rapidamente passar para uma pneumonia se a gata tiver uma dessas duas doenças. Quanto ao inchaço no nariz, só de poderei dizer o que é vendo. É importante saber se é apenas inchaço ou se existe mesmo lesão na pele. Aguardo mais informação.
melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


98. maria imaculada elias de jesus  |  Maio 17, 2010 at 11:13 am
olá! eu tenho um gato mestiço (siames com perça) mas ele quase nao fica em casa gostaria de saber quais doenças que eu e minha familia corremos o risco de contrair


99. caninosegrandes08  |  Maio 17, 2010 at 2:57 pm
Cara Maria Imaculada:
Os únicos problemas que o seu gato pode transmitir a si e à sua família são parasitas externos e internos. Desparasite-o internamente contra vermes intestinais de 3 em 3 meses e faça-lhe prevenção mensal de pulgas e carraças. Se tiver estes cuidados, não haverá problemas.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


100. Sandra  |  Maio 17, 2010 at 5:14 pm
Pro favor, me indique médicos veterinário, especialistas em cardiologia, na região de Londrina-PR. Não consigo localizar nenhum. Agradeço


101. caninosegrandes08  |  Maio 20, 2010 at 3:02 pm
Cara Sandra:
Não lhe sei indicar, pois sou veterinária em Portugal e não conheço os meus colegas brasileiros para lhe poder indicar um especialista em cardiologia.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


102. rodrigo  |  Maio 26, 2010 at 1:50 am
ola, meu cão esta com os pes inchados
o que pode ser?
ele esta triste quase nao come e so fica deitado
obrigado


103. caninosegrandes08  |  Maio 28, 2010 at 3:04 pm
Caro Rodrigo:
Sem o historial clínico do seu cão e sem mais sintomas é impossível dizer-lhe do que se trata. Aguardo mais informação. melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


104. halina  |  Maio 29, 2010 at 8:03 pm
olá, tenho uma cadela chihuahuaxpinscther, q desde bem pequena sofre com problemas respiratórios. hoje ela está com 6,5 aninhos, está acima do peso, está sempre dormindo, nao gosta de se exercitar. está sempre com coriza no nariz e pulmao carregado, nao expele nada. já fez raio x, exame de sangue, a coriza é transparente, e os vets que passei insistem em alergia respiratória, tratando com anti-histamínicos, q pouco resolvem. ela se alimenta a cada 2 dias, em média, e nem come muito, e é gorda. desde ontem está com uma tosse bem feia, parece carregada, mas nao expele. ronca muito, e e varias vezes tenho q mexer nela ä noite para que ela tussa e possa aliviar o pulmao. nao sei mais o q fazer. será alergia mesmo?


105. caninosegrandes08  |  Junho 3, 2010 at 3:14 pm
Cara Halina:
Pelo cruzamento de raças que a sua cadela tem, poderá existir síndrome do braquicéfalo. Os braquicéfalos são animais que se caracterizam alterações anatómicas a nível do aparelho respiratório. Podem ter o focinho achatado, o palato mole é muitas vezes longo, têm estenose das narinas (as narinas são muito estreitas). Todas estas alterações dificultam a sua respiração. Claro que o facto de ser gorda não ajuda em nada asos problemas que ela já tem. Deverá fazer-lhe uma dieta rigorosa para que a parte cardio-respiratória não seja ainda mais sobrecarregada. Muitas vezes estes animais têm de fazer broco-dilatadores e fluidificantes das secreções para que possam ter uma diminuição significativa dos sintomas. No entanto, só se pode chegar a esta conclusão depois de um exame físico completo com eventuais exames complementares de diagnóstico. Muitas vezes, como a tosse se vai tornando crónica, o animal desenvolve quadros de bronquite e também sobrecarga cardíaca. Consulte um médico veterinário assistente que possa chegar a um diagnóstico definitivo, para que o tratamento possa ser direccionado para a patologia em causa.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


106. Kika Presley  |  Junho 6, 2010 at 12:44 am
Olá, por favor, tenho um gato que se chama Luki de 1 ano e 6 meses, e ele tem apresentado uns sintomas a uns tempos atrás, já é a terceira vez q ele fica com o miado rouco, até sumir todo o som, parece uma espécie de infecção respiratória, levo ele ao veterinário e ele indica um antibiotico, assim q começa a tomar o antibiótico ele melhora, mas quando passa algum tempo e o tempo esfria ele volta com a mesma infecção, começa uma rouquidão, depois a febre, tosse e até vomito. O que fazer para evitar? Existe alguma vacina além da v5? E quais os sintomas de uma asma alérgica em gatos? Isso é frequente em gatos? Pois é a primeira vez que crio um felino. Será q teria q levá-lo em outro veterinário para uma avaliação mais a fundo? Se puderem me ajudar agradeço desde já, e adorei o blog, salvei até em meus favoritos… [:D


107. Kika Presley  |  Junho 6, 2010 at 12:45 am
Meu bebê gatinho Luki é idêntico ao do blog, esse amarelinho de cima, idêntico mesmo rs. Abraços à todos e à todos os protetores de animais…


108. caninosegrandes08  |  Junho 15, 2010 at 3:20 pm
Cara Kika:
Os sintomas que descreve podem ser compatíveis com a coriza felina. A coriza é uma doença com componente viral e um dos vírus presentes é um Herpesvírus. Os herpesvírus dos gatos, tal como nos humanos, ficam sempre presentes no animal e numa situação de stress podem vir ao de cima, havendo manifestação de sintomas. O seu gato está vacinado? As vacinas contra a coriza diminuem grande parte dos sintomas desta doença. Quanto à asma felina, esta já é do foro alérgico; o animmal pode também exibir tosse e dificuldade respiratória intensa nos casos mais graves. Nos casos de asma administramos ainti-inflamatórios esteróides. Pode ler um artigo já publicado acerca de asma felina, neste mesmo blog.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


109. HELENA PRADO  |  Junho 24, 2010 at 10:54 pm
meu cachorro esta com dificuldade para engolir, ás vezes quando come tem convulsão na mesma hora e o nariz está cheio de secreções


110. caninosegrandes08  |  Junho 24, 2010 at 11:00 pm
Cara Helena:
Sem mais informação não lhe sei dizer o que se passa com o seu cachorro. Aguardo mais informação.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


111. Ana Carolina  |  Junho 24, 2010 at 11:13 pm
Boa Noite! Possuo uma cadelinha da raça Shih tzu, de 2 meses e quando eu a comprei não havia reparado que ela tinha uma hernia no umbigo. Gostaria de saber se há algum risco de esta hernia “estourar” ou algo do tipo. E, principalmente, gostaria de saber em quanto tempo essa hernia deveria sumir e, nao sumindo, se a única alternativa seria uma operação e qual seria o grau de risco dessa cirurgia. Obrigada!


112. caninosegrandes08  |  Junho 30, 2010 at 3:29 pm
Cara Ana Carolina:
As hérnias umbilicais são muito frequentes nos nossos animais de companhia. Trata-se de uma ligeira abertura na parede abdominal do animal e o pequeno alto que observa é somente um pouco de gordura abdominal. Quando são de pequena dimensão não trazem qualquer problema. Se são de grande dimensão pode haver estrangulamento de algum orgão interno, nomeadamente intestino. As hérnias só desaparecem se tiverem resolução cirúrgica, cirurgia essa que pode ser mais ou menos trabalhosa, conforme a dimensão da hérnia, mas que são relativamente simples. Os riscos de uma cirurgia deste tipo, tal como em todas as cirurgias, depende da condição clínica do animal, da sua idade, do tipo de anestésico utilizado, entre outros. Fale com o seu médico veterinário assistente para optar plea melhor solução para a sua cadela.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


113. Eroni Konrad  |  Julho 20, 2010 at 12:54 am
Olá Dra. O totó, tem 10 anos e teve hepatite há 4 anos atráz e de lá para cá, apresenta cólicas com muita frequencia. A sua alimentação é bem controlada, basicamente ração pedigree pequenas raças, porções de carne e alimentos com controle de sal e gordura, e as vezes não come nada durante dias, ainda assim está acima do peso. Para as cólicas estamos controlando com chá de macela e goiabeira, intercalados, amenizam, muitas vezes não resolvem. Os sintomas se agravam no final do ciclo do vermifugo administrado. Estamos usando o Drontal plus com frequencia de 2 meses repetido em 15 dias. Lí em algum lugar de uma certa incompatibiidade do PA do drontal frente a quadros de insuficiencia hepatica. Isto é possível? é interessante, mudar de vermifugos com o tempo. No caso de incompatibilidade qual usar? As cólicas são originadas do alimentos?


114. caninosegrandes08  |  Julho 21, 2010 at 8:45 pm
Caro leitor:
Se o seu animal de estimação já teve um problema hepático é fundamental que faça uma alimentação extremamente controlada. O mais indicado seria uma ração própria para o fígado ou uma dieta gastro-intestinal. Todas estas dietas têm um controlo muito rigoroso tanto a nível proteico como a nível de gordura. Uma vez que ele apresenta cólicas com muita frequência opte pela comida gastro-intestinal. A origem dessas cólicas pode ser muito variável, no entanto, a alimentação é fundamental para as conseguir controlar. Como as dietas veterinárias são sempre mais dispendiosas, pode também optar por ração para estômagos sensíveis – são rações de fácil digestibilidade benéficas tanto para o aparelho intestinal, como para o fígado. Quanto aos desparasitantes, pode dar-lhe com menos frequência, por exemplo de 4 em 4 meses. Ele costuma estar muito parasitado? Costuma andar por locais frequentados por muitos animais? Mesmo que isso aconteça, se administrar de 4 em 4 meses terá uma excelente protecção contra parasitas. Pode variar de desparasitante todos os anos, por forma a não criar resistências.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


115. lucineia  |  Julho 22, 2010 at 3:40 pm
Boa tarde, tenho uma maltes (linda e adorável) que esta com algumas erupções na pele, levei ao veterinário e ele falou que era picadas de formiga, mas acho que ele se enganou pois continua e não vejo formigas.
Além disso, apareceu um inchaço do lado de uma narina que parece um abcesso. Estou muito preocupada, pode me ajudar?


116. caninosegrandes08  |  Julho 24, 2010 at 8:51 pm
Cara Lucineia:
As erupções na pele podem ter uma causa alérgica. No entanto, é difícil saber qual o alergeno responsável por elas – tanto pode ser ambiental (plantas, árvores, picadas de insectos…) como alimentar. Quanto ao inchaço na narina, não lhe sei dizer do que se trata sem observar. Eventualmente, pode estar relacionado com as erupções na pele, mas é fundamental que o seu médico veterinário a observe.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


117. silvia de almeida  |  Agosto 2, 2010 at 3:16 pm
boa tarde,tenho uma labrador que está com com muita dificudade para respirar,ela tem mais dificuldade para puxar o ar,ela fica como uma pessoa que tem asma,já a levei em vários veterinários e eles não descobrem o que ela tem,está assim a 20 dias,fez raio x do tórax,exame completo de sangue e está tudo normal,quando ela não dá crise ela brinca,está se alimentando pouco,mas se alimenta,não tem vômito nem diarréia,as crises são praticamente todo o dia e a noite.já não sei mais o que fazer,até na usp já a levei.ela não tem nada no coração,ela já tomou baytril,amoxicicilina clauvulante,xarope,meticortem,mas nada resouveu.me ajude,por favor.


118. caninosegrandes08  |  Agosto 2, 2010 at 4:00 pm
Cara Sílvia:
Se o seu labrador já fez todos esses exames e estava tudo normal, resta optar por exames mais específicos, nomeadamente rinoscopia ou broncoscopia, dependendo da origem da dificuldade respiratória. É fundamental perceber se se trata de tracto respiratório superior ou inferior para adequar o tipo de exame. Várias causas podem estar na origem dessa dificuldade respiratória, mas só avaliando o seu animal é possível estabelecer um diagnóstico.
As melhoras para ele.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


119. Julio  |  Agosto 2, 2010 at 5:37 pm
Olá, estou com um problema e gostaria de saber se alguém poderia me dar umas dicas:
Minha Shitzu é de raça bem original, focinho bem achatado!
Deu a Luz a 4 filhotes, 2 machos e 2 femeas, e todos eles, após completarem 30 dias, começaram a ter problemas de respiração causados pelos pequenos orifícios das narinas, assim um veterinário, até teve a coragem de me dizer que após levar um deles, que estava com Sinuzit, coisa absurda, pois ainda veio dizer que tinhamos que fazer Raio-X, os outros também estão com o mesmo problema, ou seja, quando está dormindo, ou quieto, não se nota nada, a repeiração dele é normal, mas ao correr e ficar excitado, a gente percebe que até surge um som, ao ele respirar, pelas narinas serem tão apertadas, eu creio que este problema deverá passar após 3 ou 4 meses de idade, mas gostaria de saber se alguém já teve algum cão dessa raça com esse problema, ou alguma dica para que possa estar fazendo para amenizar o problema dele, até ficar mais velho…
Agradeço quem possa me ajudar na tarefa de aminizar o sofrimento nesta idade do Meu cãozinho Shitzu que agora se encontra com 60 dias.
Obrigado
Julio – Rio Claro


120. caninosegrandes08  |  Agosto 2, 2010 at 6:13 pm
Caro Júlio:
A estenose das narinas (os “pequenos orifícios”) é frequente nalgumas raças de animais, nomeadamente o Shitzu. Se eles começaram já a ter dificuldades respiratórias, esse problema persistirá qualquer que seja a sua idade. Anatomicamente, a narina é muito estreita e o ar não tem espaço para passar. Quando o animal cresce, essa proporção mantém-se, ou seja, a narina continua estreita. Estas raças têm também habitualmente um prolongamento do palato, o que também não facilita a respiração. A resolução desse problema passa por cirurgia, que consiste em alargar o orifício da narina e facilitar a entrada e saída de ar. Se eles não têm dificuldade a respirar no seu dia-a-dia, aguarde uns meses pela cirurgia. No entanto, se eles ficarem com dificuldade respiratória, há que resolver o problema o quanto antes.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


121. cristiane aparecida crisci  |  Agosto 2, 2010 at 7:47 pm
meu cachorro é um filhote de labrador e ngoliu um pedaço da colera ante -pulga. oque fazer ?ele pode morrer? me ajude por favor,meu filho nao para de chorar… obrigada


122. caninosegrandes08  |  Agosto 2, 2010 at 9:18 pm
Cara Cristiane:
A ingestão de coleiras com acção anti-parasitária pode trazer vários sintomas mais ou menos graves, dependo do tipo de insecticida que a coleira contém. Alguns dos sintomas são vómitos, hipersalivação, diarreia, tremores, entre outros. Nesses casos tem de levá-lo ao seu veterinário para ser observado.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


123. Zulmira A R Guzella  |  Agosto 3, 2010 at 12:06 pm
Gostaria de saber como tratar um cão que está apresentando um inicio da sindrome da cauda equina, que medicamentos e em que dosagens devo administrar? E quais os cuidados que devo ter com ele?


124. caninosegrandes08  |  Agosto 10, 2010 at 9:24 pm
Cara Zulmira:
Os medicamentos a administrar bem como as suas dosagens, só podem ser estabelecidos depois de observação do animal. Dependem do grau de cauda equina, dos sintomas apresentados, do nível de conforto/desconforto do animal. Terá de levá-lo ao seu médico veterinário assistente. Quanto aos cuidados a ter com ele, também dependem do estado do animal. Contudo, evite o excesso de peso e faça algum exercício com moderação, pois a atrofia muscular não ajudará na locomoção do animal.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


125. Joyce  |  Agosto 11, 2010 at 12:32 pm
Olá, o espaço é muito interessante e, talvez, você possa me ajudar!
Tenho uma gatinha que retirei da rua. Ela veio com a ponta do rabo machucada. Aí, percebi que essa pontinha machucada nao melhorava nunca e a levei novamente ao veterinário.
Lá, sugeriram cicatrizantes, só que é só passar o remédio que ela começa a mexer muito mais. Numa dessas, ela já arrancou um pedaço.
Depois disso, estava até melhorando, mas, agora, ela voltou a mexer e a machucar o rabinho. Não pensar em amputação, ela ainda é filhote. O que você poderia me sugerir?
Grata,
Joyce.


126. caninosegrandes08  |  Agosto 12, 2010 at 9:28 pm
Cara Joyce:
Se o animal tem uma ferida na qual mexe regularmente, a opção passa por lhe colocar um colar isabelino. Esse colar deverá ser grande o suficiente para que ela não chegue com o focinho à cauda e deverá mantê-lo até que a lesão esteja totalmente sarada.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


127. Cristh  |  Agosto 13, 2010 at 7:18 pm
Adorei o site,muito bom o grau de informação.
Sou estudante e estou fazendo uma pesquisa em busca de doenças exclusivamente humanas,em meus achados dois em especial me deixaram em duvida,gostaria da ajuda de vocês sobre HERPES ZOSTER e hiperatividade,nao encontrei registro dessas doenças em animais,principalmente de herpes zoste,por favor se poder me responder fiquerei extremamente agradecida.
CRISTH


128. caninosegrandes08  |  Agosto 15, 2010 at 9:46 pm
Caro Cristh:
O Herpesvirus que aparece nos animais de companhia é o Herpesvirus tipo 1, causador de várias patologias tanto no cão como no gato. Não tenho conhecimento do Herpes zoster ou Herpesvirus tipo 3 nos nossos animais. Lamento não poder ajudar mais.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


129. Fátima Gomes Shinyashiki  |  Agosto 17, 2010 at 1:11 am
Adorei o seu blog, Dra. Carla.


130. Fátima Gomes Shinyashiki  |  Agosto 17, 2010 at 1:44 am
Olá Dra. Carla, como vai?
Sou brasileira e fiquei fascinada com as suas explicações. Muito elucidativas! Estava mesmo estranhando, pois nao vemos muitos profissionais brasileiros com essa atitude e com essa linguagem simples e de fácil compreensão a nos dar explicações.
Quanta ingenuidade a minha, pensar que voce era brasileira!
Não quer dizer q no Brasil não exista bons profissionais, mas com essa disponibilidade e clareza de informações acho meio difícil.
Às vezes até penso que as nossas universidades deveriam fazer convênios com outros países para q os estudantes pudessem fazer intercâmbio e estágio nesses países. Quem sabe assim a nossa formação melhoraria, porque aqui a coisa vai de mal a pior.
Doutora, voce é competente, empática, de atitude, tem coragem de falar o q pensa e merece o meu louvor!
Quem dera no nosso país as veterinárias fossem assim!
Que Deus te proteja, te ilumine e nunca te prive dessa coragem.
Mil PARABENS!
Fátima Gomes.


131. Fátima Gomes Shinyashiki  |  Agosto 18, 2010 at 3:09 am
Dra. Carla, boa noite.
Gostaria de te perguntar como voces aí em Portugal tratam de insuficiência renal crônica em gatos.
Por acso voces daí conhecem a hemodiálise e a diálise peritoneal para tratar a IRC em cães e gatos?
E voce como veterinária acha desse tratamento?
Desde já agradeço a atenção.
Abraços, Fátima Gomes Shinyashiki.


132. caninosegrandes08  |  Agosto 20, 2010 at 10:06 pm
Cara Fátima:
Antes demais muito obrigada pelas suas palavras. Quanto à insuficiência renal crónica em gatos, optamos pela fluidoterapia, as dietas renais, alguns quelantes de fósforo e medicação de suporte, nomeadamente anti-ácidos e anti-vomitivos. Quanto à hemodiálise, pessoalmente nunca a fiz, mas já começa a ser utilizada em Portugal por alguns colegas. É utilizada quando os tratamentos convencionais já não funcionam tão bem e, essencialmente, permite dar aos animais em estado mais crítico um maior tempo de vida e acima de tudo uma melhor qualidade de vida.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


133. Tatiana  |  Agosto 24, 2010 at 1:07 am
Tenho uma Cocker que tem 12 anos e essa semana foi diagnosticada com ICC sei que não tem cura, mas gostaria de saber quanto tempo de vida aproximadamente um animal com esse problema terá…
Ela é super ativa , agora temos que BRigar pra ela ficar mais quietinha…


134. caninosegrandes08  |  Agosto 25, 2010 at 10:21 pm
Cara Tatiana:
É impossível prever quanto tempo ela vai durar, depende do grau de insuficiência cardíaca congestiva, bem como da sua resposta à terapêutica. É fundamental manter a medicação prescrita sem falhar nenhuma dose.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


135. Magda  |  Agosto 26, 2010 at 12:45 am
Cara Drª Carla Pedroso.
tenho um pastor alemão que está com 10 anos, pesa 55 kg, sempre comeu ração de boa qualidade e tem todas as vacinas. está com edema nas patas traseiras, principalmente na direita, forma um edema no “tornozelo”, sai água, ele lambe muito, fica avermelhado. Já fez raio x, dos órgãos e exames clínicos, inclusivé foi colhido o líquido do local do edema e o resultado foi inconclusivo, deu apenas que ele tem inflamação. Tomou por 21 dias doxiciclina 500mg (1 comprimido de 12/12 hs), merticoten veterinário 20 mg (3 comprimidos de 12/12hs), 0meoprazol,furosemida 40 mg (3 comprimidos 12/12). Parado o tratamento com a doxiciclina e o merticoten, as patas voltaram a ter edema e ele não consegue se levantar direito, até as almofadinhas das patas estão inchadas. O veterinário não sabe dizer a causa e, consequentemente, não temos um tratamento definido. O cão passou a comer terra e comendo é ansioso. Agradeço, antecipadamente, sua atenção.
Magda


136. caninosegrandes08  |  Agosto 28, 2010 at 10:28 pm
Cara Magda:
É importante saber que exames clínicos fez o seu cão, nomeadamente se avaliou a parte hepática e os níveis de albumina (proteína) no sangue. Certamente ele melhorou devido ao diurético administrado (furosemida). Se pudesse, agradecia que me enviasse os seus exames para poder ser mais específica quanto ao caso do seu pastor alemão.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

137. Telma  |  Agosto 30, 2010 at 10:05 pm
Tenho uma gata siamês e hoje amanheceu com o queixo inchado, ela não consegue comer e nem beber.
Abaixo do queixo dela o pelo caiu e tem uns pontos pretos e outros que parecem que estão inflamados.
O que devo fazer pois parece que ela está com muita dor.


138. caninosegrandes08  |  Setembro 8, 2010 at 10:34 pm
Cara Telma:
O que me descreve é compatível com o acne felino, tema já publicado neste blog. O acne nos gatos, tal como nas pessoas, resulta de uma inflamação dos folículos pilosos que começam a encher-se de gordura. O queixo do animal aparece inchado e mais gorduroso. O tratamento consiste em limpeza da pele localmente, com aplicação de loções anti-inflamatórias nos casos mais graves. No entanto, sem a observar é impossível dizer-lhe com exactidão do que se trata.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


139. priscilla  |  Setembro 24, 2010 at 2:23 pm
Bom dia
Tenho uma Beagle de 6 anos e há 15 dias ela vomita a comida sem digerila, com pedaços de ração. Levei-a ao vet e receitou label e legalon,. estou dando há 15 dias sem melhora. Ela ja emgreceu muito e esta muito amuada. A vet me falou que era gastrite, mas estou muito preocupada pois não houve melhora. O que pode ser?
Obrigada


140. caninosegrandes08  |  Setembro 25, 2010 at 10:38 pm
Cara Priscilla:
Se o seu beagle não melhorou com a medicação prescrita é importante que faça mais exames complementares, nomeadamente análises ao sangue e rx para podermos ter um diagnóstico do problema. É importante saber que tipo de ração ele faz, se vomita imediatamente após a ingestão da ração, se tem apetite,…
Envie-me mais informação se possível.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso


141. manuela  |  Setembro 27, 2010 at 8:44 pm
dicas interessantes, mas muito mal escrito. Colar isabelino??? Algumas patologias??? Um blog informativo deve conter informações mais precisas. Patologia é o estudo de uma doença, portanto, ninguem pode ter uma patologia, mas sim uma doença, uma enfermidade ou uma moléstia. E é colar elisabetano, em alusão às vestimentas da nobreza inglesa.


142. caninosegrandes08  |  Setembro 27, 2010 at 9:06 pm
Cara leitora:
Desde já agradeço as suas correcções mas como deve saber qualquer manual, livro ou blog informativo poderá ter as suas incorrecções. Quanto aos colares que refere, como sabe podem ter a denominação de elisabetano ou isabelino. “Actualmente é conhecido também por colar isabelino, devido a versão lusa do nome Elizabeth, sendo utilizados ainda os nomes capacete cirúrgico e cone restringente”. Poderá consultar esta informação no site wikipédia portugal http://pt.wikipedia.org/wiki/Colar_elizabetano.
Melhores cumprimentos
Carla Pedroso


Deixe aqui o seu comentário ou sugestões.
  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

198 comentários:

Anónimo disse...

Boa noite Doutora Carla,

Foi com alegria que acompanhei o crescimento deste seu projecto que agora aparece renovado. Está muito bonito e operacional. Continua a conseguir-me surpreender com os seus artigos que apresentam um olhar profissional sobre as dúvidas dos donos e amigos dos animais com a sua linguagem acessível e objectiva. Queria deixar-lhe estas palavras de agradecimento por todo o profissionalismo e dedicação.

Bem Haja

Dona Antónia (Dona do max :))

Amanda disse...

Olá, tenho uma Poodle. a uma semana ela começou a vomitar bastante, parou de comer, achamos que fosse algo que ela comeu demos carvão aditivo e um anti- inflamatório. mas, ela piorou está deprimida, fica deita o dia todo, continua vomitando, a barriga está meio inchada, e está saindo uma secreção meio branca, meio rosada, pela vagina. Aguardo sua resposta.
Obrigada!

caninos&grandes disse...

Boa noite Amanda:
O que descreve parece-me ser um caso urgente e a sua poodle deve ser vista de imediato. Ela está esterilizada? Se não está isto poderá ser mesmo uma infecção no útero com acumulação de pús no seu interior. Procure de imediato o seu veterinário assistente. O vómito nem sempre é um sinal de patologia gastro-intestinal e pode camuflar problemas bem mais complexos. Aguardo mais notícias dela. As melhoras
Carla Pedroso

JOSIANE (LOPESROCHA@OI.COM.BR) disse...

OLÁ TENHO UMA CADELA PASTOR QUE ESTA COM UMA DAS TETAS MUITO INCHADA E AVERMELHADA. ELA SÓ COME COLOCANDO NA BOCA A RAÇÃO TRITURADA E QUANDO COLOCAMOS A MÃO ELA GEME COMO SE TIVESSE SENTIDO DOR.NÃO SAI SECREÇÃO NENHUMA E NÃO VEMOS NENHUM FERIMENTO.o Q PODERIA SER ISSO ACONTECEU DEREPENTE.AGUARDO RESPOSTA.OBRIGADO.

caninos&grandes disse...

Cara Josiane:
A sua cadela deveria ser observada pelo seu médico veterinário assistente, mas os sintomas que apresenta podem ser compatíveis com uma mamite, ou seja uma infecção da glândula mamária. A sua cadela é esterilizada? Teve cio há pouco tempo ou deu de mamar há pouco tempo? As mamites surgem em cadelas não esterilizadas e se ocorrerem com frequência podem predispôr ao desenvolvimento de tumores de mama. Na maior parte das vezes têm de ser tratadas com antibiótico, anti-inflamatório e inibidores da prolactina (hormona responsável pela produção de leite). Leve-a o quanto antes ao seu veterinário assistente. As melhoras,
Carla Pedroso

Carol disse...

Olá Dra; tenho uma gatinha que peguei da rua e por conta disso ela não acostuma a ficar dentro de casa, mesmo castrada. Hoje ela apareceu com a região do queixo e pescoço inchados, mas eu mexi para olhar e ela deixou, parece que não sente dor, está normal. Pode ser que seja picada de algum bicho? abelha, por exemplo? porque ela vai atrás de todos os bichos, é uma ótima caçadora. Ou pode ser algo mais grave, mesmo ela não sentindo dor?
Obrigada,

Carolina Morais

caninos&grandes disse...

Cara Carolina:
É-me difícil dizer o que é sem a observar. Pode perfeitamente ter sido uma picada de algum insecto, mas aconselho-a a que vá ao seu veterinário assistente se entretanto o inchaço não passar.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Josiane disse...

Olá dr Carla,

A minha cadela realmente estava com mamite.Ela recebeu os cuidados nescessarios e melhorou.
Obrigado. Agradeço pela atenção ao meu pedido.
Josiane

leticia disse...

olá Dra.
tenho uma cadela schott terrier pelagem branca,filhote.Ela tem 10 meses e acho q ela está gravida estou preocupada eu tenho um puldo macho que possivelmente pode ter pego ela (estou com essa desconfiança) e como na minha casa tem espaço pra ele nao pegar ela ,levei ela pra casa do meu namorado ,no outro dia levei ela ao pet para um banho...e agora ela esta com um acoceeiira sem fim estou mto preocupoada,ja levei ela na veterinaria ela me receito um shampoo cloredixini ,cefalexina e um dermadog ,mas nao estao resolvendo ela ainda continua se coçando muuito ,levei ela novamente semana passada e ela pediu um hemograma ainda nao sei o resultado to na espera .mas o q pode estar acontecendo com minha cadelinha?seria uma infeccão?talvez alguma coisa relacionada ao primeiro cio?
obrigada.
atenciosamente leticia.

caninos&grandes disse...

Cara Letícia:
Se a sua cadela teve o cio é possível ter engravidado. Para confirmarmos isso só fazendo uma ecografia com cerca de 30 dias desde o dia do cruzamento. Quanto ao prurido não está relacionado com o cio - pode ser uma reacção alérgica ou algum tipo de parasita nomeadamente pulgas ou ácaros. Seria importante fazer uma raspagem de pele ou mesmo uma colheita de pêlos para descartar possíveis fungos. Em qualquer um dos casos, a sua cadela necessita de ser examinada. As melhoras para ela e vá dando notícias.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Teresa disse...

Cara Drª Carla Pedroso,
tenho 6 gatos e um cão e recentemente perdi um lindo gatinho por doença respiratória. Pesquisei na net tudo e mais alguma coisa para o ajudar e dos muitos links que pesquisei, encontrei alguns bastante úteis e interessantes que queria partilhar com a Drª na esperança de assim se vir a ajudar o máximo número de animais possível.
Li a Sua rubrica "Asma Felina" e deicho aqui alguns links que vão ser sem dúvida úteis:
http://www.trudellmed.com/animal-health/aerokat
http://www.youtube.com/watch?v=x9MDUcg9kF4
http://www.felineasthma.org/
Cumprimentos e espero ter ajudado, Teresa Costa

caninos&grandes disse...

Cara Teresa,
Muito obrigada pelos links que me enviou. Toda a informação será sempre de grande utilidade, principalmente em problemas tão graves como a asma felina. Lamento a sua perda e desde já agradeço a informação.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Cibeli disse...

Olá meu nome é Cibele e gostaria de lhe fazer uma pergunta: tenho um pitbull de oito anos e começaram a surgir em seu corpo umas bolhas de sangue que com o tempo estouram e secam mas ao mesmo tempo aparecem mais, estamos preocupados pois temos medo que possa ser algo grave,por favor me responda.

caninos&grandes disse...

Cara Cibele:
O que me descreve pode ser apenas um problema dermatológico (alergias, ácaros, pioderma) como ser algo de mais grave, nomeadamente sistémico, como por exemplo uma leishmaniose. O seu cão deve ser examinado o quanto antes para que o diagnóstico seja feito e o tratamento seja efectuado. Por vezes temos problemas sistémicos que deprimem o sistema imunitário do animal e posteriormente surgem problemas dermatológicos. Não hesite em consultar o seu veterinário assistente. Vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Lice disse...

Olá me chamo Alice, tenho uma cadela poodle que tem 4 anos, a uma semana mais ou menos, apareceram uns caroços com pontas pretas no peitoral dela, e um estorou e esta com pus e bem aberto.O que deve ser? O q devo fazer?

caninos&grandes disse...

Cara Alice:
Não lhe posso dizer do que se trata sem observar o tipo de lesão. Aconselho-a a levá-la ao seu veterinário assistente para ser consultada e medicada. É importante perceber se esses "caroços" estão ou não relacionados com a glândula mamária. Ela está esterilizada? O que quer que seja, ela terá de tomar antibiótico pois a infecção já existe. Vá dando notícias. Se quiser pode também enviar-me uma imagem da lesão para a poder ajudar um pouco mais. De qualquer maneira leve-a ao seu veterinário o quanto antes. As melhoras.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

boa noite,tenho um cokie de 13 anos,ele está com uma coceira e caindo os pelos,o medico falou que era alergico,coça tanto que fica empolado com umas dermatites feias no corpo o que posso fazer,posso dar um anti alergico?

caninos&grandes disse...

Normalmente o controlo das alergias passa por banhos frequentes com champôs anti-alérgicos à base de clorhexidina (o banho funciona muito bem para controlo do prurido) , o uso frequente de pipetas para prevenção de pulgas e nalgumas situações o uso de comidas hipoalergénicas. Seria importante saber qual a causa da alergia do seu cão. Os anti-alérgicos nos nossos animais não funcionam tão bem como nos humanos e por vezes temos mesmo de recorrer a medicamentos mais fortes para eliminar o prurido do cão. Aconselhe-se com o seu médico veterinário sobre o tipo de produtos a usar. Não esqueça que as alergias são normalmente periódicas - podemos controlá-las mas poderão voltar a aparecer noutra altura.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

OLA DR BOA TARDE PARABENS PELO SEU BLOG...TENHO UM ROTTWILLER DE 5 ANOS E A 2 MESES ATRAZ LEVEI ELE AO VT POIS ESTAVA COM UMA FORTE CONJUTIVIT..FEZ UM EMOGRAMA E VIU Q ELE ESTA VA COM ANEMIA E RECEITOU COLARGEM E SULFATO FERROSO DEPOIS DE 1 MES DE TRATAMENTO E TEVE UM TIPO DE DESMAIO E DESDE DAI NAO FICOU BEM DAS PERNAS..LEVEI ELE A UM HOSPITAL VT(UNIFEOB) E RECEITARO VARIOS REMEDIOS -COMO DOXICLINA-NOTROOM-SITONEURIM-VITAMINA C - E INTERFERON-A SUSPEITA SERIA DA DOENÇA DO CARRAPATO E SINOMOSE,FIZ O TRATAMENTO E ELE RESPONDEU BEM CURANDO A CONJUTIVIT E VOLTOU AO NORMAO PARA COMER...MAS NESTE DOMINGO TIVE UM SUSTO AO OLHAR NAS COSTAS DELE UM CALONBO DURO Q AO MEXER ELE NAO SENTE DOR..MAS DEPOIS DAI ELE ESTA MEIO TRISTE...Q SERA Q PODE SER, C A DOENÇA JA ESTAVA CONTROLADA...ME AJUDE POR FAVOR

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Esse durão indolor que descreve no seu cão poderá ser uma reacção inflamatória a alguma injecção que tenha levado, uma vez que fez uma série de tratamentos. Poderá ter dado alguma pancada? Poderá ter sido mordido? O ideal será dirigir-se ao seu veterinário assistente para que ele possa avaliar esse nódulo.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Josy Santos disse...

Ola Dr boa tarde a vc tudo bem ??

BOm , meu Rott de 5 anos e de quase 50 kgs, foi diagnosticado nele sindrome da cauda equina.. há uns 7 meses. Fizemos 2 raiox q comprovaram o diagnóstico :

"Presença de esteófito ventral ao interespaço L7- S1 e presença de material mineralizado em Forâmem intervertebral do memso espaço. " O laudo deu : coluna lombar, Pelve e joelhos sob estresse.

Tenho tratado ele com corticóides , ( merticoten , dermacotem.. ) e analgésios ( dipirona e tramadol ) durante este tempo. E acupuntura q ele faz 1 x na semana.

Graças a Deus , ele ñ chegou a ficar totalmente paralisado das patas traseiras.. Mas o quadro dele estabilizou mesmo c todos estes tratamentos. Ele manca muito , sente dificuldade de levantar.. posição p deitar.. e escorrega muito ao levantar no piso da garagem . Parece que perdeu a força nas patas... TEmos um quintal grande... gramado.. mais tb ja comprei tapetes de borrachas aderentes e coloquei no piso da garagem pq é la q ele gosta de ficar...

Mas esses dias de frio ele piorou de novo... tinha dado um tempo c os córticóides e só estava dando dipirona.. devido aos efeitos .. ele fica c a boca seca , barriga muito inchada.. urina direto e bebe muita agua .. fora q fica depresivo.. enjoado.. os vets me receitaram omeprazol q dou todo dia a ele devido a uma leve gastrite q ele desenvolveu por causa de tanto remédio..

Ele ñ desenvolveu incontinência urinaria.. e mantem as fezes normais tb.. Só fica c incontinencia qd toma os corticóides A bariga dele fica dura e inchada...

DOS 7 MESES P CA .. FIQUEI NO MAXIMO.. 1 MES E MEIO SEM DAR ESSES MEDICAMENTOS... MESMO FAZENDO ACUPUNTURA.

O conselho q peço é : O que mais poderia fazer pelo meu cachorro ? Cirurgia poderia reverter esse quadro ? Os vets daq me disseram q ele ja tem sequelas neurológicas.. nas patas.. perda de um pouco da sensibilidade.. e acham q cirugia no caso dele ñ resolveria muito. MAs tb ñ sei se a opinião deles, é devido a terem medo por falta de experiencia e especialidade na área aqui em minha cidade.

Tenho medo de continuar com esses remedios.. e uma hora ele ñ aguentar mais . E ao mesmo tempo , o q poderia fazer p ele melhorar.. não ter crises fortes assim ??

Moro e vitória ES.. se vc conehcer alguum VEt daqui especialista q pudesse me indicar.. agradeceria.

Tenho mantido ele mais confinado ( num canil .. mas grande de piso de cimento ) e faço compressas quentes todos os dias de 20 minutos... nas costas dele. acabei ontem de dar o merticotem .. agora continuo c dipirona.

Aguardo teu conselho. Obrigada

caninos&grandes disse...

Cara Josy:
De facto o síndrome da cauda equina é uma situação bastante complicada, por vezes a cirurgia é aconselhada mas só avaliando o animal e as radiografias é possível dizer. Tente mantê-lo sem excesso de peso e pode tentar utilizar outros anti-inflamatórios não esteroides em vez da dipirona. Pode por exemplo utilizar o meloxicam que funciona muito bem em situações crónicas. Pergunte ao seu veterinário se aí dispõem desse fármaco. seria uma boa alternativa ao meticorten. Este último só deve usar se ele tiver muito aflito. Pode também suplementá-lo com protectores articulares nomeadamente glucosamina e condroitina. Hoje em dia existem no mercado vários protectores adequados para cães e, existem também rações que já têm esse tipo de suplementação e que poderiam ser uma boa ajuda. Espero ter ajudao. se tiver mais dúvidas não hesite em contactar-me.
As melhoras,
Carla Pedroso

Josy Santos disse...

obrigada Carla . Agradeço muito seu conselho. Ja cheguei a dar a ele Meloxivet ( meloxicam 6mg ) ... na época da primeira crise... A veterianria disse p tentarmos acupuntira 2 x na semana p diminuirmos o reme´dio.. vou começar semana que vem . è uma luta constante. Os veterianrios dizem q é mlhor tentarmos tudo q pudermso antes da cirugia. Poia acham q a cirurgia noc aso dele pode ñ reverter o caso... Obrigada pelo conselhor.. vou conversar c o vet p vermos se trocamos p o Meloxicam no lugar da dipirona. Pq realmente ñ temos visto muito resultado..

grande abraço querida !!

Josy

Patty disse...

Olá pessoal, tenho um cachorrinho Vira-Lata de 4 anos, que come as próprias patas desde pequeno. Tive que amputar 1 pois necrosou. Eles usa um colar duplo elisabetano para evitar de ser comer. Já levei a uns 6 veterinários e nenhum conseguiu chegar a um diagnóstico. Ele não sente dor alguma. Apertaram todas as partes do corpo com um pinça e espetaram agulhas, ele deitou e dormiu. Alguem tem algum luz que possa me dar?? obrigada desde já.

caninos&grandes disse...

Cara Patty:
Diz-me que o seu cachorro não sente dor quando lhe espetam agulhas? É isso? Mas ele tem sensibilidade profunda certamente não? O que me descreve é compatível com um estado gravíssimo de "acral licking". Estes casos são por vezes muito demorados no tratamento e durante todo o tempo o animal tem de usar um açaime aberto ou um colar ou ambos. Até que as feridas nas patas estejam totalmente saradas e o pêlo a crescer inclusivamente, não podemos tirar nem o colar nem o açaime. Podemos estar a falar de meses obviamente e, por vezes, temos de limpar e fechar as feridas cirurgicamente. Durante todo esse tempo o cão também deverá estar medicado com um ansiolítico adequado para diminuir todo o seu stress e esse ansiolítico tem de persistir por um longo período de tempo mesmo após a cura das feridas. Só poderia ajudá-la mais se observasse o cachorro. Espero ter ajudado.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Olá estou com um problema com minha cachorra Lela, depois de uma cirurgia para retirada de tumores mamarios ela ficou com umas "bolinhas" vermelhas na pele próximo ao local da cicatriz, o veterinário pensou que era o tumor que tinha voltado e fez tratamento com corticóides, e também disse que poderia ser uma alergia, já que a cicatriz ainda vaza uma secreção... O que poderia ser?

caninos&grandes disse...

Caro Leitor:
Só observando a lesão poderia dizer-lhe com maior certeza do que se trataria mas segundo o que me descreve é muito compatível com alergia. Por vezes os animais operados fazem alergias aos adesivos ou outro material de penso usado para proteger as suturas. Além disso o tumor não voltaria assim tão rapidamente após ter sido removido. Na maior parte dos casos uma pomada com um corticóide com ou sem antibiótico é suficiente.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Rose Reis disse...

Boa noite, achei seu blog muito interessante e talvez vc possa me ajudar, ontem saí com filha e achamos um filhote femea de gato, ou melhor a gatinha nos achou, pois pulou no colo da minha filha como se fosse um cachorro e ñ saiu mais de perto da gnt, ao sairmos do local onde lanchavamos, a gatinha saiu desesperada atras da gnt, e quase foi atropelada, diante dos gritos assustados do meu marido e da minha filha, acabamos por decidir levar a gatinha para casa, ela ta muito desnutrida, aparece os desenhos dos ossos, só que apos um exame, vimos que ela tem dois caroços na região da barriga, uma maior e outro menos, como ser fosse hernias, ñ sabemos se é patologico ou se foi causado por traumas devidos a maus tratos..a gatinha aparenta ter uns dois meses, é bastante carinhos e ativa, esta se alimentando bem e defecou normalmente, a região da "hernia"esta um pouco arroxeada..Sera que é algo grave ou contagioso?

caninos&grandes disse...

Cara Rose:
O que me descreve pode ser realmente uma hérnia provocada por traumatismo (pancada, queda, atropelamento...), uma vez que a zona também se encontra arroxeada devido ao provável hematoma. É importante levá-la ao veterinário para perceber se a hérnia é ou não muito extensa. Em principio não põe em causa a defecação e a micção uma vez que a gatinha fez tudo sem dificuldade. Não é nada de contagioso. De qualquer maneira leve-a para ser examinada.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Boa tarde
tenho um pitbull de 4 anos que, desde cachorro rosna quando dorme e lhe tocam. Últimamente tem tido comportamentos agressivos, sem gravidade, e ui aconselhada pela vet a castrá-lo e dar-lhe Prosak durante 60 dias para tentar evitar a eutanásia.Normalmente ele é um cão meigo. Acha este procedimento correcto?
Muito obrigada

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Habitualmente não comento procedimentos de colegas sem ver o animal. De qualquer modo em casos de agressividade consideramos castrar (para diminuir os níveis de testosterona e tornar o cão menos dominante), tentar educar numa escola própria para educação canina (é fundamental ter o animal disciplinado) e, eventualmente, o uso de fármacos actuantes no foro neurológico antes de qualquer outro tipo de atitude irreversível. Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Boa noite. Tenho um poodle e hoje a tarde ele passou a sentir muita dor nas patas traseiras, mas somente quando deita ou tenta sentar, porque esta andando normalmente, percebi que é a pata traseira esquerda, o que posso dar para dor?

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Antes de dar qualquer tipo de medicação, o seu poodle deverá ser examinado. Existem diversos problemas que podem causar essa dor tal como existem diversos fármacos que permitem diminui-la mas que devem ser específicos para o problema em questão.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Boa tarde:
Uma pergunta, minha gata esta perto do ciou , minha noiva e eu demos ela Clonazepam 5 gotas para dormir-la e leva-la a casa da minha mãe. Agora resulta que a gata não dormiu nada , e fico em casa, a gente não levo a casa da minha mãe , pois ela esta miando el dia todo ,es atormentante e agora não sei , se e o ciou o reação do medicamento. Pode me ajudar , eu preciso algum conselho para tranquiliza-la, ninguém pode , ela esta muito gritona.
Obrigada.

Anónimo disse...

Boa tarde, tenho um bulldog ingles de 6 anos, por volta dos 4 anos surgiu um cisto sob sua pele, imaginamos que nao seria nada alem de um cisto sebaceo. foi feita a retirada cirurgica de tal cisto que apareceu novamente com cerca de 6 meses da cirurgia. dessa vez ficou um pouco mais volumoso mas teve seu crescimento interrompido, preferimos nao fazer outra cirurgia já que cistos sebaceos realmente podem reaparecer e nao tem nenhum significado para uma piora da saude do cao, o unico inconveniente era o fato de as vezes ele se coçando acabava ferindo o cisto, causando um sangramento. encomodados com a frequencia de vezes que ele se feria coçando o cisto refizemos a cirugia de retirada do mesmo (ha cerca de 3 semanas) e fizemos um RX do torax, temendo a possibilidade de um cancer, o rx revelou lesoes pulmonares, no entando todas lesoes eram de grande porte e a ausencia de lesoes pequenas me fez questionar quanto ao dignostico de cancer sugerido pelo veterinario, o cisto foi para biopsia e desde entao aguardo o resultado do mesmo. o bulldog nao apresentava nenhum sintoma relacionado as lesoes pulmonares, isso me fez imaginar a possibilidade dignostica de uma colonizaçao pulmonar por fungos, dando um aspecto semelhante a lesoes cancerosas no RX. No entanto, ha 2 dias ele evoluiu com uma tosse estranha, precedida de expiraçoes fortes como as de um asmatico, e entao a tosse como se tentasse expelir algo, mas nada é expelido, com exceçao de saliva em algumas vezes. as tosse sao estimuladas por atividade fisica, o que tem feito com que ele as evite e durma mais do que ja era de costume. com essa evoluçao do quadro imagino que realmente sejam metastases pulmonares provenientes do cancer de pele subestimado por mim, talvez, caso eu o tivesse levado para uma remoção do cisto logo no momento de seu reaparecimento ja com uma margem de segurança maior e com exames complementares mais conclusivos poderia ter evitado o surgimento de metastases e preservado a vida do meu amigo, caso o quadro continue evoluindo dessa forma (que é o provavel, já que metastases pulmonares tem pessimo prognostico ate mesmo em humanos) temo que ele entre em sofrimento e eu tenha que sacrifica-lo entao... esse foi mais um desabafo, agora só me resta aguardar o resultado da biopsia para confirmar o que nunca quis acreditar...
obrigado
Eduardo Oliveira

caninos&grandes disse...

Cara leitor:
Muitas vezes os ansiolíticos e tranquilizantes não têm o efeito calmante nos nossos animais, principalmente se eles já estão muito agitados. Além disso o cio da gata pode passar a desenrolar-se de 15 em 15 dias e não existe nenhuma medicação que possa dar por períodos tão longos sem que isso tenha efeitos nocivos no animal. Deve sim esterilizá-la - só assim o cio pára de vez e a gata acalma. De outra maneira não conseguirá resolver a situação. Espero ter ajudado.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro Eduardo:
Resta-lhe mesmo agurdar pelo resultado da biópsia do quisto cutâneo para saber do que se trata. Quanto às lesões pulmonares podemos ter um processo paralelo ao do quisto ou relacionado com o quisto. Se o resultado da biópsia fosse benigno penso que é de explorar o que se passa a nível pulmonar. Por vezes com um aspirado traqueal que é um método muito simples podemos obter muita informação para diagnóstico. Se o resultado for realmente maligno, então temos de ver de que tipo de malignidade se trata e se esse tipo de tumor terá tendência a metastizar nos pulmões. Há que aguardar. Espero que tudo corra pelo melhor e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Tenho um cãozinho de raça pequena,achei ela abondona na rua,ela esta com um caroço enorme,tenho medo de ela passar por uma cirugia e morrer,me ajudem por favor

Anónimo disse...

LINDOVAL REIS - BAHIA : BOM DIA TENHO UM CADELA DOGO ARGENTINO DE 6 MESES ELA ESTA COM UNS CAROCINHOS NA PELAGEM DEI O REMEDIO METICORTEN DURANTE DEZ DIAS NOTEI QUE MELHOROU MAS AGORA ESTA APARENCENDO NOVAMENTE. sERÁ QUE PODE SER ÁCAROS, PENSEI EM TROCAR A TOLHA QUE USA PARA DORMIR. GOSTARI ADE UMA AJUDA!!!

Anónimo disse...

Olá doutora,
Descobri seu bolg ontem e vejo parabenizar não apenas sua iniciativa, como também seu interesse e carinho pelos animais. Tenho uma gatinha muito amada, de dois anos. Ela é a gatinha mais ativa e esperta que já vi, mas nesta semana ela se isolou, seu miado tornou-se muito fraco, e não comeu nada. No veterinário ela fez o exame de SIDA felina e leucemia, que deu negativo. Ontem reparei um caroço em sua gargantinha, e a levamos novamente ao mesmo veterinário. Ele sugeriu fazer uma biópsia, e novo exame de sangue. Agora ele diz que os sintomas são de leucemia! Procurando mais informação na internet, vi que o exame de sangue que ela fez é totalmente confiável. Tenho medo de permitir a biopsia e ela piorar, pois terá que ser sedada, e ela está fraquinha. Que doença pode ser essa, doutora, e o que eu devo fazer?

Obrigada pela atenção,

Daniela

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
É importante antes de qualquer intervenção cirúrgica ver se o seu cão está em boas condições para a cirurgia, com exame clínico, análises de sangue e outros exames complementares se assim se justificar. Fale com o seu médico veterinário para ele a esclarecer acerca da cirurgia, dos riscos, da sua importância e quais os cuidados pós-operatórios a ter. Por vezes a cirurgia é a melhor opção para a resolução de um problema e poderá trazer uma maior qualidade de vida ao seu cão. Obviamente que os riscos existem mas, por isso mesmo, é que tomamos todas as precauções necessárias para reduzir esses riscos. Espero ter ajudado.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro Lindoval:
O que me descreve parece ser compatível com uma alergia. A causa da alergia nem sempre é facil de identificar - podem ser alergenos ambientais, nos quais se incluem também parasitas externos ou alimentares. Pode sem dúvida mudar a toalha onde ela dorme. Tente dar-lhe regularmente um banho com um champô anti-alergico. Se não melhorar deve levá-la ao seu médico veterinário para despitar outros problemas. Os dogue argentinos são muito predispostos a problemas de pele. As melhoras dela.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Desde já muito obrigada pelas suas palavras.
O aumento dos gânglios significam que há uma reacção do próprio organismo a algo estranho . Existem muitas doenças que podem levar a esse aumento e muitas vezes só com uma biópsia é possível chegar a um diagnóstico definitivo e assim proceder ao tratamento adequado. Se a sua gata está muito debilitada certamente que o seu médco veterinário vai adequar a sua sedação a esse quadro. Converse com o seu veterinário, exponha-lhe as suas dúvidas e receios para que ele a possa esclarecer melhor dos riscos. Um diagnóstico definitivo é sempre uma ajuda muito grande para uma terapêutico adequada. As melhoras dela e vá-nos dando notícias.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Denusia disse...

Ola! tenho um cao de porte medio, e de uns tempos pra ca, notei q ele vomita pela manha, mas nao apresenta comida, e sim uma secrecao hialiana ( como se estivesse irritado). A noite precede com urgencia por gramineas e parece com prisao de ventre. Entrei cm cimetidina e posterior omeprazol, sem aparente melhora. Aguardo um retorno

caninos&grandes disse...

Cara leitora:
Se já iniciou terapêutica para a possível gastrite e o seu cão não melhorou será conveniente levá-lo ao seu médico veterinário para que sejam efectuados exames complementares. De qualquer modo deixo-lhe a sugestão de impedi-lo de comer as ervas à noite pois elas são extremamente irritantes para o aparelho gastro-intestinal, aumentar-lhe o consumo de agua e dar-lhe uma ração gastro-intestinal ou para estômagos sensíveis sem qualquer outro tipo de comida à mistura, nem mesmo biscoitos. Essa comida também existe em lata o que aumenta consideravelmente o consumo de água - tente misturar-lhe tanto a seca como a húmida. Faça-lhe apenas estas alterações e não lhe dê nenhum tipo de medicação. Mas se no espaço de alguns dias não melhorar absolutamente leve-o ao seu veterinário. As melhores para ele e vá-nos dando notícias.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

olá Doutora!!!
Tenho uma york de quase 3 anos com 1,2kg, bem pequena. Tenho notado que ela vem acordando corizando, e às vezes, deixa o lugar onde está deitada cheia de gotículas...hj,pela segunda vez no mês apresentou vômito e falta de ânimo, pois eh mt elétrica...dei ranitidina e plasil e uma gotinha de dipirona, oq havia tomado da outra vez...eu ouvia a barriguinha dela como se estivesse cheia de gases, ou tipo cólicas...oq vc acha?????agradeço sua atenção.

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Quanto ao corrimento nasal pode tratar-se apenas de uma questão alérgica - pó, ácaros, etc. Quanto ao vómito e às cólicas podemos ter uma sensibilidade gastrointestinal a algo que tenha comido. O que ela come habitualmente? Costuma dar-lhe extras ou comida caseira? Tente durante pelo menos uns 15 dias dar-lhe uma ração para aparelho digestivo sensível ou mesmo uma ração intestinal de boa qualidade, sem lhe dar mais nada, nem mesmo biscoitos. Veja se ela melhora. Se o problema persistir então deve levá-la ao seu veterinário para que sejam feitos mais exames complementares. As melhores para a sua yorkshire.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Ola ? meu nome é Analia , meu cão está com um caroço no pescoço que parece superficialmente so uma batida com o musculo inxado o problema é que aqui nao tem veterinário(a) o que devo fazer? ele nao teve febre e tirando isso ele está normal,comendo normalmente ,as fezes estão normais também .Por favor se puder me ajude =)

caninos&grandes disse...

Cara leitora:
Esse caroço deveria ser observado por um médico veterinário. No entanto, se ele anda bem disposto e se lhe parece só o músculo inchado pode sempre dar-lhe um anti-inflamatório durante uns 2 ou 3 dias e se não diminuir terá mesmo que ser examinado. Dirija-se a uma farmácia para comprar um anti-inflamatório próprio para cães - não lhe dê dos nossos pois são menos tolerados. As melhoras dele.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

sarah disse...

Oi sou sarah tenho uma labradora de 7 anos, deste que meu pai morreu ela vive lambendo a pata constantemente, sempre fico de olho colocando remedio evitando o maximo criar feridas mais esse final de semana foi complicado quando dei por mim hoje sua pata trasseira da esquerda tava com ferimento bem fundo no casco da pata onde ja aparece uma parte branca da carne, preciso saber como agir nesse caso não tem veterinario na cidade, o unico e em caruaru e a maioria das pessoas ja levaram la e nao obtveram resultados. ela anda vomitando bastante.

agradeço deste ja

caninos&grandes disse...

Cara Sarah:
O que descreve parece ser compatível com dermatite por lambedura causada por stress. Pode ler mais sobre este assunto no nosso artigo com o seguinte link http://caninosegrandes08.blogspot.com/2009/01/dermatite-por-lambedura_31.html
O que pode fazer neste momento é colocar um colar isabelino para evitar que ela se auto-traumatize e só deverá retirá-lo quando não existir qualquer sinal de ferida e o pêlo já estiver crescido. É muito difícil tratar este tipo de situação. Muitas vezes os animais têm que tomar ansiolíticos para "esquecerem" o local de lambedura. Mas nesse caso terá que ser visto por um veterinário e só ele deverá medicá-lo. De qualquer modo comece pelo colar e coloque-lhe uma pomada cicatrizante na pata. Depois é aguardar até a ferida sarar. Não pode em caso algum tirar o colar enquanto a pata não estiver normal. As melhoras para ela. Vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Olá,Boa Tarde!Meu nome é Mayara,tenho um Cachorro da Raça PittBull e,de um Mês pra cá venho notando ele muito diferente...Magro,meio triste,olhos avermelhados e fundos...O que deve ser?!!Também notei alguns caroços na garganta (Internos)...Tenho medo que seja C.A. :(

Tive uma cachorra da Raça Mastiff e sofri muito com ela depois d descobrir um C.A..Optamos por Encherto mas,tudo foi em vão.Espero retorno. Obrigada!

caninos&grandes disse...

Cara Mayara:
Os sintomas que descreve são muito pouco específicos e daí ser muito difícil ajudá-la. O seu cachorro deve ser examinado o quanto antes, devem ser feitos exames complementares, nomeadamente análises ao sangue para tentar perceber o que se passa. Não espere muito tempo para o levar, pode ser algo de grave, principalmente se há uma perda de peso acentuada. As melhoras para ele e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Boa Noite.
Meu nome é Camila e tenho 3 gatas e 2 cachorras, e o caso é que minha mãe fez uma cirurgia para retirar nódulos no pulmão e conhecidos disseram que tenho que dar pelo menos as gatas por causa dos pelos, gostaria de saber se isso é necessário, pois não queremos dar elas..
Não sei se pode me ajudar mas desde já agradeço.

caninos&grandes disse...

Cara Camila:
Acho que deve abordar esse assunto com o médico que trata da sua mãe, de qualquer maneira deixo-lhe aqui a minha opinião como veterinária. Penso que se a sua mãe já convive com os gatos há algum tempo, se ela não sofre de bronquite ou asma em estados extremamente graves, não tem qualquer problema em ter os gatos, ou seja não há nenhuma razão para que possa desenvolver ao reacção exagerada aos pêlos dos gatos. Não são apenas os pêlos dos gatos que podem provocar reacções alérgicas; os ácaros do pó são responsáveis por muitas das alergias que nós temos, mas o nosso organismo adapta-se e aprende a viver com eles. Tendo a sua mãe retirado os nódulos, é natural que esteja em fase de recuperação e, consequentemente, mais debilitada, mas o pêlo dos gatos ou dos cães não lhe vai trazer complicações. Sabe que os animais são também excelentes para a nossa recuperação quando estamos doentes - fazem-nos companhia a tempo inteiro, mimam-nos como ninguém e trazem-nos tranquilidade o que é fundamental na recuperação de um estado de doença. Contudo, reforço a ideia de que deve falar com o seu médico, pois não sei que tipos de nódulos são ou se há em alguma situação em particular que possa condicionar o ambiente em que ela vive. Espero ter ajudado. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Boa noite,
Meu nome é Geisa e eu estou muito preocupada.
Ontem apareceu perto da minha casa, uma cadela de rua vira-lata adulta. Ela está com muita dificuldade para andar. Parece que o lado esquerdo está pior. Sua barriga está muito inchada(perto das mamas). E vermelha também. Sua respiração está curta e com um ruído muito alto ( barulho de rouquidão). Ela está com muita remela e assim, tem dificuldades para abrir o olho direito. POr favor, preciso muito de ajuda! Desde já, obrigada!

caninos&grandes disse...

Cara Geisa:
O que me descreve é um rol de sintomas muito vasto, impossível de saber exactamente o que se passa com o animal sem que seja observada. Deveria levá-la de imediato a um médico veterinário ou a alguma associação para que ela possa ser observada. Possivelmente o estado dela será grave e terá de fazer medicação. É fundamental perceber o porquê do ruído respiratório. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

oi gostaria de saber qual o melhor produto para usar na minha cachorra,ela é poodle toy tem 6 meses,está infestada de pulgas,e acho que por causa da coçeira começou a arrancar os pelos,não está ferida mais está arrancando os pelos de todo o corpo,o que eu poderia fazer para combater isso,obrigada desde já agradeço

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
O produto mais indicado para as pulgas será um spot-on liquido para aplicar no dorso do animal. As coleiras para as pulgas não funcionam tão bem. Existem inúmeras marcas de desparasitantes externos. Procure na região onde vive os que existem e, certamente, o farmacêutico ou o médico veterinário que o vender vai indicar qual o melhor para o seu caso.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Minha cachorra esta com algum tipo de alergia, nao conseguiram detectar a causa. Fez exames de sangue e acompanhada do veterinario e nada nenhuma soluçao eficaz. Gostaria de saber se posso enviar fotos da aparente alergia, para a senhora me esclarecer alguma coisa. Ana Paula, espero que a senhora possa me ajudar Dra. Carla!

caninos&grandes disse...

Cara leitora:
Pode concerteza enviar fotos, mas será muito difícil dizer-lhe do que se trata sem observar as lesões de perto. De qualquer maneira, muitas vezes os animais podem ter algum tipo de alergia sem que consigamos perceber qual a causa.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

francianekempim disse...

urgente!!!!
Olá!!!
Tenho um cachorro yorkshire de 02 anos, e há um mês uma bicicleta passou por cima dele, na barriguinha próximo às patas traseiras. Mas, ele se levantou e continuou andando normalmente, peguei ele e o apertei e ele não reclamou. Há duas semanas ele começou a tossir muito, parecendo que tinha um osso agarrado na garganta e parecia que ia vomitar, passaram para ele tomar antibiótico e antiinflamatório. A tosse diminuiu pouca coisa, e há dois dias sua barriguinha começou a inchar muito, e ficou com muita dificuldade de respirar, e só fica deitado, não quer mais passear, o que ele tanto ama, levei no veterinário, fez exame de sangue e contatou que seu TGO TGP estavam aumentado e com anemia, fez uma punção em sua barriguinha e saiu muito sangue. Estou desesperada, pois já não sei mais o que fazer. Hoje ao acordar nem perto de mim mais ele estava deitado, foi deitar-se em outro local da casa e muito fadigado. Por favor alguém pode me dizer o que seria????Estou até sem ar de preocupação, ele está, coitado sem lugar e a barriguinha enorme!
agradeço a compreensão, e aguardo sua resposta o quanto antes...
obrigada,
Franciane Kempim

caninos&grandes disse...

Cara Franciane:
O seu yorkshire deve fazer de imediato mais exames complementares de diagnóstico, nomeadamente radiografia e ecografia. Várias situações podem conduzir a uma acumulação de líquido abdominal. No caso dele não será uma situação aguda, por exemplo devido a trauma. Podemos então pensar num problema a nível de coração ou de algum orgão abdominal nomeadamente fígado ou baço. Ou mesmo outro tipo de patologia do foro infeccioso ou oncológico. Como vê há um enorme leque de situações que podem conduzir a esses sintomas. Ele tem de ser submetido a mais exames para que se chegue rapidamente a um diagnóstico. Lamento, mas sem os examinarmos não podemos dar um diagnóstico. As suas melhoras e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Maria Teresa disse...

Oi, tenho um cão de 12 anos, ele é um viralata, muito querido aqui em casa, sendo que ele pegou fungos, e se coça muito, já tomou 4 doses da vacina fungicida, que me custaram R$100,00 cada uma, e ainda usou remedio para a pele e pelo, fora xampú anti fungos, e não obteve cura, melhorou mais não curou. Agora ele apareceu com um otohematoma, operou, e com 15 dias de operado voltou a inchar a orelha. O que devo fazer? Já pensei em mandar diminuir o tamanho da orelha dele. Não sei o que fazer.

caninos&grandes disse...

Cara Maria Teresa:
Tanto os problemas fúngicos como os otohematomas são processos morosos na cura e devemos ser extremamente rigorosos na aplicação dos tratamentos prescritos pelo médico veterinário. Não me parece que diminuir o tamanho da orelha seja solução para o problema. Os otohematomas reagem muito bem a pensos compressivos, conservados por um período mais ou menos longo, após drenagem com ou sem cirurgia. Fale com o seu veterinário, exponha-lhe as suas dúvidas para que o estado do seu viralata melhore. Sem o examinar, não posso ajudá-la mais.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

franciane Kempim disse...

Olá Dª Carla, é com imensa tristeza que venho lhe dizer que meu bebê morreu no sábado às 18:00h, quase morri junto, foi muito triste a sua morte, ele sofreu muito para morrer, Fico me cupando pois acho que deveria ter evitado aquele acidente com a bicicleta, mas ela estava tão devagar, e ele saiu correndo e nem chorou, o apertava e ele não sentia nada.Porque será que tão de repente sua barriguinha inchou tanto (em três dias), e isto depois de um mês do acidente. Será que eu fiz alguma coisa errada! Ele era muito lindo, um docinho, ficava me olhando dentro de casa o dia todo. Estou inconsolável!
Mas,pena que só achei seu site no sábado, e mesmo assim desde já agradeço toda a sua preocupação e zelo para comigo!
Vou sempre lembrar deste seu carinho...
Obrigada por tudo e te desejo todo o sucesso, pois pessoas boas igual a vc, merece sempre o melhor!!!
Abraços,
Franciane

caninos&grandes disse...

Cara Franciane:
Lamento desde já a sua perda. Quanto ao acidente, não me parece que tenha sido ele o causador de tal quadro clínico, uma vez que se passou há um mês atrás. Se o acidente tivesse causado alguma lesão interna, o seu cão teria tido sintomas logo após o acidente e nas horas seguintes. Não se deve culpar por tal.
Obrigada pelas suas simpáticas palavras. E espero que continue a ser uma leitora do nosso blog.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Oi, estou preocupada com minha cadela, ela tem 10 anos e há quase 2 anos atrás apareceu um pequeno nódulo dentro da orelha,não no canal auditivo. E ele cresceu pouco , mas nesses últimos 4 meses o nódulo cresceu e está mais ou menos do tamanho de uma azeitona, e agora está nascendo outro em cima. Será que mesmo demorando pra crescer pode ser cancer?

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Através da velocidade de crescimento de uma massa ou nódulo não conseguimos diagnosticá-lo. Para saber se é algo maligno ou benigno deve ser feita uma punção ou biópsia do nódulo ou mesmo remoção total e envio para histopatologia. Se ela está a crescer, mesmo que seja benigna, pode causar algum tipo de obstrução no próprio canal auditivo, daí ser conveniente removê-la. Consulte o seu médico veterinário e aconselhe-se sobre a melhor solução para a sua cadela.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Uma placa de murru cai na pata de meu cachorro pastor alemão
ele esta quieto de mais parece ate q vai morrer o q eu faço?

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Deve levá-lo de imediato ao veterinário para que possa ser assistido. Aí serão descartadas eventuais fraturas ou roturas internas. Leve-o o quanto antes!
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Isabela disse...

Olá, ganhei uma filhote de shitzu com 42 dias.. ela estava super sadia, brincava muito, mas no primeiro dia que ganhei espirrou soltando muita secreção pelo nariz, começou a balançar a cabeça sem parar, e esfregar-se no chão, saindo uma espuma pela boca, depois se isolou e ficou prostrada.
Comprei a ração royal premium para filhotes de shitzu e ela nao comia.. tentei de todas as formas faze-la comer, amassando, misturando com agua, e ate esmagando e dando com seringa, mas ela rejeitava a ração, só bebia muita agua..
esperei ela sentir fome e ver se comia, mas nao comeu..
estava esperando ela interar 45 dias para vacina-la, mas essas criser de espirro e rodar só foram piorando, ela foi perdendo peso, e levei ela a um veterinario.. ele a diagnosticou como epileptica, mais achei o diagnostico muito complexo, pois ele nao solicitou nem um exame, apenas receitou fenobarbital sempre que a cachorrinha tivesse crises excessivas.. ou seja de 12 em 12 horas estava tendo que dar para ela..
nao sei o que fazer, ela nao come, só emagrece, e nao para de ter crises sem parar..
a unica coisa que ela toma é soro pela seringa..
ela esta muito magrinha e fraca e só fica sedada pela droga..
por favor, me ajude, o que devo fazer?

caninos&grandes disse...

Cara Isabela:
A epilepsia é um diagnóstico obtido por exclusão de todos os outros diagnósticos, ou seja, só depois de despistar uma série de outras doenças podemos afirmar que o nosso cão tem epilepsia. Para isso são necessários alguns exames complementares de diagnóstico, como por exemplo, análises sanguíneas, radiografias e mesmo TAC. Penso que se a sua cachorra não melhora deve falar com o seu veterinário ou mesmo pedir uma segunda opinião, pois animais muito jovens não podem ficar muito tempo sem comer, correndo o risco de falecer. É importante também perceber que tipo de crise ela tem - perde a consciência? estremece? urina ou defeca? há rigidez nas patas?. Ou seja é fundamental caracterizar toda a sintomatologia para poder classificar o tipo de ataque. O ideal seria filmar o ataque para posterior visionamento do seu veterinário. Estar permanentemente sedada e sem comer não é solução.
As melhoras para ela e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

liusuzi disse...

ola gostaria de uma ajuda tenho uma cadela poodle de 15 anos ela ja é castrada e tem 1 ano que fez uma mastectomia de uma das cadeias mamarias porém atualmente os caroços voltaram na outra cadeia mamaria e ela apareceu com as patas traseiras mto inchada,hj apresentou diarreia,porém está com mto apetite e mto ativa,o que eu faço para diminuir o edema das patas?obrigada desde já,livia

caninos&grandes disse...

Cara Livia:
Para resolver o edema das patas é necessário saber qual a sua causa. Neste caso particular, havendo história de tumores mamários, é fundamental que leve a sua poodle ao veterinário para que sejam feitos vários exames e assim ser possível identificar a causa do edema. Poderá haver algum problema mais grave, apesar dela se encontrar com apetite e activa. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Thais Schwarz disse...

Bom dia! queria muito a sua ajuda.. meu cachorro esta muito doente.. ja levei em tres veterinarios cada um fala uma coisa.. receita os medicamentos e ele nao melhora! Ele está cheio de caroços pelo corpo e ta com uma feridas nas patas, o saco dele esta bem inxado, ele n anda direito, só fica deitado, ele esta um pouco inxado! Ele toma muita agua e esta comendo pelo menos! Meu tio passo aquele butox na casa e nele tbm, eu acredito q possa ser alergia ao medicamento ou ele esta intoxicado, ai depois ele foi e deu uma injeção nele pra carrapato axo sem eu saber novamente e axo q fez mal p ele! nao sei se é isso, queria sua ajuda, pois n sei mais o que fazer! estou dando um antialergico e dipirona..
Desde já obrigada!

Thais Schwarz disse...

esqueci de falar que é um boxer e ele tem 1 ano e meio!

caninos&grandes disse...

Cara Thais:
Os caroços que descreve, bem como as feridas nas patas, são compatíveis com uma alergia. No entanto ele não deveria estar a beber mais água nem deveria estar prostrado. Poderá portanto existir um problema sistémico que esteja a causar este problema. É fundamental que ele faça alguns exames sanguíneos para que se perceba que problema estará por detrás desta sintomatologia. Se ele não fizer exames complementares, seja análises, raspagem de pele, entre outros, será complicado saber o que ele tem. Fale com o seu veterinário sobre todas estas dúvidas, sobre o facto de ele não melhorar, para que possam rapidamente chegar a um diagnóstico definitivo. Obviamente que não poderei dizer do que se trata pois ele tem mesmo de ser examinado. As melhoras para ele e vá dando notícias.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Brenda disse...

Boa noite ! Meu cachorro tem 1 ano e de uns tempos pra cá, começou a dar umas coceiras nele, a pele dele em algumas parte está vermelinha e em alguns lugares acabam criando cascão. O que pode ser isso ? Por favor, me responda.

caninos&grandes disse...

Cara Brenda:
Alguns problemas podem conferir prurido e vermelhidão à pele. Antes de mais, é fundamental que ele faça regularmente prevenção de pulgas com um bom desparasitante externo. As pulgas podem causar 90% da sintomatologia alérgica em cães. Se ele já faz uma boa prevenção e continua a coçar-se, deve levá-lo ao seu veterinário para que seja examinado e se possa despistar outro tipo de problemas como sarnas, alergias alimentares e/ou ambientais entre outros.
Uma boa forma de acalmar a pele dele é dar-lhe banho regularmente com um bom champô alérgico - acalma a pele e evita que ele se coce.
As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Brenda disse...

Muito obrigada, agradeço desde já...
Levei ele ao veterinário, mas o mesmo me deu várias possibilidades e não me deu certeza do que realmente era. Comprei os remédios que ela passou, que foram o Alergocort anti-inflamatório e o Dicural antibiótico, terminei de dar tem 4 dias, mas não houve melhora algumam, pelo menos até agora, a pele dele continua avermelhada, ele coça direto e acaba ferindo o local, não sei mas o que fazer... Você poderia me indicar um bom shampoo alérgico ?

caninos&grandes disse...

Cara Brenda:
Pode dar-lhe banho 2 vezes por semana com um champô que contenha cerca de 3% de clorhexidina. Esta substância é um excelente anti-séptico para a pele. Tente fazer os banhos com esta frequência durante 1 mês e depois vá reduzindo gradualmente. Também existem sprays que complementam este tratamento, podendo usá-los diariamente. Não use champôs anti-parasitários, pois estes são normalmente mais agressivos para a pele inflamada. E certifique-se de que não existem pulgas no ambiente onde o seu cão vive. Vá dando notícias. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Brenda disse...

Obrigada mais uma vez... Pode deixar, vou comprar o shampoo, espero que ele fique melhor, que pelo menos acalme a alergia que está demais ! Vou dando noticias sim. Parabens pelo blog e pela ajuda que vc está me dando ! Abraços;

Anónimo disse...

Olá, doutora Brenda! Parabéns pelo blog! Meu cachorro há dois dias atrás começou a mancar sem motivo aparente. Não mudou seu humor, continuou brincando, mas não se apoiava na pata esquerda traseira. Hoje já caminha normalmente. Gostaria de saber se há algo com que me preocupar mesmo ele já não apresentando nenhum sintoma. A raça dele é shih tzu e ele tem 5 anos de idade. Agradeço desde já!
Juliana

caninos&grandes disse...

Cara Juliana:
Antes de mais agradeço as suas palavras. Por lapso chamou-me de Brenda...esse era o nome da leitora que comentou anteriormente.
Quanto ao seu shih tzu, aconselho-a a levá-lo ao seu veterinário para um check up. Esta raça é especialmente sensível a nível de joelhos e, frequentemente, tem luxação de rótula e problemas nos ligamentos. Assim também ficará mais descansada e se houver algum problema poderá já tomar algumas precauções para que não evolua tão rapidamente.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Desculpe pelo Lapso, Dra. Carla!
Obrigada pela recomendação!
Juliana

Anónimo disse...

oiii, estou precisando de ajuda.
não tenho carro para eleva-lo ao veterinario, e o anibus não pode.
meu gato de uma semana para cá esta perdendo os pelo nas laterais das pernas da frente, ele esta lambendo e onde lambe fica na pele, eu encontrei abandonado ao lado da minha casa, esta 2 meses comigo ele estava bem, sera que é a ração com salmão que estou dando, ou ele esta mto carrenete me ajude. obrigada, uma desesperada pelo gato xandico.

caninos&grandes disse...

Cara leitora:
É muito difícil dizer o que se passa com o seu gato sem que ele seja examinado. É importante saber se ele tem comichão para estar a lamber as patas, se tem algum tipo de lesão, se é o único gato em casa, etc.
As alopécias (faltas de pêlo) podem ser provocadas por situações infecciosas como a sarna (provocada por ácaros) ou a tinha (provocada por fungos). Na sarna existe normalmente comichão. Na tinha podemos ter ou não essa comichão. Podemos também ter situações alérgicas em que o animal tem normalmente comichão. Essa alergia pode ser ambiental (pulgas, pollens, etc) ou alimentar (e nessa se pode incluir algum tipo de ingrediente da ração). Existe porém uma situação provocada por stress, ou seja, o animal lambe constantemente o pêlo chegando a arrancá-lo sem razão aparente. Obviamente que só podemos concluir que é stress se despistarmos todas as outras situações. Ele terá mesmo de ser examinado para que possamos concluir alguma coisa. Pode ser enviar-me fotos das lesões bem como uma descrição dos seus sintomas (existência ou não de comichão, existência ou não de feridas, etc). As melhoras para ele.
Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Oi minha cachorrinha pincher, tava tremendo, acho que está com febre, qnd eu olhei estava também com a respiração ofegante, ela tem 5 anos e vomitou, não comeu mais nada, nós percebemos que ela estava mais quieta. Você pode me ajudar? Obrigado, pela atenção! Pedro

Deborah disse...

Ola, estou com um problema. Tenho uma cadela Cocker de uns 8 anos que começou a se coçar uito ultimamente, chegando até a se afogar. Sei que é uma caracteristica de Cocker, pois tenho um amigo que perdeu o Cocker dele, já que a coceira de seu cachorro virou até seborreia. O que eu posso fazer para que minha cachorrinha não venha a sofrer do mesmo problema. Me ajude, Dr.!

caninos&grandes disse...

Caro Pedro:
A única forma de sabermos se os nossos animais de estimação estão com febre é através do uso do termómetro no anus. A temperatura deles é mais elevada que a nossa, entre 38º e 39º. A respiração ofegante pode significar muita coisa, inclusivamente que tem dor abdominal. É fundamental que a leve ao veterinário para ser examinada e para que possa ser feito um diagnóstico. Animais muito pequenos como os pinschers facilmente desidratam com o vómito e é essencial que ele esteja controlado o mais rápido possível. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Deborah:
Os cockers são animais especialmente sensíveis a nível de pele, olhos e ouvidos. É muito importante que ele faça um check up periódico para que futuros problemas possam ser detectados o mais precocemente possível. Esse prurido intenso que descreve deve ser investigado - poderá ser uma simples alergia à picada de pulga por exemplo, como também algum problema infeccioso. Só será possível determinar e tratá-lo correctamente se a sua cadela for examinada por um veterinário. Os banhos com champôs anti-alérgicos podem ajudar a controlar esse prurido intenso, no entanto, devemos sempre determinar a sua causa. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Carolina disse...

boa noite, tenho um cachorro da raça yorkshire(de 1 ano), há 6 meses ele vem apresentando umas coceiras que começaram na pata e na bunda e depois de algum tempo a pele dele começou a ficar avermelhada na parte do peito e do pescoço e em algumas partes da alergia o pelo dele começou a cair. Já o levei ao veterinário e ela nao me deu uma posiçao do que realmente era, comprei os remedios que a mesma passou, mas nao houve melhora, na verdade só piorou, começou a coçar ainda mas nas partes afetadas e ficou ainda mais avermelhado na parte do pescoço e do peito, dei anti-inflamatorio e houve uma melhora.
Me ajude, você pode me dizer mas ou menos o que pode ser isso, ja estou desesperada, nao sei mas o que fazer, agradeço desde ja. abraços;

Anónimo disse...

Olá. Eu tenho um maltês de 4 anos e estou muito preocupada, pois uma vez na volta do banho no petshop ele voltou com uma seria irritação na pele que estava vermelha, levamos no veterinario que também o dianosticou com malecezia, passaram inumeros xaropes, pomadas e injeções, os fungos pretos no ovido sairam, mas a pele dele começou a ficar escura e vermelha principalmente na area dos olhos , focinho e entre os dedos provocando até mesmo feridas, já passei em varios veterinarios e fiz um exame fungico detalhado num laboratorio, mas deu como negativo. Meu maltês vem piorando mesmo tomando banho em casa somente com xampu neutro e sendo bem secado com secador,porém ele continua a se coçar até sangrar e há uma significativa perda de pelos principalmente nos olhos. Ele não pulgas, toma banho toda semana e damos ração de qualidade, no entanto ultimamente não tenho passeado muito na rua com ele, mas o quintal é bem grande e ele tem companhia da familia e da minha outra cadela ( ela está saudavel e não tem nenhuma alergia).Não sei se há possibilidade de ser leichmaniose ou algo parecido, o quintal é limpo todo dia e ele só dorme dentro de casa. Gostaria de alguma sugestão para poder resolver o problema do meu cãozinho.

Agradeço muito a sua atenção.

caninos&grandes disse...

Cara Carolina:
Os processos dermatológicos são normalmente condições que levam algum tempo até estarem controladas e, para isso, é fundamental percebermos qual a sua causa. Alergias ambientais e alimentares são muito frequentes, no entanto podemos ter situações como sarnas, tinhas ou infecções bacterianas envolvidas. Para que se possa determinar a causa, é fundamental que ele faça alguns exames complementares de diagnóstico, nomeadamente, raspagem de pele, colheita de pêlos, testes alérgicos, análises sanguíneas, entre outros. Só assim podemos realmente saber o que causa esse prurido intenso no seu cão. Por vezes, temos que passar a dar-lhes banhos frequentes com champôs anti-alérgicos, mudar o tipo de comida para uma ração hipoalergénica, verificar o meio ambiente onde ele vive para garantir que não existem pulgas no ambiente, ponderar se mudámos a sua cama, ou a sua comida, ou mesmo o detergente que usamos para limpar a casa. Como vê há um leque enorme de possibilidades. Pense em todas estas variáveis e verifique se houve alguma alteração a esse nível. Para já pode dar-lhe um banho com um champô com clorhexidina - é um anti-séptico da pele e ajuda a controlar o prurido intenso. Pode começar com 2 banhos semanais passando depois a reduzir para 1 banho semanal. As melhoras para ele e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Quanto ao seu maltês, se vê que ele não melhora deve falar com o seu veterinário para que possam ser feitos mais exames. Existem problemas sistémicos que podem perfeitamente manifestar-se através da pele, mas para os diagnosticarmos é fundamental que ele faça análises de sangue. Quanto à leishmaniose, ela pode manifestar-se através da pele, por isso não a podemos descartar totalmente. Terá mesmo que o levar ao veterinário para que ele faça outros exames e assim, possam chegar à causa do problema. Posso deixar-lhe a sugestão de, em vez de usar um champô neutro, utilize um champô anti-alérgico (funcionará melhor em termos de controlo de futuras infecções cutâneas). As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Olá, tenho um daschund, ele tem 8 meses e há uns 4 meses está com uma ferida no queixo que não cura. A ferida melhora, fica bem seca, parece que vai melhorar e no outro dia está com uns pontinhos de sangue, bem irritada e parece ter bolhas. Já levei ao veterinário e disse tratar de alergia, dei remédio, troquei alimentação e nada. Alguma idéia do que pode ser. Obrigada

Vitoria Gaspar disse...

Olá, Boa noite, ganhei uma cadelinha que deve ter uns 4 meses, da raça Beagle, ela é super ativa, come bem, bebe água, porém a respiração dela é um pouco forte, ela parece que ronca, acho que respira pela boca, olho o nariz dela e aparentemente parece ter um excesso de carne, ai hoje o antigo dono dela disse ao meu pai que depois deveriamos afinar o focinho dela, porque ele era muito largo, eu procurei no google e não achei NADA, você saberia me informar o que eu poderia fazer pra ajudar a minha bebêzinha? rs

Ah, outra coisa, preciso saber como faço pra ela fazer o xixi e o coco no lugar certo.. eu comprei PIPI DOG E PODE, NÃO PODE, porém não tem adiantado, temos 2 espaços na casa uma varanda (pinguei pipi dog no jornal e pelo chão, mas quando eu to ali perto ela deita no jornal e costuma fazer o coco mas ao lado no chão mesmo, e já fez xixi, mas deve ter sido umas 3 vezes só) e temos também a cobertura que é um espaço aberto(lá eu pinguei o pode, e quando estamos lá ela costuma fazer o xixi lá e o coco as vezes), O não pode, eu espirrei na casa quase toda, mas não adiantou nada, ela fez encima dele mesmo.. vire e meche ela faz na sala, ou no banheiro ou até mesmo no meu quarto, que no caso é onde ela dorme, NÃO sei se tem alguma ligação, mas essa noite eu peguei um biscoito de ossinho que eu comprei pra ela e com a luz desligada eu o quebrei todo e espalhei pelo quarto, ela ficou super destraída mordendo e dormiu logo, depois acordou e procurou os outros e assim foi até de manhã porque fiquei sabendo que ela não faz as necessidades no mesmo lugar que ela come, e pela manhã realmente não tinha nada.
Não sei se é certo mas quando ela faz as necessidades no lugar certo eu faço festa, e quando ela faz no lugar errado eu grito, falo ai ai ai, brigo com ela como se ela realmente estivesse entendendo e as vezes eu até du uns tapinhas nela.. isso ta certo? o que eu faço pra ela fazer as coisas certas? pra ela me obedecer a por exemplo nãão acordar a casa todas as 5h da manha pra brincar, a aprender a fazer as coisas nos lugares certos??
Desculpa pelo excesso de perguntas, mas é que eu sou ''mamãe'' de primeira viagem.. haha!
Obrigada desde já.. Beijos

Rodrigo Baruki disse...

Bom dia. Estou a mais de um mês correndo de um lado para o outro com meu labrador. Cada profissional fala uma coisa aqui em minha cidade. Meu cachorro emagreceu muito, ficou bem debilitado, apático e as vezes parecia estar com ânsia de vomito. Gastei mais de 200 reais só de medicação em menos de 10 dias e nada. Pra ficar pior, apareceu uma grande bola, parecida com um tumor, entre a sua perna dianteira (cotovelo) e sua costela, que deixou o local umas 4 vezes maior que o normal. Estou muito preocupado. Existe alguma doença que causa esse tipo de "tumor"? Obrigado desde já.

caninos&grandes disse...

Cara leitora proprietária do daschund:
É importante saber se a ferida não fecha porque ele a coça ou se não cicatriza por algum outro motivo. É fundamental que use um colar isabelino na cabeça, que não tenha sequer possibilidade de coçar o queixo e, mesmo que a ferida comece a sarar, não lhe pode tirar o colar de forma alguma. Tem de deixar que ganhe uma pele normal ou até mesmo pêlo. Tem também de verificar se ele, mesmo usando colar, não a poderá traumatizar de outro modo, como por exemplo raspando no chão ou nas paredes.
Se o caso for mesmo não cicatrização ele terá de fazer alguns exames, nomeadamente análises, raspagens de pele ou mesmo biópsia para perceber o porquê do não fechamento. Existem inúmeros problemas que podem conduzir a este tipo de sintomatologia. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Vitoria:
Em relação à anatomia do focinho, existem determinados cães que têm estenose das narinas, ou seja, as narinas são demasiado estreitas e o animal tem de fazer um esforço suplementar para respirar. Isso é habitual nas raças braquicéfalas, ou seja, com o focinho achatado como os boxers ou os bulldogs por exemplo. Quando a estenose é muito acentuada, pode-se proceder à cirurgia de abertura das narinas para que o animal respire melhor. É importante que o seu cachorro seja examinado por um veterinário para perceber se é realmente disso que se trata ou se poderá haver algum outro problema.
Quanto aos xixis e cocós, os cachorros podem demorar mais ou menos tempo a aprender, mas é tudo uma questão de muita persistência e paciência. Deve congratulá-la sempre que ela faz no sítio correcto e ralhar quando faz errado. O tom de voz do ralhar deve ser muito mais possante e audível que o tom de voz do congratular para que o cachorro perceba bem as diferenças. Sim é verdade que os cães não fazem as necessidades no local onde dormem, salvo raras excepções de animais que viveram muito tempo em jaulas, como por exemplo nos canis.
Quanto a educá-la, o estímulo positivo é sempre fundamental, ou seja, pode utilizar biscoitos para ensiná-la a deitar, sentar, estar quieta, etc. Dá-lhe o biscoito como recompensa quando p cachorro executa correctamente os comandos. Em relação ao ladrar às 5 da manhã terá de ralhar convictamente. Há cães que mesmo assim continuam. A sugestão que lhe dou é colocá-la de castigo isolada ou mesmo comprar um açaime para lhe colocar se ela continuar a ladrar. Ela associa o ladrar ao açaime e vai começar ladrar menos. Não pode ter pena dea e retirá-lo de imediato. É preferível ser rígida 2 ou 3 vezes em pequena do que passar a vida toda a ralhar com ela. Muito boa sorte.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro Rodrigo:
A única forma de saber que estrutura é essa entre o cotovelo e a costela é através da sua punção ou biópsia. De outra forma, não consegue determinar se é realmente um tumor e, se for, que tipo de tumor é. Não existe propriamente um tumor típico para essa zona. Terá mesmo de fazer mais exames complementares de diagnóstico. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Rodrigo Baruki disse...

Obrigado pela orientação Doutora. Agora a pouco a grande bolsa do cotovelo se rompeu, e por um pequeno ferimento, começou a sair um líquido viscoso de cor clara , as vezes levemente amarelado. Uma segunda e terceira bolsa estão se formando. Uma abaixo do tórax e outra ao lado da que estourou. Já estão quase do tamanho de uma bola de tênis. Existe a possibilidade dessas bolsas se formarem em meio aos órgãos vitais do animal?
Nunca vi algo parecido. Já foram colhidas amostras para exame, mais aqui dura de 5 a 7 dias pra sair o resultado. Não me passaram nenhum medicamento específico. Será que ele corre perigo de morte? Posso te enviar algumas fotos? #Tenso

karen maia disse...

olá!
tenho uma gata de 10 meses q desde filhote tem dado problemas de saude. primeiro uma conjuntivite, depois a sarna de ouvido, junto com fungos q me afetaram tb. Ela sempre foi fragil, acordava com pesadelinhos de vez em quando. as vezes, na madrugada miava ate acordar a gente. Depois que entrou no cio decidimos castra-la pq cada cio causava baixa de sua imunidade e mais fungos apareciam mesmo depois de tratada. Apos o itraconazol oral ela nao apresentou mais fungos. essa semana foi feita uma cirurgia para castra-la. 1 semana antes fez a vacinação de tudo pq devido ao tratamento dos fungos e companhia, adiou-se baixar mais ainda a sua imunidade. Mas durante a cirurgia de castração o veterinario observou uma coleção purulenta ao abrir e pediu peprmissão para abrir toda a barriga pra ver o q estava aconecendo. tinha uma grande coleção purulenta e seu peritonio estava muito vascularizado, com caracteristicas clinicas de peritonite. seus orgoas internos aparentemente estavam normais, rosados. apresentava o baço edemaciado e um dos ovarios tambem inflamado. removeu-se o utero e ovarios, mandaram a coleção purulenta pro laboratorio de analise histopatologica em belo horizonte. Suspeitaram de PIF. Sinceramente. li alguns artigos e nao vi nada q falasse q a pif poderia causar pus na cavidade toracica. ela esta sendo medicada com antibiotico e aguarda os exames laboratoriais. Alguma sugestão ou luz de alguma doença mais amena q justificasse esse quadro? a gata passa um bom pos cirurgico. Ela sempre foi magrinha, não cresceu como adulta e no eco teve alterações tambem.
desde já agradeço qualquer tipo de ajuda

caninos&grandes disse...

Caro Rodrigo:
Agora resta esperar pelos resultados. Se se tratam de bolsas e não estruturas compactas e concretizadas até poderá ser um abcesso que terá resolução com antibiótico.Pode enviar fotos se quiser.
O risco de morte pode ser possível se por exemplo as bolsas se tratarem de abcessos e aparecerem no organismo do animal. Aí há o risco de o animal fazer uma sepsis, que poderá por em risco a vida dele. As melhoras e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Karen:
O PIF pode apresentar-se na forma exsudativa, com aumulação de líquido nas cavidades e na forma seca ou não exsudativa. Neste último caso podemos ter os chamados piogranulomas na cavidade abdominal, ou seja, são aglomerados delimitados com pús no seu interior. Se realmente o quadro que a sua gata é PIF ou não só as análises poderão dizer, mas sim é uma suspeita. Obviamente que também existem outros problemas que podem dar origem a peritonite, mas uma vez que ela fez análise histopatológica, resta-lhe aguardar. A sida felina bem como a leucemia felina são também doenças do foro infeccioso que podem conduzir a esse quadro. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

SIlvia disse...

Tenho uma cadela vira lata bem velha, uns 14 anos. Nunca foi a um veterinario sempre que tem algum problema eu mesmo que cuido, Agora apareceu com a orelha inchada, me informei que pode ser otite, otohematoma estou tratando com epiotic e natalene e tambem ja fiz 2puncao gostaria de saber se estou agindo corretamente. Caso contrario como devo proceder?

Vitoria Gaspar disse...

É quanto ao xixi antes mesmo de eu ser respondida ela começou a fazer no local certo, porém quando eu saio, ou não dou atenção a ela, ela torna a fazer no lugar errado e bem visível para eu ver.. sei que é uma forma de chamar a atenção, mas o que eu devo fazer? brigar ou ignorar?
Outra coisa que me preocupa nela é que ela tem uma bola no umbigo, como se ele estivesse inchado, minha mãe diz que pode ser problema na coluna, mas creio que não, porque ela é muito novinha, o que será?? To com medo!

Anónimo disse...

Olá, Minha cadela tinha uma ferida na cabeça que quando se passava a mão parecia umm caroço, e dois dias depois estourou e caiu o pelo, O que posso fazer por ela?

caninos&grandes disse...

Cara Silvia:
Qualquer animal deve ser acompanhado por um veterinário para um check up de rotina pelo menos uma vez por ano. Tendo ela 14 anos, mais uma razão para que seja vista periodicamente. Por muito que os donos os conheçam bem, existem problemas que surgem "silenciosamente" e que só diagnosticados precocemente poderão ter um bom prognóstico. Além disso determinados sintomas que para os donos podem ser pouco significantes, podem revelar algo mais para um clínico. Quanto à orelha, só sendo examinada é possível dizer se os procedimentos são correctos ou não. Seja otite, seja otohematoma, precisamos saber qual a causa por detrás destes problemas para melhor os tratarmos
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Vitoria:
Em relação aos xixis é preciso paciência...tente ignorar quando ela faz errado, a não ser que ela continue a fazer por largos meses fora do local correcto.
Em relação à bola no umbigo, parece ser compatível com uma hérnia umbilical. No entanto, o seu veterinário deve examiná-la. Se assim for, nada tem a ver com a coluna. As hérnias umbilicais não passam de descontinuidades na parede abdominal. Podem ser mais ou menos extensas e devem ser resolvidas cirurgicamente se o animal estiver incomodado ou se ficar algum orgão encarcerado no anel herniário. Esta última situação acontece quando as hérnias são relativamente grandes. Leve-a ao seu veterinário para que ele possa avaliar se se trata mesmo de uma hérnia ou se é algo mais complexo.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
A ferida na cabeça deve ser examinada. Por ser algo insignificante como algo mais grave. Devemos perceber se está infectada, se é uma estrutura concretizada, se tem algum corpo estranho no seu interior, etc. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Olá, eu tenho uma cadela Beagles de 5 anos, há dois meses ela cruzou com um beagle também. Apos isso suas mamas e sua barriga cresceu. Porém até hoje nenhum sinal dos filhotes nascerem, ela pode estar gravida psicologicamente? Além disso, ela não quer comer ração, já comprei vários tipos e marcas... a única coisa que ela come é pão, o que posso fazer para ela voltar a comer ração? Quando ela fica muito tempo sem comer fica tremendo, então fico com medo e dou o pão, mas não é saudavel essa dieta. Desde já agradeço. Bruna

caninos&grandes disse...

Cara Bruna:
A gravidez da cadela dura cerca de 2 meses. Se após esse período não há sinais de filhote e se tiver a certeza que ela estará grávida leve-a ao seu veterinário para que ele confirma ou não o diagnóstico de gestação. Se ela não estiver grávida é possível que esteja a fazer uma pseudo-gestação ou gravidez psicológica. Este tema já foi, inclusivamente, abordado no nosso blog na secção de reprodução http. Dois meses após o cio a cadela exibe os mesmos sinais de um cadela grávida com aumento do tamanho da glândula mamária com ou sem produção de leite, fabrico do próprio ninho e aumento do perímetro abdominal. Esta situação tem tendência a recidivar nos próximos cios.
Quanto à comida, terá de ser persistente e colocar-lhe a ração. Pode começar por misturar ração seca com húmida para tornar o prato mais palatável e ir reduzindo, progressivamente, a quantidade de comida húmida - alimentá-la a pão não é solução! Ela deve ter fome para comer a ração, sendo que isso, por vezes, implica deixá-los a olhar para a ração durante 2 ou 3 dias. Tem de ser mais teimosa que ela. Espero ter ajudado. Melhores cumprimentos,
Carla Pedroso

Felippe disse...

Ola,tenho um cachorro q estava com as patas inchadas e sangrando e levei ele na veterinaria e ela disse q o problema era causado por falta de imunidade, entao ela receitou um remedio e disse q quando a imunidade almentasse ele iria melhorar,acontece q mesmo com o tratamento correto nao melhorou.O pior e q meu outro cachorro q vivia lambendo a pata do outro tambem apresentou inchasso hje.sao dois vira latas e se alimentao direito.É mesmo oq a veterinaria disse ou terei q procurar a ajuda de outro profissional?

caninos&grandes disse...

Caro Felippe:
Se nota que o seu cachorro não melhora deve falar com o seu veterinário e deixá-lo a par do assunto para que ele possa orientar o tratamento da melhor forma possível. Se mesmo assim ele não melhorar pode sempre pedir uma 2ª opinião a outro colega, por forma a ver melhorias no seu cachorro. Não esqueça contudo que há problemas que podem ser morosos em termos de resolução. Claro que não lhe sei dizer do que se trata pois não o observei, nem sei que exames ele efectuou.
As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Carolina disse...

Olá Doutora;
Estou aqui novamente pedindo sua ajuda. Levei meu cachorro novamente no veterinário, o mesmo fez exame de raspagem de pele, peguei o resultado, que foi o seguinte:
AUSÊNCIA DE ÁCAROS.
PRESENÇA DE DERMATÓFITOS (RAROS).
O veterinário passou: Pelo e derme, crema 6A, neodexa e clorexiderm... Ontem foi o 2 banho que dei nele, o crema tem 2 dias que comecei a passar, nos ferimentos. Só tem uma problema, ele coça demais as áreas afetadas e acaba ferindo, ele faz isso pela madrugada, quando todos estão dormindo, amanhece uma coisa horrível, durante o dia eu fico de olho nele. Não sei mas o que fazer, você poderia me passar alguma injeção ou uma outra coisa para cicatrizar essas feridas ? Me ajuda, por favor... Agradeço desde já !

Vitória Gaspar disse...

Muito obrigada por tudo, minha filhotinha ta uma graça, as vees faz xixi no lugar errado, eu brigo e ela fica quetinha pois sabe que fez besteira, mas fora isso ta tudo ótimo e ela ta linda, levei a um veterinário, ele deu o mesmo diagnóstico que você, vou operar ela daqui uns meses, pra não me dar problemas futuros, espero que corra tudo bem e agredeço muito a sua ajuda.
TUDO DE BOM.. OBRIGADA MESMO!
Beijos!

bruna disse...

Olá ! Comprei a comida húmida e ela voltou a comer a ração. Agora não alimento-a mais com pão. Muito obrigada pela dica. Quanto a gestação, até dia 15 ela pode ter os filhotes, se isso não ocorrer, terei que levá-la ao veterinário. Obrigada, att.
Bruna

caninos&grandes disse...

Cara Carolina:
Para ele não se coçar pode colocar-lhe um colar isabelino, se as feridas forem na cabeça, ou pode mesmo vestir-lhe uma tshirt velha por forma a que ele não chegue às lesões com as patas.
Se mesmo assim ele se ferir deve falar com o seu veterinário, pois se ele não passou nenhum medicação para o prurido certamente foi por não achar adequado. Como deve perceber, não posso prescrever nada sem examinar o paciente. Devemos sempre colocar todos esses problemas na consulta, para que possamos dar o maior conforto ao nosso animal. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Boa tarde Dra. Carla.

Estou desconfiado que no prédio em que resido estão utilizando algum produto de limpeza no chão que faz mal aos cães.

Digo isto por que toda vez que passeio com o meu cachorro ele vomita e passa mal depois, e as vezes fica quietinho, igual quando fica doente, sei que tem algo errado por que fiz um teste, quando levo o tobby no colo nada acontece, quando ele anda no chão dentro do Condomínio ele passa mal, claro que, desde então só carrego ele no colo, mas, gostaria de tentar identificar que produto pode estar causando isto nele.

A Dra. saberia me informar que produtos de limpeza podem causar isto?

Quais que fazem mal aos cães? Sabendo disso vou tentar descobrir com os funcionários do Condomínio se é utilizado este produto e então vou pedir que utilizem outro tipo de produto para limpeza dos corredores.

Obrigado pela sua ajuda.
Sandro

Manu disse...

Boa tarde!
Tenho uma cadela golden retriever de 1 ano. Ela sempre foi muito ruim para comer. Desde os 6 meses. Ja troquei a ração dela, ja fiz exame de sangue, fezes e ate um USG abdominal e nada! Tudo normal. Mas o que relamente me preocupa ~e que ela tem emagrecido... ja perdeu 2kg em dois meses. mas ela brinca e corre normalmente. Come a raçao somente quando eu misturo algum petisco. Tenho acompanhado no veterinario. Ela tb tem tido infeccoes de ouvido recorrentes. hoje o veterinario pediu para eu trocar a racao dela para uma hipoalergenica, devido ao fato dela ter muitas feridinhas e devido as infeccoes de ouvido, pois ela acredita que são alergicas. Ela me falou tb que pode ser hipotireoidismo. Estou na duvida de mudar para essa raçao e tb preocupada pq minha cachorra ta magra... o que vc acha?
Obrigada!! To nessa luta ha meses!

caninos&grandes disse...

Caro Sandro:
Qualquer produto de limpeza pode causar reacção no animal se este for mais sensível. Os detergentes amoniacais são sempre um pouco mais agressivos. Contundo, até os detergentes florais podem dar reacção no animal. É muito importante que depois de passar o detergente, o chão seja lavado com um balde de água limpa sem qualquer detergente, para que alguns resíduos do mesmo possam sair. Assim garante que o seu cão não contacta com nenhum detergente. Espero ter ajudado.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Manu:
É muito importante que a sua cadela se habitue a comer a ração sem mais nada misturado. Deve insistir e deixar apenas a ração sem misturar mais nada. Ela pode passar um dia inteiro sem comer, ou mesmo dois mas quando tiver fome ela comerá. Precisa mesmo de não ceder e não colocar nada pois ela esperará sempre pelo "petisco". É preferível que ela passa no início uns dias sem comer do que passar toda a vida nessa luta. Quanto à perda de peso, é importante saber se mudou de ração, se mudou de marca para que justifique a perda de peso. As rações hipoalergénicas são óptimas para os problemas de pele recorrentes e muitas vezes muito palatáveis. Além disso têm uma digestibilidade excelente. Quanto ao hipotiroidismo, só uma análise permitirá detectar a doença...obviamente que não poderei dizer nada acerca do assunto sem examinar o animal, mas quanto à ração não tenha medo de mudar. Não pode é esquecer que a sua cadela não pode comer mais nada além da ração, nem mesmo biscoitos, pois estas dietas de dessensibilização funcionam se seguirmos à risca o recomendado pelo veterinário. Dar-lhe outros extras seria como se não lhe tivesse a dar esta dieta. As melhoras para ela e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

ana disse...

Olá!!!espero q vc ou alguém possa me ajudar, tenho um pastor alemão de 5 meses que esta com dor e fraqueza nas patas traseiras e vomitando diariamente a 1 mês.estou muito decepcionada com os veterinários aqui de Cariacica ES, 2 já ficaram com um bom dinheiro não resolveram o problema e querem mais pra poder achar o problema e curar. Eu não tenho mais de onde tirar mais dinheiro.Parece que é a única coisa que eles querem e realmente se importam: DINHEIRO. E agora? o q eu faço, tomou um remédio caro q de nada valeu... eram vitaminas.que será q ele tem?

Fábio disse...

Olá tenho uma husky de 12 anos, e eu percebi que ele não tem conseguido movimentar o pescoço para cima afim de olhar para o teto ou para o meu rosto, se movimenta de cabeça baixa e tem dificuldades de pega algo que esta um pouco acima de seu focinho. gostaria de saber oque poderia ser.

Marcus disse...

Ola,

Tenho um dog alemão de 12 anos, ele vem perdendo as forças nas patas traseiras, dificultando a locoloção e o processo de sentar e levantar. O Veterinario dele disse que ele tem a sindrome da cauda equina, porem não apresentou nenhum tratamento, estou fazendo nele acumpuntura, gostaria de saber se nesta idade pode-se fazer a cirurgia e se com a cirurgia ele voltaria a andar, pois os exames mostram que tem uma sude de ferro, somente esta cindrome que esta o prejudicando. Existe outro tipo de tratamento eficaz para esta sindrome da cauda equina? Qual o mais eficaz?
Agradeço a ajuda, não sei mais o que fazer, não quero que meu companheiro sofra depois de velhinho.

Millah disse...

Boa noite.

Meu cachorro (vira-lata) foi atacado por dois cães maiores, ele teve ferimentos no pescoço, barriga e orelhas. Ele está com um "inchaço" logo a baixo do pescoço, no peito e na barriga.
Quando ele se deita e/ou aperta a area sai um liquido rosado que parece um sangue "aguado" gostaria de saber qual é o problema e o que fazer, se possível.

Dês de já agradeço.

Camila de Melo

neia disse...

oi ana
me chamo edineia e tenho um bulldog ingles de 4 meses
ha mais ou menos 1 mes começou a aparecer umas feridinhas vermelhas na pele dele
e levei á um dermatologista canino e ele soh sabe dizer q ha a possibilidade de ser sarna dermodecica
mas, me manda pra casa com o seguinte trtamento: 15 dias tomando cefalexina 500mg de 12 em 12 horas
a partir do quarto dia de tratamento ele apresenta grande melhora e até o final do tratamento jah esta sem nenhuma ferida. mas, uns 3 ou 4 dias sem o antibiotico volta a dar feridas.
pelo q pesquisei na net pode ser uma bacteria q esta causando dermatite ou alergia
gostaria de saber o q vc acha q eh?
eu descartei a possibilidade de alergia o ambiente q ele estava no canil eh praticamente o mesmo da minha casa
aguardo anciosa sua resposta
obrigada

caninos&grandes disse...

Cara Ana:
Por vezes são necessários vários exames complementares para que se possa chegar a um diagnóstico. Entre eles temos análises ao sangue, radiografias e ecografias. Essa fraqueza nos posteriores está relacionada com o estado debilitado do seu cão?? Ou será um problema ortopédico? É importante que ele faça um exame neurológico completo para perceber se está com algum problema nas patas ou mesmo na coluna, uma vez que é uma raça predisposta a tal. Quanto ao vómito - coincidiu com a toma de algum medicamento? Ele está desparasitado internamente contra vermes intestinais? O que é que ele come habitualmente? Já fez alguma medicação anti-vomitiva? Como vê há uma série de informações que são importantes para perceber o que o animal tem e só com essas informações e por vezes alguns exames conseguimos perceber qual o problema. Se me puder dar mais informação agradeço. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro Fábio:
O seu husky pode estar com dor na zona cervical, ou seja, no pescoço. É importante levá-lo a um veterinário para que seja examinado e, se necessário, fazer alguns exames. Essa dor pode ser provocada por algum problema ósseo a nível das vértebras, por algum problema muscular ou mesmo por alguma infecção a nível do canal medular. Leve-o o quanto antes e é fundamental que faça repouso e evite usar coleiras que puxem muito o pescoço. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro Marcus:
O síndrome da cauda equina, como deve saber, consiste num estreitamento a nível lombossagrado. Nos casos menos graves, opta-se por fazer repouso durante semanas e no uso de medicação anti-inflamatória e analgésica para retirar a dor. O repouso é fundamental. A acunpuntura é um bom complemento nestas situações. Nos casos mais graves, e isso só o médico que o acompanha poderá dizer se é esse o caso, a cirurgia é uma boa opção. Nestes casos, o uso de anti-inflamatórios e analgésicos é também essencial. Quanto ao prognóstico, varia conforme a gravidade do caso. Pode obter mais informação no artigo já publicado aqui no blog http://www.caninosegrandes08.blogspot.com/search/label/Ortopedia
Espero ter ajudado. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Camilla:
Se ele foi mordido, essas feridas devem ser lavadas e desinfectadas. Quando são áreas muito extensas é mesmo necessário colocar drenos, pois as dentadas de outros animais, facilmente infectam. Esse líquido ensaguentado que vê sair é normal, pois com a dentada a pele separa-se do tecido adjacente e criam-se espaços vazios com acumulação de líquido e pus. Ele deverá ser medicado com antibiótico e anti-inflamatórios. Deve levá-lo ao seu veterinário.
As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Edineia:
Antes de mais por lapso confundiu o meu nome. :)
Os problemas de pele são muito frequente no bulldog. Quanto a ser alergia ou sarna, só mesmo examinando-o. Ele fez raspagem de pele? De qualquer maneira podemos sempre colocar um produto que mate os ácaros demodex sem causar danos na pele do animal. è muito importante que ele faça também banhos com champôs à base de clorhexidina que é um anti-septico da pele. Os banhos são a melhor forma de tratamos os problemas de pele. Fale com o seu veterinário, diga-lhe que ele não está a melhorar - só assim encontraram a melhor solução para o problema. Quanto às alergias, elas podem-se manifestar em qualquer idade. É importante reparar bem no ambiente em que ele vive - existem muitas plantas? faz prevenção de pulgas? como é a cama dele? Tudo isso são factores que, a um animal de pele sensível, pode causar grandes danos.
Espero ter ajudado. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Oi me chamo Ricardo,tenho um cocker com 10 anos de idade e hoje cedo,de repente ,ele apareceu com uma das patinhas traseiras mancando.É como se ele tivesse algo fincado nela,pois parece sentir dor.Ele tenta deitar,mas não fica nem 10 segundos quieto,como se tivesse com algo na pata,porém quando vou olhar,parece que não há nada nela.
Grato

neia disse...

desculpe-me por ter confudido seu nome ^^
olha o meu vet fez raspagem de pele mas nao constatou nenhum acaro
mas ele continua a incinuar a dita sarna.
ele nao receitou nenhum xampoo. na primeira vez q atacou eu dei banho com cetoconazol
mas agora ele nao mandou tratar com banhos
eu comecei a tratar com antibiotico pela segunda vez dia 17/02 e parei dia 27/02 q foi nessa segunda feira
hoje dia 29/02 ele jah esta apresentando as feridas novamente.
obrigada por sua atençao
ATT. Edineia

Jeanne disse...

Olá. Tenho um pastor suiço e recentemente reparei que as duas orelhas dele estão bem vermelhas. Não há inchaço ou secreção mas na limpeza saiu uma quantidade de cera maior do que o normal. É como se o pavilhão estivesse "ressecado", aí o cachorro coça e piora. Não sei se está lincado ao fato de eu ter limpado o local com gaze e alcool há 2 semanas ou se pode ser algum tipo de otite. Cuido dele com um cuidado enorme e estou receosa de ter feito besteira. Me ajudem!!

Anónimo disse...

Eu tenho um virata de 3 mês, ele ta nascendo uns tumores na barriga e na região da boca parecido com um furunco que nasce nos seres humanos. o que deve fazer?

janey disse...

Boa tarde
Tenho uma coker spaniel de 9 meses de idade e note que ela estava com a pelagem da boca caindo e um caroço no queixo vermelho leve para o veterinario e ele fez um exame e apresentou fungos no grau +++ ele passou cetoconazol oral e cetoconazol xampu tem uma semana que estou usando mais não note nenhuma diminuição do caroço que deve fazer.

Anónimo disse...

Boa tarde,o meu nome é mariana.O meu gato tem cerca de 9 meses e ontem começou com bastantes vómitos e o queixo ficou todo inchado parecia uma bola, mais tarde o inchaço do queixo desapareceu e apareceu numa das patas da frente e agora desapareceu da pata da frente e a pata traseira do mesmo lado está toda inchada. O que poderá ser?

Daniele disse...

Cara Dra, espero que possa me orientar, a poucos dias minha vizinha recolheu uma gatinha da rua de aproximadamente 3 meses, só que ela não têm condições financeiras de custear veterinário o que eu não acho legal pois devemos ter posse responsável e não apenas agir pelo coração. Dois dias depois que ela pegou a gatinha ela apresentou vômitos em grande quantidade, inapetência, perda de peso e do dentes, quatro dias depois sem procurar assistência veterinária a gatinha piorou e ela me chamou, quando eu a vi entrei em desespero ela estava com um edema grande no maxilar e uma lesão profunda na garganta, totalmente anoréxica e apática. Minha vizinha pediu para que eu a jogasse na rua já que ela não tinha coragem e nem dinheiro, então me dispus a levar a gata no vet o problema é que ela não quer mais o animal e eu estou com medo pois já tenho uma gata bem cuidada e vacinada. Será que o que ela têm é transmissível para outros gatos? o que será que é? Hoje é domingo e veterinário aqui não tem, só amanhã, me ajude por favor. Obrigada

caninos&grandes disse...

Caro Ricardo:
O seu cocker pode de facto ter algo espetado na pata mesmo que não consiga ver. Deve levá-lo ao seu veterinário para que ele seja examinado e medicado adequadamente. Tanto poderá ser algo espetado como algum problema articular mas isso só será possível diagnosticar depois de um exame clínico. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Edineia: Pode sempre dar um banho com um champô à base de clorhexidina que é um anti-séptico da pele, independentemente de ser sarna ou não. Tente dar 2 banhos por semana durante 1 mês. Vá dando notícias. As melhoras.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Jeanne:
O seu cão deve ser examinado para verificar se é uma otite ou não. A otite pode ser de origem bacteriana, fúngica ou provocada por um corpo estranho por exemplo. Não me parece que a sua limpeza tenha sido incorrecta - não tem problema limparmos com uma gaze humedecida com álcool. Ele pode simplesmente ter apanhado uma otite. Leve-o ao seu veterinário para que ele possa ser medicado. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Em relação aos tumores na boca e na barriga deve levá-lo de imediato ao seu veterinário para que se possa perceber o que se passa. Vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

cara Janey:
Deve seguir o tratamento do seu veterinário à risca. Por vezes os fungos exigem um tratamento longo e persistente e só vemos resultados ao fim de algum tempo. Se nota que o seu cachorro não está bem leve-o ao seu veterinário para que seja reavaliado. Mas por vezes os tratamentos são mesmo assim morosos. Vá dando notícias. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Mariana:
O seu gato terá de ser observado e submetido a alguns exames para que se possa perceber o que se passa. O inchaço desaparece de imediato? Ou dura alguns dias? E quando aparece noutro sítio tem um aspecto semelhante? Consegue-me dar mais alguma informação dele? As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Daniele:
Deverá levar essa gata assim que possível ao seu veterinário e deverá mantê-la afastada do seu gato. Essa gatinha deverá ser testada para as doenças infecciosas dos gatos como o FIV e o FeLV para nos certificarmos que não é portadora. Essas doenças só são transmissíveis entre gatos, daí recomendar-lhe que não os juntos. Além do mais não está vacinada e deve estar parasitada. Ela de facto poderá ter alguma dessas doenças mas só as análises o dirão. Se tiver tudo bem, a deverá ser medicada para os problemas na boca. Por vezes basta sentirem dor na boca para não comerem e entrarem num estado de anorexia extrema. Espero ter ajudado e boa sorte com a gatinha. Vá dando notícias. As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Olá! Há alguns meses o meu cachorro teve uma crise muito forte de cinomose, levei ao veterinária, ela receitou vários remédios incluindo antibiótico e outros, praticamente todos injeção subcutâneos. Foram mais ou menos 10 dias de muito esforço para mantê-lo vivo, pois ele ficou 4 dias sem comer e beber nada, e quando eu forçava que ele bebesse água ele logo vomitava...mas graças a Deus ele melhorou, porém observei a alguns dias atrás, bem no local onde foram feitas algumas injeções(foram muitas nas laterais, desde a pata da frente até a traseira), surgiu um caroço e aumentou de tamanho, um caroço meio mole por baixo do couro.
O que pode ser?Aguardo!
Obrigado!
Robison/ RS

Amandita disse...

Bom dia!
Pesquisando na internet sobre o que meu cachorro tem encontrei seu blog, gostaria de esclarecer uma dúvida.
Tenho um filhote de Labrador de 2 meses, quando comprei ele ja chegou com diarréia a veterinária informou que era adaptação e que logo melhoraria, foi piorando e aos poucos ele foi diminuindo na comida e se isolando,começou sair catarro do "nariz" dele e a dirréia saiu um pouquinho de sangue, mas com um a mal cheiro horrível, levamos em outro veterinário e foi detectado infecção pulmonar, estamos tratando com vários remédios, como soro, antibiótico e vitamina, porém mesmo a diarréia tendoparado ele continua com o catarro e sem muito apetite, temos que misturar a ração "royal" com alguma coisa pra comer, ou fazer tipo de uma papinha, continua dormindo muito e agora começou com uma tosse, como se estivesse com o peito cheio.. não sei mais o que fazer...
Muito obrigada por ajudar, seu blog é muito bom! Parabéns!

Kah Sann disse...

Bom dia, Drª Carla
Minha cadelinha de 6 meses está muito estranha.Ela não levanta mais, só dorme e não come.Ela deu uma melhorada depois de uns 6dias e voltou a ficar enjoadinha.Só que agora ela tambem esta com tremores e a barriga doendo(ela geme) fazendo uns barulhos estranhos,mas não apresenta diarréia.Já tive um outro cao que faleceu com cinomose.O que a Winnie,minha cadelinha,pode ter? anne.

Anónimo disse...

Olá,tudo bem?
Estava navegando e encontrei o teu blog por acaso e amei!Sou Brasileira mas independente disso gostaria imensamente da sua opiniao!Tenho um Chow Chow de 5 anos que desde os 2 apresenta episódios vômicos de caráter bilioso...As vezes vomita também a comida ingerida praticamente intacta... Também defecava pastoso e amarelo...Porém esse quadro nao era constante,ficava dias compensado e dias ruins,tipo assim,hoje está normal mas amanha já apresentava esses sintomas...A nossa jornada ao veterinário é exaustiva e desanimadora.Aventaram a possibilidade,primeiramente,dele ter desvio porto-sistêmico e desde entao ele foi tratado para essa comorbidade...Nos exames laboratoriais encontraram parece-me que tgo/ou tgp alterado(nada exorbitante) e no USG abdominal o baço aumentado...Fecharam o diagnostico...raçao hepatic da royal canin e xantinon qdo necessário...acreditei que era isso que ele teria e mesmo os sintomas clínicos dele nao terem desaparecido continuei tratando dele assim...Foi qdo ele descompessou ,ficou um dia inteiro vomitando bile e apático,sem comer nada...Levei-o novamente na veterinária e ela disse que poderia ser um quadro de colangite e o medicou...ele realizou alguns exames de funcao hepatica,bilirrubinas,funcao renal,proteinas,hemograma completo,etc.resumindo a novela ele nao teve alteracao Hepática alguma,nem renal,o hemograma praticamente normal,e as bilirrubinas Normais!A conteceu algo estranho que foi a bilirrubina conjugada baixa!Ela disse ser estranho esses exames no sentido de nada ter de correlato com a clínica!Nunca conseguiu-se pegar o Shunt pelo USG abdominal também,apesar de que isso a gente sabe que nem sempre da pra encontrar pq nao é específico pra isso...Enfim,ela está dizendo que ele pode ter como doenca de base o desvio ou hipoplasia da veia porta e que deve ter também uma doença que chama sindrome do vomito bilioso...esta tomando SAME(s-adenosil-metionina),Sucralfat e ranitidina.Gostaria de saber se uma ressonancia magnética ou Tc poderia nos guiar nesse diagnóstico ?Sei que teria que ser sedado...esse está sendo um problema imenso já que nao sabemos o q ele tem...como poderíamo proceder?Qto a endoscopia aqui no interior so tem por laparotomia e eu nao confio!Imagina tadinho,é um verdadeiro retrocesso!Obrigada pela atençao!desculpe estar anonimo pois nao entendi como colocar nome etc...Meu nome é Maria Silvia e meu email é : lusyy13@yahoo.com.br .beijos!

caninos&grandes disse...

Caro Robison:
O que descreve pode ser perfeitamente um nódulo inflamatório decorrente das várias injecções que o seu cachorro levou. Se se tratar realmente de um nódulo inflamatório, acabará por desaparecer. De qualquer modo, deve consultar o seu veterinário para perceber do que se trata.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Amandita:
Sendo um labrador tão novo é muito importante que ele siga um tratamento rigoroso, que por vezes exige mesmo internamento do animal. Se nota que o estado dele não melhora deve consultar o seu veterinário e expôr-lhe a situação pois ele não pode deixar de comer. As infecções pulmonares podem ser de origem bacteriana, viral ou fúngica. É fundamental percebermos qual a sua origem para que a possamos atacar do melhor modo possível. Se ele não vomita deve forçar a sua alimentação para que o seu estado não piore. Ele chegou a estar internado? Fez exames complementares? Aguardo por mais informações. Obrigada.
As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Anne:
Deve levar a sua Winnie ao veterinário. Esse gemer que descreve pode ser simplesmente cólicas mesmo não tendo diarreia. De qualquer modo, ela não pode ficar sem comer durante tanto tempo. Devemos perceber se se tratará de algo mais grave ou não e isso só é possível através da consulta.
As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Maria Silva:
O seu chow chow já tem um historial clínico bem longo. Indo por partes temos que descartar que não há nenhuma deformação anatómica como o shunt. Para isso a ecografia com doppler é suficiente para o detectar. De qualquer maneira se isso não é possível no caso do seu chow chow poderá sempre fazer uma ressonância. Se tudo estiver bem a nível anatómico então devemos procurar outras causas sejam elas hepáticas ou não. Existem inúmeras doenças que podem dar alteração hepática e que não estão necessariamente relacionadas somente com o figado. Entre elas temos por exemplo a febre de carraça e a leishmaniose. Se tudo o resto estiver bem e se de facto acharmos que é uma doença hepática primária deveremos fazer uma biópsia para que possamos concluir qual o problema e seguir para o melhor tratamento. Vá-me dando notícias dele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

Olá,tenho uma vira-lata de 14 anos.
Toda vez que passo remédio para retirar carrapatos,ela tem convulções,o que devo fazer já que está enfestada de carrapatos novamente.

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Se a sua cadela tem convulsões sempre que lhe coloca um desparasitante contra carraças deve tentar usar um outro produto com outro princípio activo para eliminar as carraças. Mesmo que seja de outra marca, certifique-se que é outro princípio activo.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Cila disse...

Oi boa noite meu nome e Priscilla.Tenho uma basset de mais ou menos 3 a 4 meses resgatei de uma dona a maltratava. estava desnutrida e com pele muito rium parecia uma micose levei na veterinaria que receitou dermatocen, itl25,mectmax de 5mg e sabonete tiuran.sua pele esta muito boa.mas a ponta do rabo nao sarou esta escamando e sem pelos e como e abana mtu o rabinho anda saindo muito sangue ando passando unguento para cicatrizar mas nao sara pois ela bate com rabo e machuca denovo. estou mtu preocupada pois nada resolve e qd chego em casa ela tah toda suja de sangue e resmunga mtu e fica lambendo. me ajuda.

caninos&grandes disse...

Cara Priscilla:
Provavelmente a cauda não sara porque ela está continuamente a ser traumatizada. Para evitar que isso aconteça a cauda deve estar protegida com um penso bem robusto e almofadado. Esse penso deve ser mudado dia sim dia não ou mesmo diariamente. Quando mudar o penso deve lavar a ferida e aplicar o unguento. Deve também colocar-lhe um funil para que a basset não a lamba. Espero ter ajudado.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Anónimo disse...

sou propietaria du cachorro chamado bidu ele e velho esta com poblema de coração e reinal não esta comendo esta muito fraco esta dando machocado pelo corpo ja levei ão veterinario mas não esta tendo jeito ja gastei muitoesta com muita enimia esta assim dando choque no corpo muito fraco não sei o q faço mais se vc podi me ajuda por favor não sei mais oq fazer estou muito triste pq meu amigo

neia disse...

Ola
Tudo bem?
Meu bulldog ingles tem 5 meses e esta com displasia coxofemural de grau 2 nas duas pernas
Ele se arrasta para levantar
Tem muita dificuldade para o mesmo
Se brinca muito com sua amiguinha bulldog Campeira jah sente bastante dor
Ele parece que fica ''entrevado'' em vez de mexer as pernas para andar ele vai meio que rebolando
Anda meio duro
Vemos que sente dor
Meu veterinario deu duas opções: Fazer tratamento o resto da vida; ou Fazer a remoção da cabeça do femur.
Mas, muita gente me falou que com a remoção da cabeça do femur, com o tempo a dor volta.
O que você como Medica Veterinaria me diz?
Estou desesperada
Corta o coração ve-lo assim
O temos como um filho e queremos o melhor para ele
Estou no aguardo por sua ajuda
Desde já agradeço.
ATT. Edineia

ebasaglia disse...

Olá, tenho um teckel que está sofrendo de saculite anal. Como o Panolog não adiantou, a instrução veterinária foi tratá-lo com Alcart 5Mg por 1 semana e Afex 500Mg 1/2 comp. por 10 dias. Me preocupa o tratamento com cortisona, pelos efeitos colaterais e também pq ele sofreu com um problema de coluna ano passado e hoje toma Osteocart. Posso ficar tranquilo em relação a esse tratamento? Obrigado!

caninos&grandes disse...

Cara leitora:
Relativamente ao Bidu gostaria de saber se ele faz alguma medicação para os rins e para o coração. Se ele tem problemas a esse nível deve fazer alguma medicação para evitar a progressão da doença. Se o vê muito fraco deve mesmo levá-lo ao veterinário. Só lá o podem ajudar. Ele deveria fazer alguns exames e eventualmente ficar internado a soro. Ele já fez exames? Dê-me mais informação.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Edineia:
Se o seu cachorro tão novo já tem esse tipo de sintomatologia provavelmente só uma cirurgia ajudará no caso dele, pois terá tendência a agravar com a idade. Quanto ao tipo de cirurgia, obviamente que não lhe poderei dizer se a remoção da cabeça do femur será ou não a melhor opção. Para isso seria necessário ver as radiografias e examinar o animal. Tente consultar um especialista em ortopedia aí na sua zona e ouça várias opiniões para que a possam esclarecer. Cada caso é único e só senso avaliado poderemos tomar a melhor opção para o animal. Hoje em dia existem diversas técnicas para resolver a displasia de anca, dependendo do grau, da idade do animal, do seu peso, etc.
As melhoras para ele e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Se o seu veterinário prescreveu uma nova medicação para o seu teckel com saculite anal certamente que teve em conta todos os efeitos secundários que essa medicação poderia ter no seu animal. Neste caso, como o tratamento tópico não funcionou o colega veterinário preferiu que ele fizesse medicação oral. Sem o examinar não lhe poderei dizer se será ou não o mais adequado. A minha sugestão é colocar essas dúvidas ao seu veterinário, pois só ele melhor que ninguém, poderá esclarecê-las, uma vez que acompanha esse caso.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

neia disse...

o grau da diplasia do meu bulldog ingles eh grau II
ele esta com 6 meses e 25 kg
estou tentando faze-lo perder peso
estou usando a raçao royal canin para bulldog ingles msm
ele foi examinado por um ortopedista e foi visto q esta com forte luxaçao
pediram para ver se conseguimos fazer a cirurgia o mais rapido possivel
obrigada
ATT edineia

caninos&grandes disse...

Cara Edineia:
Deve falar com o seu veterinário, expôr-lhe todas as duvidas que tiver para tomar a melhor opção para o seu bulldg. O peso é fundamental neste tipo de cirurgia...ele não poderá engordar de forma alguma. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Meire disse...

Ola boa noite, eu comprei uma filhote de Shit shu que completará 90 dias amanhã, eu a comprei emum petshop no ultimo dia sete (segunda feira), quando fui busca-la no final da tarde o dono do pet me entregou a Valentina e me disse que ela havia vomitado, mas, que poderia ser sintomas da vacina v8 (segunda dose) que ela tomou na segunda. Quando chegamos em casa ela percorreu todos os cômodos do meu apartamento fez o reconhecimento do território, bebeu água mas não quis a ração que eu servi, (premier) a mesma que o dono do pet me disse que ela estava acostumada.Ontem ela acordou e também não quis a ração, mas tomou água, fez coco mole, xixi amarelo escuro, mas estava ativa e feliz fazendo festa a todos que acordavam na casa, fui trabalhar e ao meio dia voltei pro almoço e servi ração novamente e ela não comeu, liguei no pet e o veterinário me mandou levar ela la, me receitou um antibiótico a base de amoxicilina e clavulanato pois o narizinho estava com secreção, e tylenol, mas a temperatura dela estava voa 38.3, e me disse pra fazer uma papa coma ração e servir a ela ai ela comeu 14h30 e foi medicada. As 15h30 minha filha me ligou que ela havia vomitado levei no veterinário do pet novamente ele fez uma injeção de plasil nela, até então minha cachorrinha estava ativa, quando chegamos em casa ela ficou prostradinha após a uns 40 minutos ela tentou se levantar e começou a cambalear parecia que ia desmaiar e vomitou dinovo 2x em seguida, corri pro veterinário que a internou, hoje ele me disse que ela esta com giardia e um foco de infecção e que piorou muito, mas eles não me dão informações precisas e se negou a me entregar o resultado do exame de sangue dela, será que o diagnostico esta correto? devo leva-la a outro profissional? me ajude por favor. Meirelene

MILICA disse...

Ola
Primeiramente gostaria de lhe dar os parabéns pelo blog.
A 2 semanas, ganhei um filhote de pastor manto negro. fêmea.Ela tem 7 meses,e o dono iria sacrifica-la, pois ele é criador da raça,e quando o cão tinha 2 meses,foi mordida por outra fêmea pela orelha.
A orelha esquerda não levanta por conta disto.
levei-a ao veterinário e o mesmo está aplicando injeções de cálcio,e também imobilizou a orelha.Porém , não garantiu resultado no tratamento.
Gostaria de saber se há cirurgia para o caso,pois não é só o fator estético do animal,ela está inclinando a cabeça para baixo.acho que não consegue ouvir direito por que a orelha é caída.
obrigada

MARY

Anónimo disse...

Olá meu cachorro tem 6 anos e á uns meses atras começou cair o pelo de uma pequena regiao da coxa bem em cima da junta dele primeiro ficou descascando a pele parecendo caspa entao ele coçava agora ta muito vermelho e inchado as vezes sai secresao as patas dele ta a mesma coisa perece calos,ele nao deixa nem tocar gostaria de saber o que é e o que dou pra ele.

Unknown disse...

Olá, tenho uma casal de Dogue Alemão e castrei os dois pois o macho estava ficando muito bravo. A recuperação foi muito boa para ambos, porem depois de um tempo observei que a cadela começou a mancar e tem piorado cada vez mais, parece que ela sente muita dor pois nao fica em pé muito tempo deitando-se ou sentando no colo dos donos, o que eu faço????

caninos&grandes disse...

Cara Meirelene:
A sua cadela precisa mesmo de estar internada independentemente de ser giardia ou outra patologia. O facto de ela vomitar e não comer é suficiente para que ela fique muito prostrada e fraca pois os cachorros ainda têm poucas defesas e facilmente ficam debilitados.
Quanto aos exames que ela fez, tem todo o direito dos requisitar pois são seus. Fale com o seu veterinário e exponha-lhe as suas dúvidas. Certamente ficará mais esclarecida. Vá dando notícias.
As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Milica:
Antes de mais muito obrigada pelas suas palavras. Quanto à orelha, é importante perceber se ela não levanta porque existe alguma lesão na cartilagem, se os músculos que a sustêm não têm força para o fazer ou se existe alguma lesão a nível neurologico. Disse-me que ela inclina a cabeça para um lado - isso normalmente não acontece quando a orelha está simplesmente "partida". Podemos realmente ter alguma lesão a nível dos nervos cranianos devido à dentada, daí ela inclinar a cabeça. Isto excluindo obviamente que haja alguma otite. É importante efectuar um bom exame neurológico para descartar todas estas possibilidades. Uma orelha caída não faz com que o seu cão ouça pior.
As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Deve levar o seu cachorro ao seu veterinário para que ele possa ser examinado e diagnosticado. Por vezes, os problemas que nos parecem ser de pele, podem significar algo mais grave, daí ser fundamental ser examinado por um veterinário. Essa dor que ele sente pode significar uma infecção a nível da pele. É fundamental tratá-la o qunato antes para que não alastre.
As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
Deve levar a sua Dogue Alemão de imediato ao seu veterinário. Ela necessita de ser examinada e radiografada, para descartar eventuais displasias ou problemas a nível de coluna. Deve fazer-lhe o máximo de repouso possível para que o problema não piore.
Vá dando notícias.
As melhoras para ela.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

gabriella disse...

Olá, meu nome é gabi e eu sou dona de um mestiço de pitbull com um ano e meio, ele chegou aqui em casa já grande e ainda não tivemos tempo de fazer um check up nele... Mas eu tenho reparado que ele tem a respiração ofegante, tem muita remela, se lambe muito e quando tá dormindo parece convulsionar as vezes...Não sei se devo levá-lo ao vet porque não parece muita coisa e como eu perdi um cão com cinomose recentemente eu acho que pode ser só coisa da minha cabeça... pode me ajudar e me dizer se é algo pra se precupar ou se é comum ? obrigada.

caninos&grandes disse...

Cara Gabriella:
Se acha que há algo de diferente nele, o melhor é levá-lo ao veterinário para que este lhe possa fazer um check up e assim ficar descansada. Se estiver tudo bem, melhor ainda. Pode não ser nada de especial mas não há forma de eu lhe dizer sem o ver.
Cumprimentos e boa sorte com ele,
Carla Pedroso

elisa coelho disse...

Crio um pastor alemão que tem em media 10 anos de idade, desde que assumi seus cuidados há dois anos percebi que possui uma pata traseira inchada em relação a sua correspondente. esta semana observei que ele evitava apoia-la no chao.O veterinario disse que se tratava de um machucado e prescreveu meloxican 7,5mg em 5 comprimidos e interromper caso apresente vomitos. Ao tomar o segundo comprimido percebi na mesma pata traseira uma erupçao avermelhada humida e serosa. Ele continua se alimentando bem e aparentemente está normal. Qual a hipotese diagnóstica? Aguardo resposta ansiosa.

caninos&grandes disse...

Cara Elisa:
Essa erupção serosa e avermelhada na pata pode ser um abcesso por um corpo estranho que ele tenha espetado nesse membro, pode ser uma alergia ou outra coisa qualquer. Ele terá de ser observado minuciosamente nesse membro, eventualmente ser radiografado para se perceber se ele se magoou ou se espetou algo ou se será outro tipo de lesão. Se vê que ele não está melhor com a prescrição do colega deve falar com ele para que o melhor possa ser feito pelo seu cão.
As melhoras para ele
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Sarah disse...

Tenho uma poodle de 12anos ela está com um peito muito inchado,e costuma ficar em dilatar-se em tamanhos que se assemelham até de um limão, e quando toca nele dá pra sentir como se tivesse alguma coisa se movendo dentro do peito.Ela é vermifugada constantemente.Gostaria de saber o que poderia ocasionar o inchaço tão grande no peito dela,se seria alguma doença ou apenas psicológico visto que quanto mais agitado é o dia dela maior ele fica.
Aguardo ansiosamente resposta.

caninos&grandes disse...

Cara Sarah:
Esse inchaço que descreve é na glândula mamária? Ela está esterilizada? Será uma gravidez psicológica? É importante que ela seja vista por um veterinário para que possa ser feito um diagnóstico acerca desse inchaço.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Daiane Daine disse...

Olá, tenho um "vira-lata" que amo de montão, já tem um tempo apareceram uma espécie de caspa na ponta de suas orelhas que ele coça muito a ponto de ferir, há uns meses tratei ele com antibióticos e vitaminas pois em exame apareceram as plaquetas baixas e estava muito magro e com pelo caindo ele engordou novamente e o pleo diminuiu a queda, mas ainda cai e suas orelhinhas estão da forma que disse. Tem alguma ideia do que pode se tratar?

Desde já obrigada pela atenção...

caninos&grandes disse...

Cara Daiane:
Sabe que antibióticos o seu cão tomou? Se ele teve uma febre de carraça por exemplo, poderia ter as plaquetas baixas e reagir muito bem com a medicação e poderia ter a falta de pêlo nas orelhas. Normalmente a falta de pêlo na ponta das orelhas com sintomas de outro género (perda de peso, anemias, alterações plaquetárias, etc) pode estar associado a vasculites periféricas, ou seja, existe uma alteração a nível dos vasos sanguíneos dessas zonas. Obviamente que só se pode afirmar isso observando o animal. Sugiro que fale com o seu veterinário habitual, eventualmente ele deverá fazer mais alguns exames para poder determinar o que ele tem exactamente.
As melhoras para ele e espero ter ajudado.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

nih disse...

olá Dr. Carla, primeiramente quero parabeniza la pelo seu blog,e pedir que me desse uma orientação sobre o que fazer. Tenho uma gata com 15 anos, castrada a uns 11 anos.Tempo depois ela teve problemas renais, tratei com flotril e muito cha hj ela só come um tipo de ração,e mais nada (comida, leite ou carnes)ha um ano ela esta com um nódulo na mama, sai uma "água" não tem cheiro e nem coloração, e agora também apareceu mais nódulos e parece uns nervos bem grossos na barriguinha dela. aparentemente ela não sente dor. e de uns dias para cá ela esta como de estivesse resfriada, nariz trancado, espirrando, tossindo,não tem se alimentado bem,faço mingau com a ração mas nao adianta muito. Aqui não tenho veterinário de confiança, cada um diz uma coisa. Estou lendo sobre muitos assuntos. Peço por gentileza uma orientação, ela é minha filhinha, amo demais,e nao quero que fique sofrendo.Muito obrigada

caninos&grandes disse...

Cara Nih:
É fundamental que leve a sua gata a um veterinário onde lhe façam alguns exames, nomeadamente análises ao sangue e raio-x. Os nódulos que descreve na barriga podem de facto estar relacionados com a glândula mamária e é fundamental que ela seja observada. Existem processos tumorais que podem ser muito agressivos para a saúde dela e é fundamental que se faça um diagnóstico o quanto antes. Quanto à tosse, ela precisa fazer um raiox de tórax para vermos se não há estruturais anormais (tumorais), sinais de inflamação ou mesmo alguma infecção. Não a deixe muito tempo sem ser vista. Vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Dani disse...

Ola dra Carla.
Eu tenho um Shitzu (5 anos e meio) e estou com um problema sem solução. A mais ou menos 9 meses venho tratando a patinha dele. Ele fica com uma bolhinha (calo de sangue - sem pus), que em poucos dias estoura. Eu trato, limpo, dou remédio (já fui em 5 vets diferentes) e depois aparece de novo. Mesmo processo: uma bolhinha de sangue entre os dedos (sempre no mesmo lugar), depois de alguns dias estoura. Já tentei corticoides, antinflamatórios, antibióticos variados. Ele fica com o colar o tempo todo. E eu acho que piora quando saio para passear com ele. 'Vc já viu algo parecido, para me dar uma luz. obg

Malu disse...

Olá, meu nome é Malu. Tenho uma gata siamesa de 4 anos e tem um ano que ela foi castrada, mesmo depois da castração ela já entrou no cio umas duas vezes. Mas o que deixou preocupada ultimamente foi que tem uns 3 dias que noto os peitos dela inchados e mais rosados. Isso é comum?

rebecamporenoventastartarini6@gmail.com disse...

Dra. fico feliz por termos um canal de um profissional que se preocupa com o bem estar dos animais. Tenho um problema , peço sua orientação . Na rua onde moro eu trato de 10 animais que foram abandonados , um deles já com 15 anos aproximadamente teve uma convulsão, foi ao veterinário tomou pentabiótico , plasil, mercepton, fiz o tratamento contudo ele parou de comer, eu lhe dava água de coco regularmente , batia comida e colocava em sua garganta, dei calcio, dei um estimulante de apetite, nada deu certop acabou ficando internado por 5 dias numa clinica, mas infelizmente o custo era muito alto e não podia pagar mais , trouxemops ele de volta com nova medicação , até aí tudo bem , mas o apetite dele não voltou ao normal , levamos ele para um exame de sangue e de acordo com a veterinária ele está com uma anemia profunda afinal é só pele e osso , e tb foi diagnosticado cinomose . ele esta sendo medicado novamente com o pentabiótico e com complexo B, contudo seu apetite não está normal , eu dou frango, carne , ração , figado, eu me desespero porque não sei mais o que faço para ele voltar a comer, gostaria que a senhora me desse alguma sugestão pois já estou desde outubro com esse problema , e não consigo ver melhora no seu apetite, eu sofro doutora pq eu não quero que ele morra , e me sinto triste pq não estou conseguindo recupera-lo, quanto ao resto esta tudo bem ele defeca durinho , toma bastante aguá , só as vezes cambaleia um pouco, mas eu nem acho que seja sequela da cinomose mas sim da fraqueza, pois ele é só pele e osso. Espero sua ajuda pois não sei a mas quem recorrer. sem mais agradeço sua atenção

caninos&grandes disse...

Cara Dani:
O que descreve do seu Shitzu pode ser uma reacção alérgica a algo por onde ele passeia, nomeadamente relva ou algum tipo de erva ou arbusto, ou algo do tipo corpo estranho que se tenha espetado na sua pata. Normalmente quando é corpo estranho eles melhoram bastante com o antibiótico mas assim que pára a medicação a lesão volta a aparecer. Era também importante ele fazer análises para descartar algum problema sistémico que ele possa ter e que possa esta dificuldade na cocatrização da lesão. Espero ter ajudado e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Malu:
Se ela foi castrada ela não deveria ter nenhuma manifestação de cio, a não ser que ela tivesse quistos ováricos e que um deles pudesse ter deixado algumas células produtoras de hormonas a nível do abdomen e, essa situação justificaria o peito mais inchado e rosado, pois há um estímulo hormonal. Deverá falar com o veterinário que a esterilizou para saber se ela tinha quistos ou se houve alguma complicação na cirurgia que possa justificar esta situação.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Cara Rebeca:
Desde já muito obrigada pelas suas palavras. Quanto a esse menino de 15 anos que trata, sabe-me dizer que ele já voltou a repetir as análises de sangue para ver se a anemia melhorou? Essa perda subita de apetite poderá ter outra causa que nao a cinomose que no caso dele já foi tratada. É fundamental que ele faça mais alguns exame spara percebermos se de facto existe outro problema, nomeadamente leishmaniose ou febre da carraça que são bastante comuns em animais de rua. Se não tratarmos o problema, muito dificilmente ele começará a comer. Eventualmente poderá dar-lhe um suplemento de ferro que ajudará se ele ainda tiver anémico. Se conseguir dê-me mais informações sobre esse velhote. As melhoras para ele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Giovanna Monia disse...

Olá, meu nome é Giovanna. Tenho uma cadela SRD com 5 anos, porte médio. E de um tempo pra cá, ela começou a ter uma alergia muito forte, na parte de baixo do rabo, chega a sangrar pelo fato que deve coçar muito e ela fica mordendo. Venho há tempo passando creme antimicrobiano que se chama "SULFADIAZINA DE PRATA" 10mg, e limpando sempre com iodopolvidona, mais não está adiantando, está cada vez mais feio. Quero saber se a doutora pode me ajudar urgentemente. O peso da cadela é 15 kg . Sem mais, agradeço.

Anónimo disse...

Olá,
Tenho uma coker que stá com 11 anos, em Outubro de 2012 começou a ter convulsões, lebei no vet e ele passou gardenal onde terá que tomar pro resto da vida, porém graças a Deus não teve mais.Agora começou comproblemas de artrose onde gritava de dor e quase não se levantava mais, levei de novo no vet, ela passou osteocart plus e trocoxil para tira a dor e refazer a cartilagem, começei o tratamento, e passou td a dor e parece que está melhorando das articulações mais com umas 3 semanas de tratamento com osteocart e gardenal que já está tomando desde outubro do ano passado começou a ter vômitos 1 somente quando comia a refeição do dia, e agora até um pedacinho de bolacha vomita, a vet mandou dar omeprazol, começei a dar mais pareçe que não está resolvendo, não sei mais o que fazer, o vômito apareceu a uma semana, será que poderia ser o Osteocart que está atacando o estômago dela o problemas no fígado por causa do gardenal, por favor me ajude, naõ sei mais o que fazer.

Obrigada.... Aguardo resposta.

caninos&grandes disse...

Cara Giovanna:
Se a sua cadela não melhora com o tratamento aplicado terá mesmo de levá-la a um veterinário para que seja examinada. Para já o que pode fazer é colocar um colar isabelino para evitar que ela se morda e auto-traumatize.
As melhoras para ela
Cumprimentos,
Carla Pedroso

caninos&grandes disse...

Caro leitor:
É muito importante que a sua cocker faça alguns exames complementares de diagnóstico para perceber a origem da gastrite. Qualquer medicação pode obviamente causar alguma irritação da mucosa gástrica, contudo, os seus benefícios serão certamente superiores. Se vê que ela não melhora com o omeprazol deve falar com a sua veterinária para que outros exames sejam feitos, nomedamente, exames sanguíneos, radiografias, ecografias ou mesmo endoscopia.
AS melhoras para ela e vá dando notícias.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Andreza Regis disse...

Boa tarde tenho um filhote de Pitbull de 4 messes ela esta muito doente,esta com os olhos remelando muito,ta babando ta com os dentes travando,o nariz esta escorendo muita agua,mas ela nao esta triste pelo contrario ela continua comendo e muito e ela e alegre alem dela tem mais 9 caes aqui em casa ela ficou doente depois q agente pegamos um vira-lata na rua e ele ja veio com os olhos remelando depois ficou com tose e saindo muito cataro do nariz dele e passou para outro cao e para os outro q ficam dentro de casa mas agente viu que eles estavam gripados e medicamos eles e ja melhoraram agora por ultimo esta ela doente mas e diferente dos outro ela nao tose nem sai cataro e sim agua transparente o que eu faso? estou dando antbiotico

caninos&grandes disse...

Cara Andreza:
O seu cachorro deve ser visto uma vez que se trata de um animal muito jovem e pode-se tratar de uma doença mais grave e não de uma simples constipação. Ele tem vacinas? Se puder dê-me um pouco mais de infrmação dele.
Cumprimentos,
Carla Pedroso

Enviar um comentário

 
Copyright © caninos&grandes